Entre Páginas – Billy and Me

Por , 30 de setembro de 2013 10:00

Para um apaixonado por livros, qualquer desculpa é suficiente para o conduzir para uma livraria. Está chovendo? Vamos à livraria! Falta uma hora para a sessão do cinema? Vamos à livraria!

E foi justamente em uma dessas andanças que fui fisgada pela capa “impactante” de Billy and Me, da autora estreante (e casada com um certo músico famoso) Giovanna Fletcher. Retirei o livro da prateleira assim, como quem não quer nada e, quando percebi, já estava completamente conquistada pela história!

 

Billy and MeSophie May tem um segredo.

Um segredo que ela conseguiu esconder durante anos. Como consequência, ela teve que abrir mão do seu sonho de ir para uma universidade e viajar pelo mundo para permanecer em sua pequena vila, vivendo com sua mãe e trabalhando no comércio local.

É assim que ela conhece o glorioso Billy – um ator que ambiciona chegar ao topo. E quando eles se apaixonam, Sophie é retirada de sua zona de conforto e lançada diretamente no mundo glamoroso – e cruel – de Billy.

O seu relacionamento coloca Sophie sob os holofotes, depois de anos tentando permanecer longe da atenção das pessoas. Será que ela conseguirá lidar com a exposição constante, atrelada ao fato de estar com Billy? E, mais do que tudo, será que ela está pronta para que as suas desilusões sejam descobertas e compartilhadas com todo mundo?

 

Continue Lendo!

Vamos Fugir?! – Fanny na Terra da Rainha – Parte 2

Por , 29 de setembro de 2013 16:00

Semana passada eu falei um pouco sobre os meus primeiros dias em Londres, e agora volto para continuar relatando a minha aventura nessa cidade. cover

Continue Lendo

Fala Série! – Orange Is the New Black

Por , 26 de setembro de 2013 9:00

(Post originalmente publicado na coluna #PsychoSeries, no Psychobooks)

 

OITNB1

 

Lembram-se da expressão “o seu passado te condena”? Então! Esse é o ditado que melhor pode definir Orange Is the New Black, a produção original do Netflix que está dando o que falar!

 

Continue Lendo!

Aquele último livro não lido…

Por , 25 de setembro de 2013 12:29

“Os livros são o melhor exemplo de Terminado: deixe-os de lado e eles o esperarão para sempre; dê-lhes atenção e sempre retribuirão seu amor.”

 O teorema de Katherine

will_grayson__will_grayson_by_photosandbooks-d4zm83g

Você tem um escritor que você sempre precisa ter um livro sem ler na sua prateleira?

Alguém, que você só lê a sua última obra se você sabe quando ele vai lançar o próximo? Ou o livro de escritor que já morreu e você sabe que é o último, então você guarda para quando estiver morrendo, porque quer que aquelas palavras sejam para o último momento,assim como o Desmond de Lost (Sim eu fiz uma referência com Lost, isso sou eu mostrando o quanto estou atual!)?

Hoje pela milésima vez eu tirei Will e Will (resenhado aqui pela Sabrina), de David Levithan e John Green da prateleira. Eu comprei o livro a cerca de 3 meses, e embora estivesse na minha lista de desejados por muito tempo, e por mais que eu queria muito lê-lo, o devolvi resignada, como fiz das últimas vezes.

Uma coisa me impede: Esse é o último livro publicado de John Green que eu não li (não estou levando em conta Let It Snow, por ser um livro de contos).

Sim, John está vivo, bem de saúde, ativo e às voltas com um novo bebê e as gravações do filme de A Culpa é das estrelas. E enquanto várias novidades são anunciadas, ainda não veio o comunicado do lançamento do próximo livro.

Com isso, Will e Will volta sempre para a prateleira sem ser lido.

É estranho, eu não quero perder aquele sentimento de que tem uma coisa me esperando. Mas ao mesmo tempo, é ainda mais estranho para nós, que tendem a ter essa neura, de sempre ter um livro de um X escritor na prateleira sem ler, já que isso só nós faz viver mais tempo sem  conhecer essa obra, sem conhecer as palavras, e as estórias que o autor criou.

Nesse momento, eu já li as abas do livro umas três/quatro vezes, já li as notas de agradecimento, e sei qual é a primeira frase do livro. E mesmo esse curto reconhecimento, do que pode ser esse livro, eu ainda não estou disposta a abrir mão.

Enquanto termino de escrever esse texto, retorno meu exemplar de capa prateada, para o seu lugar na prateleira de livros não lidos.

Pode ser que depois de um dia estressante eu resolva pegar um livro bacana e escolha esse, pode ser que John anuncie amanhã outro livro, pode ser que esse livro vai ficar na prateleira por muito tempo, mesmo depois de John lançar um ou vários outros livros.

Apesar de vivermos em um mundo em que não nos dá muitas escolhas, (ou às vezes nós dá muitas, mas sem nenhuma sem uma real solução para elas), eu pelo menos posso escolher o que ficará me dando força na minha prateleira.

E ser um livro de John Green e David Levithan, não é nada mal.

 E vocês, tem um livro de algum escritor esperando na prateleira pelo mesmo motivo?

Crédito da imagem: Aqui

Ton Ten Tuesday – As melhores continuações

Por , 24 de setembro de 2013 9:00

toptentuesday

Top Ten Tuesday é um meme semanal hospedado pelo blog The Broke and The Bookish

Eu leio muitas séries, mas a maioria tem um incrível primeiro livro e os outros vão decaindo, mas há esperança, e abaixo separei as minhas 10 continuações favoritas:

TTT

Continue Lendo!

Vamos Fugir?! – Fanny na Terra da Rainha – Parte 1

Por , 22 de setembro de 2013 16:30

Hoje estreia a nossa nova coluna, Vamos Fugir?! Que irá trazer dicas de viagens, destinos e tudo mais o que você precisa saber para planejar a sua viagem!

Para abrir essa coluna, a Fanny, que viajou recentemente, irá contar um pouco sobre cada lugar que conheceu, além de dividir com você, tudo o que ela aprendeu ( de bom e de ruim)!

Sabrina

Fanny na Terra da Rainha – Parte 1

head post

No dia 06 de julho de 2013, a Inglaterra teve 4 grandes acontecimentos que ficaram na mente das pessoas por muito tempo.

Em Londres e se abrangendo pelo resto do continente, o dia amanheceu claro e limpo, e era o começo de uma onde de calor que iria levar seus habitantes pra os diversos parques, em busca de um sol.

No Hyde Park, também em Londres, o legendário Rolling Stones fazia o primeiro dos seus shows comemorativos no maior parque da cidade. A banda que completa 50 anos de carreira é praticamente uma instituição britânica.

Em Wimbledon, não tão longe do Hyde Park, o britânico Andy Murray, ganhava a final do campeonato de tênis mais disputado do mundo. Um britânico não ganhava a competição desde 1936.

E quarto e talvez mais importante acontecimento, nesse mesmo dia, enquanto Murray comemorava a sua vitória, essa que vos fala, desembarcava pela primeira vez em Londres!

Continue Lendo!

Nota Musical – Review Bruce Springsteen and the E Street Band em São Paulo

Por , 20 de setembro de 2013 9:00

Sozinho, com uma luz de foco, uma gaita e um violão e ao som de This Hard Land, Bruce Sprinsteen encerrava a sua primeira apresentação no Brasil após uma ausência 25 anos, o momento mais intimista foi a cereja do bolo,de um show memorável que durou 3 horas e 18 minutos.

bruce 2

For the ones who had a notion
A notion deep inside
That it ain’t no sin to be glad you’re alive
I wanna find one face that ain’t looking through me
I wanna find one place
I wanna spit in the face of these badlands

Badlands

Eu já fui a uma boa parcela de shows internacionais na minha vida, em vários lugares e de todos os gêneros (a minha eclética lista vai de Cat Power e Interpol à Beyoncé e Hilary Duff),mas nada me preparou para o show que Bruce a sua E-Street Band iria apresentar quarta-feira, dia 18 no Espaço das Américas em São Paulo.

Continue Lendo!

Entre Páginas – A Ilha dos Dissidentes

Por , 19 de setembro de 2013 22:28

Vocês se lembram que há um tempinho fizemos aqui no blog a divulgação do livro A Ilha dos Dissidentes, da autora Bárbara Morais?

Obtivemos um exemplar do livro antes do lançamento, e eu fui a grande sortuda aqui do blog escolhida para lê-lo.

Fiquei mega ansiosa pelo livro, porque praticamente não sabia nada da história e estava com grandes expectativas sobre o que iria encontrar. Para minha grande satisfação, eu amei cada minuto da leitura, e ao terminar o livro já fiquei com aquela sensação de quero mais.

 

A_ILHA_DOS_DISSIDENTES_1378255573P

Ser levada para uma cidade especial não estava nos planos de Sybil. Tudo o que ela mais queria era sair de Kali, zona paupérrima da guerra entre a União e o Império do Sol, e não precisar entrar para o exército. Mas ela nunca imaginou que pudesse ser um dos anômalos, um grupo especial de pessoas com mutações genéticas que os fazia ter habilidades sobre-humanas inacreditáveis. Como única sobrevivente de um naufrágio, ela agora irá se juntar a uma família adotiva na maior cidade de mutantes do continente e precisará se adaptar a uma nova realidade. E logo aprenderá que ser diferente pode ser ainda mais difícil que viver em um mundo em guerra.

 

Podemos começar assim: Eu a-do-rei o livro! Não conseguia parar de lê-lo e devorava suas páginas em todos os lugares que podia. Na verdade, queria mais tempo para chegar logo ao fim da história. Mas, infelizmente, minha resenha não vai representar o que eu realmente senti ao ler o livro! Foi tudo tão legal! =D

Primeiramente, se você, assim como eu, curte o gênero distópico, vai se apaixonar pelo enredo! E mais além: o livro também nos revela uma autora nacional com grande talento e a entrada de um tipo de literatura ainda pouco valorizada e explorada pela literatura brasileira, as distopias.

 

Continue Lendo!

Promoção de Aniversário do Café com Blá Blá Blá

Por , 17 de setembro de 2013 21:05

Voces não acharam que íamos deixar nosso aniversário passar em branco?

cafepromo3anos

E como você faz para participar?

O negocio é o seguinte, pensamos, pensamos e pensamos, e para você poder levar para casa um desses exemplares é fácil!

Basta responder a seguinte pergunta, nos comentários dessa postagem:

Se voce fosse colunista do Café por um dia, o que escreveria e porquê?

 

Deixe a sua resposta aqui nos comentários até  as 23:59hrs do dia 18/10 . O resultado sai dia 20/10 aqui no blog!

A melhor resposta leva um exemplar de Cidades de Papel do John Green e o Segundo colocado, um exemplar de Morte Súbita da J.K. Rowling. Voces não vão perder essa!

Regras para participar:

– Seguir a página do blog no Facebook ou seguir o twitter do Café: @cafeblablabla

Participe!

Entre Páginas – O Projeto Rosie

Por , 16 de setembro de 2013 17:15

Assim como o protagonista, eu tenho um projeto pessoal que é ler um livro de cada país do mundo, e eu já havia lido outros livros do país, mas agora posso oficialmente colocar check na Austrália, tudo isso com um Lad-lit fantástico.

9788501403704Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica.

Exceto as mulheres.

Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal.

O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.

 

Continue Lendo!