Aumenta o som! – E a música oficial das Olimpíadas vai para…

Por , 28 de junho de 2012 1:08

MUSE!!!

O conjunto britânico publicou nesta quarta-feira o single Survival: a música oficial das Olimpíadas de Londres.

A música segue bem o estilo consagrado da banda, assim como tem tudo a ver com o espírito competitivo!

“I’m gonna win”!!!

 

E aí? O que acharam? Bem impactante, né?

 

Blá Blá Blá – Leituras viciantes e autores “bula”

Por , 26 de junho de 2012 2:04

 

No começo, você está em dúvida. Olha de longe… E até torce o nariz. Mas aí você decide “dar uma chance” para aquele livro que está sendo comentado, ou que chamou a sua atenção em um passeio ou outro pela livraria…

…e ele acaba despertando uma paixão à primeira leitura!

Continue Lendo!

Entre Páginas – O Prisioneiro do Céu

Por , 23 de junho de 2012 9:00

(Post originalmente publicado no Bookeando)

Falar sobre algum livro do Carlos Ruiz Zafón é um verdadeiro desafio para mim. Isso porque, como fã confessa do autor, poderia muito bem ficar discorrendo sobre as suas infinitas qualidades como contador de histórias durante dias e dias a fio. Mas prometo que vou tentar ser mais concisa (e menos “fangirl”) ao falar sobre O Prisioneiro do Céu.

 

Barcelona, 1957. Daniel Sempere e seu amigo Fermín, os heróis de A Sombra do Vento, estão de volta à aventura para enfrentar o maior desafio de suas vidas. Quando tudo começava a dar certo para eles, um personagem inquietante visita a livraria de Sempere em uma manhã em que Daniel está sozinho na loja. O homem misterioso entra e mostra interesse por um dos itens mais valiosos dos Sempere, uma edição ilustrada de O conde de Montecristo que é mantida trancada sob uma cúpula de vidro. O livro é caríssimo, e o homem parece não ter grande interesse por literatura; mesmo assim, demonstra querer comprá- lo a qualquer custo.
O mistério se torna ainda maior depois que o homem sai da loja, deixando no livro a seguinte dedicatória: “Para Fermín Romero de Torres, que retornou de entre os mortos e tem a chave do futuro”. Esta visita é apenas o ponto de partida de uma história de aprisionamento, traição e do retorno de um adversário mortal. Daniel e Fermín terão que compreender o que ocorre diante da ameaça da revelação de um terrível segredo que permanecia enterrado há duas décadas no fundo da memória da cidade.
Ao descobrir a verdade, Daniel compreenderá que o destino o arrasta na direção de um confronto inevitável com a maior das sombras: aquela que cresce dentro dele.

 

Continue Lendo!

Cafelícia – Um expresso a qualquer hora

Por , 20 de junho de 2012 22:58

Dia de jogo decisivo + chuva = uma combinação capaz de parar São Paulo qualquer cidade, não é mesmo?

Imagina aquele trânsito agradável (só que não) de uma metrópole conhecida pela lentidão nas principais vias. Só com muito café na veia para aguentar a volta para casa!

Mas… E se você de fato pudesse passar aquele cafezinho enquanto espera no trânsito? Em uma tarde fria e chuvosa não ia ser mal, né?

Pois saiba que é possível! Isso porque um grupo de franceses elaborou uma engenhoca sensacional batizada de Handpresso, que permite que você produza um verdadeiro café expresso em qualquer lugar e a qualquer hora (até no carro…)!

Fala que não dá vontade de andar com uma máquina dessas na bolsa? Já entrou para a lista de desejos! Vale a pena sonhar…

(No vídeo abaixo dá para ver como a máquina funciona com a ajuda da bateria do carro… Mas no canal da marca no Youtube, dá para ver outras situações em que é possível produzir o café!)

 

 

E aí? Você toparia uma dessas?

Top Ten Tuesday #7: Livros para ler no inverno

Por , 19 de junho de 2012 18:13

 

Top Ten Tuesday é um meme hospedado pelo blog The Broke and The Bookish

 

Olá galera!!!

Ahá! Não contavam com a minha astúcia de postar o TTT no dia certo, não é mesmo?

O tema de hoje lançado pelo The Broke and the Bookish é uma lista de livros para serem lidos no verão, uma vez que lá no hemisfério norte é chegada a hora de sol, praia e areia aproveitar a estação. Mas, já que aqui estamos entrando no inverno, optei por adaptar a lista não só para os livros que eu pretendo ler nos próximos meses, como também quero aproveitar para listar indicações de leituras para o inverno!

Capriche no cappuccino (ou no chocolate quente), se envolva com a sua colcha favorita e…

Boa leitura!

Blá Blá Blá – Ler é…

Por , 19 de junho de 2012 10:12

Ler é viajar.

É mergulhar tanto na história, que nem se vê o tempo passar.

É se apaixonar. Se encantar. Emocionar.

E se envolver tanto, mas tanto que, não importa a interrupção, é sempre possível retornar de onde paramos.

 

 

(Ótimo comercial da Librerias Gandhi, criado pela Ogilvy do México!)

Entre Páginas – Masque of the Red Death

Por , 17 de junho de 2012 23:30

Sabe quando você compra um livro meio que por impulso e se questiona depois (sempre depois) se fez a coisa certa? Pois ao terminar a leitura de Masque of the Red Death, da autora Bethany Griffin, não só “limpei a consciência” como abençoei o dia em que levei o livro para casa!

 

Tudo está em ruínas. Uma praga devastadora dizimou a população e aqueles que restaram vivem com medo de contraírem a doença, enquanto a cidade desmorona a sua volta. Então o que leva Araby a continuar vivendo? Noites no Debauchery Club, belos vestidos, maquiagens brilhantes… e meios tentadores de esquecer tudo.

Mas nas profundezas do clube – nas profundezas de seu próprio desespero – Araby encontrará mais do que esquecimento. Ela encontrará Will, o terrivelmente belo funcionário do lugar, e Elliot, um sagaz aristocrata. Nenhum deles é o que parece. Os dois têm segredos. Todo mundo tem. E Araby poderá encontrar não só uma razão para viver, mas algo pelo qual lutar – não importa o que isso lhe custe.

 

“Baseado no conto homônimo de Edgar Allan Poe”. Se a sinopse intrigante já não tivesse me conquistado, essas palavras sem dúvida o fariam!

Continue Lendo!

Top Ten Tuesday #6: Livros para ler na praia

Por , 13 de junho de 2012 9:02

 

Top Ten Tuesday é um meme hospedado pelo blog The Broke and The Bookish

 

Oi pessoal!!!

Pois é… Cá estou eu passando vergonha de novo, publicando um Top Tem Tuesday em uma Wednesday. Porém, preferi “roubar novamente no jogo”, do que ficar mais uma semana sem o nosso Top 10 favorito! (Eu sei que vocês amam – só que não!)

O tema de hoje são os livros ideais para se ler na praia. Portanto, preparem as suas bolsas de viagem, caprichem no casaco protetor solar e…

Boa leitura!

De onde veio? – Dia dos Namorados

Por , 12 de junho de 2012 17:25

 

Dia 12 de junho. Milhares de casais apaixonados trocam presentes, cartões e comemoram o Valentine’s Day brasileiro (que na tradução nada literal, transformou-se no famoso Dia dos Namorados), sem nem imaginar o porquê dessa data comemorativa.

Mas… De onde será que ela veio? Mitologia? Jogada de marketing? Pura invenção?

Para entendermos um pouquinho, temos que voltar no tempo, lá para o final da Idade Média. Dia 15 de fevereiro era dia de festa para homenagear Juno e Lupercus, os protetores dos casais. Nela, os rapazes aproveitavam para colocar os nomes das moças em papeizinhos que seriam sorteados e, o nome que saísse, seria o de sua futura esposa – muito mais prático do que os jogos de conquista de hoje, não acham?

No melhor estilo de Romeu e Julieta (mas sem as mortes no final), muitos casais apaixonados eram impedidos por suas famílias de casarem-se. Para resolver o problema, um padre chamado Valentino passou a realizar casamentos às escondidas para os casais “fujões”, para que estes não ficassem sem receber as bênçãos de Deus.

Daí então, surgiu o Valentine’s Day ou Dia de São Valentino, festejado no dia 14 de fevereiro, que é o dia em que é comemorado o dia dos namorados nos Estados Unidos e na Europa.

Mas então, por que o dia dos namorados é comemorado no dia 12 de junho por aqui?

Aí sim, jogada de marketing! A ideia foi do empresário João Dória, que havia chegado do exterior e viu nessa comemoração uma boa oportunidade de alavancar o comércio. A data foi escolhida propositalmente para ser um dia antes do dia de Santo Antônio, o nosso santo casamenteiro. (Sorte dos comerciantes que encontraram no mês de junho o terceiro mês mais rentável do ano!).

Então… Seja por mitologia, jogada de marketing ou invenção, qualquer desculpa é bem vinda para estar pertinho de quem a gente gosta, não é mesmo?

Nota Musical – Priscilla Ahn

Por , 12 de junho de 2012 9:36

 

Depois de me encantar com o Aweditorium, comecei a passar madrugadas a fio tentando desvendar todos os mistérios musicais do aplicativo. E eis, que, de repente, me deparei com uma certa cantora, de voz suave e melodias inspiradoras.

Sabe aquela hora em que você pula da cama e começa a procurar outra canção e outra, e outra…? Foi bem isso o que aconteceu quando as primeiras notas de Dream, da artista americana Priscilla Ahn começaram a soar no fone de ouvido.

Com apenas dois álbuns lançados – A Good Day (2008) e When You Grow Up (2011) – a cantora e compositora já embalou cenas das séries Grey’s Anatomy (aliás, que música boa ainda não tocou nessa série?), Ghost Whisperer e de muitos outros filmes, como My Sister’s Keeper.

Uma curiosidade: a artista também já fez algumas “pontinhas” em músicas dos cantores Joshua Radin e William Fitzsimmons (sabia que conhecia a voz dela!!!).

Destaque para Dream, Masters in China, I Don’t Think So e Lullaby