Entre Páginas – O Visconde que me amava

Por , 2 de setembro de 2013 9:00

Voces já sabem que eu amo o gênero de Romances de Época,  e já curtiram o Especial que rolou aqui no site. Muitos ainda sabem que a minha autora favorita do gênero é Julia Quinn.

O que poucos sabem, é que o mais recente lançamento da Editora Arqueiro É o meu livro favorito entre todos os romances de época que já li.

O_VISCONDE_QUE_ME_AMAVA_1374675648P

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.

Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Eu tenho um caso de amor com esta autora. Se ela decidir escrever um romance num guardanapo, eu irei lê-lo. Orgulhosamente digo que já li todos os livros que ela lançou. E mesmo tendo lido a série Os Bridgertons em ingles, e ter os exemplares em outra lingua, resolvi comprar e ler as edições em portugues, pelo simples fato de incentivar a publicação desta autora.

Não consigo contar o número de vezes que já li este livro, praticamente sei de cor, mas lê-lo em português só aumentou ainda mais meu amor por esta história apaixonante. Não preciso dizer que acho tudo o que ela escreve perfeito.

Kate Sheffield quer fazer de tudo para afastar o charmoso Visconde de Bridgerton do pé de sua irmã mais nova, e para isso ela usa de todos os seus subterfúgios. Ela é espirituosa e acima de tudo tem uma língua afiada que somente Anthony consegue aturar. Desde o primeiro contato com os dois, as faíscas e os duelos verbais são constantes. Ficamos ansiosos pelas páginas em que os dois vão se encontrar, porque não há como não ficar com um sorriso no rosto diante de tanta química que acontece entre eles.

Anthony consegue ser charmoso e ao mesmo tempo um libertino, que sabe o que quer e vai atrás disso nem que para isso tenha que passar por cima de Kate. Ele é extremamente calculista e muito lógico, exceto quando se trata de Kate e seus sentimentos por ela.

Eu adoro este livro, porque ele conta a história de uma mocinha que não é afetada, também não é muito bonita e é constantemente ofuscada pela irmã mais nova. Só que ela não se recente com nada disso, ela é prática e objetiva, e tenta ao máximo fazer o melhor para todos. Ela é o tipo de personagem feminina que eu aprecio ler, pois ela não nos irrita. Quando ao nosso mocinho, ele tem tudo para ser perfeito, mas não é, demônios do passado rondam a vida dele e permeia as suas decisões, inclusive a de se casar.  A única coisa que ele não esperava era encontrar o amor em meio ao seu plano logico de casamento e que isso talvez fosse a coisa mais dificil de encarar.

Ficha Técnica:

Título: O Visconde que me amava (The Viscount who loved me)

Autor: Julia Quinn

Editora: Arqueiro

Páginas: 304

Avaliação: 5/5 estrelas

4 comentários para “Entre Páginas – O Visconde que me amava”

  1. Amanda Dutra disse:

    Nunca li um romance de época, você me aconselha a começar por esse???

    Beijo

    [Responder]

    Sim! vc pode começar por essa autora! Não tem como não gostar.
    Se preferir, leia o primeiro livro da série O Duque e eu.

    bjs

    [Responder]

    Amanda Dutra disse:

    Ah obrigada, vou tentar ler sim 😀

    Beijo

    [Responder]

    Fanny Ladeira disse:

    Cuidado com a Thaís! Ela me viciou em romances históricos há uns 4 anos atrás e hoje não vivo sem!

Deixe uma resposta