Entre Páginas – The Raven Boys

Por , 26 de setembro de 2012 0:05

Livro. Novo. Da. Maggie. Stiefvater.

5 palavras que já foram mais do que suficientes para me deixar esperando ansiosamente por The Raven Boys. E a espera valeu cada minuto!!

 

Todos os anos, Blue Sargent fica ao lado da sua mãe clarividente enquanto os espíritos daqueles que morrerão em breve passam por elas. Blue pessoalmente nunca havia visto nenhum deles – não até este ano, quando um garoto surge da escuridão e fala diretamente com ela. O nome dele é Gansey e Blue logo descobre que ele é um rico estudante de Aglionby, uma escola particular local. Ela tem por princípio ficar longe dos garotos de Aglionby. Conhecidos como Raven Boys (Garotos-corvo), eles só podem significar problema.

Mas Gansey é diferente. Ele tem tudo – família, dinheiro, boa aparência, amigos fiéis – mas está procurando por algo mais. Ele está em uma jornada que abrange outros três Raven Boys: Adam, o bolsista que se ressente dos privilégios à sua volta; Ronan, uma alma destemida que oscila entre raiva e desespero; e Noah, o guardião taciturno dos três, que percebe muitas coisas, mas pouco fala.

Desde pequena, Blue sempre ouviu de sua família vidente que ela mataria o seu amor verdadeiro. Ela nunca pensou que isso seria um problema. Mas agora, enquanto sua vida se cruza com o mundo estranho e sinistro dos Raven Boys, ela não tem mais tanta certeza.

 

*Respira fundo um milhão de vezes*

 

Já perdi a conta de quantas vezes sentei para escrever essa resenha. Fiquei encarando o cursor do mouse e… Nada surgia. Faltavam palavras. Faltam palavras… Afinal, falar sobre um livro da sua autora favorita nunca é uma missão fácil.

Sim. A favorita. Confesso que tem alguma coisa nos textos da Maggie que conseguem mexer com uma parte adormecida em mim, guardada ali no fundo, e é só começar a ler as suas páginas que aquele sentimento de contentamento começa a aparecer. Não é um sentimento racional e muito menos explicável, mas ele está ali. Aqui. E por mais que eu estranhe, sei que isso é algo bem particular e que provavelmente as outras pessoas não vão conseguir entender – e, mais ainda, não se sentirão como eu. (Preciso me lembrar disso quando saio obrigando as pessoas a lerem A Corrida de Escorpião sob o argumento de que ele é o livro mais lindo DA VI-DA – sim, eu faço isso, cof cof)

Preciso contextualizar porque foi justamente esse o sentimento que me recebeu logo nas primeiras páginas de The Raven Boys. Com a sua escrita sempre poética, a autora nos insere na atmosfera de Henrietta, uma pequena cidade da Virgínia, nos Estados Unidos, que guarda muitas surpresas…

É ali que vive Blue, uma menina de dezesseis anos que mora com sua mãe e tias – todas videntes (se você já pensava que a sua mãe tinha sexto sentido…). Todos os anos, na véspera do Dia de São Marcos, ela vai com a mãe até as ruínas de uma antiga igreja e espera que os espíritos daqueles que morrerão no próximo ano apareçam. Apesar de a sua presença fortalecer os poderes da sua família, a menina nunca havia visto nada… Até que um estranho jovem surge das sombras e fala com ela.

 

“Só há duas razões para que uma pessoa que não possui a visão poderia ver um espírito na véspera do Dia de São Macos, Blue. Ou você é o seu amor verdadeiro ou você o matou”.

 

Como se tudo isso já não tirasse o sono de qualquer pessoa, Blue ainda tem que viver com a previsão que a acompanha desde que ela nasceu: “se ela beijar o seu amor verdadeiro, ele vai morrer”. E esse “pequeno detalhe” só faz com que a tensão aumente ainda mais… Principalmente quando ela se depara com a versão em carne e osso do espírito que ela viu: Gansey.

Gansey, Adam, Ronan e Noah – os Raven Boys – formam o quarteto de garotos mais querido da literatura! Eles estudam em uma escola elitista na cidade mas, apesar da imagem de “riquinhos superficiais” escondem personalidades fortes, conflitos familiares e uma jornada misteriosa.

Há anos Gansey é obcecado pelas ley lines, linhas de energia que traçam lugares de presença de elementos sobrenaturais. O objetivo dele é encontrar o corpo “adormecido” de Glendower, um rei lendário do País de Gales que estaria enterrado nas proximidades de Henrietta. E é justamente por essa busca que acompanhamos Blue e os Raven Boys.

 

“Adam se surpreendeu, como ele ocasionalmente se surpreendia, com a falta de idade do Gansey: um homem velho em um corpo jovem, ou um homem jovem na vida de um velho”.

 

Mas, se você espera que esse seja mais um livro de aventura está muitíssimo enganado! Essa jornada é apenas o plano de fundo de uma história complexa e surpreendente, que consegue arrancar sustos, suspiros e “pasmadas” em igual quantidade. (E até um “medinho”! Dica: se preparem para alguns momentos de apreensão… E já acendam o abajur da mesinha de cabeceira!!!)

Todos os personagens são tão bem trabalhados e tão carismáticos que escolher um favorito se torna uma missão completamente impossível! Você não sabe se solidariza com a Blue, se apaixona por Gansey, abraça o Ronan, se comove com o Adam ou penteia o cabelo do Noah! A cada momento é possível sentir o coração contraindo e se expandindo com eles – às vezes apertado, às vezes repleto. Adorei a forma como a autora conseguiu se aprofundar em cada personagem e construir minuciosamente a personalidade de cada um. Eles são tão reais que parece até que podemos tocá-los – mesmo em um livro repleto de elementos sobrenaturais.

Outro fator marcante da escrita da Maggie também está presente na narrativa: as surpresas e imprevisibilidade do enredo. Nada é óbvio! Esqueça a fórmula de romance, aventura e mistério que você conhece! Nenhuma das regras se aplica aqui. Ah! E se prepare também para os melhores diálogos possíveis!

The Raven Boys marca o início de The Raven Cycle, uma série de quatro livros… E esse é apenas o começo! Mal posso esperar para colocar as mãos no segundo volume!!! QUERO AGORA!!!

(Aqui no Brasil os direitos foram comprados pela Editora Verus, mas ainda não há previsão de lançamento)

 

*nível de inglês: médio/avançado*

 

Ficha Técnica:

Título: The Raven Boys

Autor: Maggie Stiefvater

Editora: Scholastic

Páginas: 408

Avaliação: 5/5 estrelas

Onde comprar:

Compre na Cultura

6 comentários para “Entre Páginas – The Raven Boys”

  1. Giu Fernandes disse:

    ESTOU MUITO ANSIOSA!
    É O QUE SIMPLESMENTE POSSO DIZER!!!!!!!!!!!
    Sei como deve ter sido difícil fazer essa resenha, mas ficou muito boa!!! *—–*
    DEPOIS QUE EU LER EU VOLTO E COMEÇO A SURTAR DE MANEIRA APROPIADA!
    Beijos!

    [Responder]

    Sabrina Inserra disse:

    Aw… Obrigada!!! *-*
    Esse livro é muito bom mesmo!!!!
    Tenho certeza de que você vai gostar!!!!
    Beijocas!!!

    [Responder]

  2. Vania disse:

    LINDA resenha, Sá!!! E concordo com cada vírgula sua! Raven Boys é um livro para ler, reler, apreciar e guardar no fundo do coração (naquele cantinho junto com o Ronan, sabe?). São raros os livros que eu termino de ler e já fico morrendo de vontade de reler. E o final… ah aquele final! EVIL MAGGIE! Amei cada página, cada interação! Foi maravilhoso ler um livro cujos personagens parecem reais, prestes a sair das páginas e se juntar a nós no mundo real!

    [Responder]

    Sabrina Inserra disse:

    Aw.. Thanks Ily!!
    Você sabe que não é fácil falar sobre esse livro, né?
    Espera meu exemplar chegar aqui que eu vou dar “aquele abraço” nele! *-*
    O final foi tenso mesmo!! Quero o 2 já!!!!!
    Hehehe…
    Beijocas!!

    [Responder]

  3. Saula disse:

    Ai, amei a resenha! Ficou muito boa e me fez ficar com vontade de ler esse livro. Já marquei na minha lista de livros para este ano!

    [Responder]

    Sabrina Inserra disse:

    Oba! Tomara que você goste, Saula! 😀

    [Responder]

Deixe uma resposta