Nota Musical – Lana Del Rey

Por , 9 de novembro de 2013 12:12

-Lana-Del-Rey-lana-del-rey-32981815-1280-855

Lana Del Rey despontou em 2011. Com um vídeo de estreia do seu primeiro hit Video Game, a americana conquistou várias pessoas (e muitos marmanjos) com a sua voz marcante e única.

O interesse em Lana era tão grande quanto a falta de material e informações sobre ela.Mas todos faziam questão de comentar como ela era ‘um produto montado’ do gravadora, como ela fez cirúrgicas, mudou a sua aparência e até mesmo colocou enchimento nos lábios (sim, em algumas músicas é possível perceber a interferência dessa parte).

lana-del-rey-bbcr1Se a fascinação para saber se era enchimento ou não era desnecessária, era ainda menos ficar preocupada se ela era um ‘projeto’ da gravadora ou não. Katy Perry é umas parte ‘montasda’, sism como Lady Gaga, Rihanna e tenho minhas sérias dúvidas com parte das atitudes de Miley Cyrus também serem para chamar atenção.

Então porque Lizzie Grant, não pode ser a Lana Del Rey?

Com seu estilo pin-up chic, músicas doces e interessante, e outras nem tanto, (afinal: My vagina taste like Cherry), Lana encontrou o seu lugar entre os queridinhos indies, apesar de só ter lançado um cd até hoje, o ótimo Born to Die.

O Cd de estreia trás músicas que marcaram o estilo que a cantora sempre quis trazer. Com um toque de modernidade, mas um pé no passado, músicas como Dark Paradise, Carmen, Radio e Without You, prometem ficar na sua playlist por muito tempo.

E se Video Game foi o primeiro grande sucesso da carreira de Lana, Born to Die não ficou atrás, e com uma produção mais caprichada do que o primeiro, o clip já estreou bombando. E apesar dela ter outras músicas boas,acho Born to Die a melhor produzida de todas. Há um carinho tanto no vocal, quanto nos acordes, que se juntam perfeitamente!

Sem contar que ao vivo, Lana ousa bastante nas suas performances ‘brincando’ com os arranjos e não sendo engessada.

E como se não bastasse a carreira que ela havia criado, nesse ano ela ainda fez parte da trilha sonora de O Grande Gatsby, com a sua apaixonante Young & Beautiful.

Não dá para falar que não houve oportunidade para ir ao show da Lana, e acabei optando por poupar o meu dinheirinho, mas ainda quero ver um show dela ao vivo.

Mas enquanto esse dia não chega, hoje, Lana faz show em São Paulo no Festival Planeta Terra.

O festival, tipicamente indie desde a sua criação, vai ter transmissão pela internet, e estaremos comentando ao vivo durante o dia, e claro, durante o show da Lana, pelo twitter do @Cafeblablabla

 

Deixe uma resposta