Entre Páginas – Lições de Desejo

Por , 12 de maio de 2014 12:00

LICOES_DO_DESEJO_1377290305PAtraente, sutil e tentador, lorde Elliot Rothwell é um homem acostumado a fazer sucesso entre as mulheres e a conseguir tudo o que deseja delas. Mas isso não se aplica a Phaedra Blair. A brilhante e exótica editora não parece disposta a ceder a seu pedido e cancelar a publicação das memórias de um membro do Parlamento que podem manchar o nome da nobre família Rothwell. A pedido de seu irmão mais velho, o marquês de Easterbrook, Elliot vai a Nápoles para negociar com Phaedra. Historiador de renome e autor de livros respeitados, tudo indica que ele seja a pessoa ideal para a tarefa. Porém, em vez de encontrar a bela mulher descansando à beira do mar Tirreno, Elliot descobre que ela está presa por causa de uma acusação injusta. Graças ao prestígio da família, o nobre consegue libertá-la, mas também se torna responsável por ela até voltarem à Inglaterra. Percorrendo juntos uma das regiões mais belas e românticas da Europa, eles vão descobrir que discordam de quase tudo o que o outro pensa ou faz – exceto o que fazem juntos na cama. E, nessa aula de prazer, será cada vez mais difícil saber qual dos dois tem mais a ensinar.

 

Depois de ler As Regras da Sedução, encontrei no livro um tipo de leitura completamente diferente dos romances históricos usuais. Tratava-se de uma escrita um tanto fria que ao meu ver era explicado pelas características da personagem principal. O primeiro livro me agradou, mas não me surpreendeu tanto quanto os títulos da Lisa Kleypas e Julia Quinn, portanto meu desejo para ler o segundo livro não era tão desesperador de adquirir o livro logo que houve o lançamento.

Ao ler Lições de Desejo, passei por uma situação que raramente passo quando leio romances históricos (50% da leitura anual), na qual me levou a decisão de não continuar lendo o restante da série Rothwell. O livro se mostrou tão difícil para a minha leitura, me atormentando para finalizar a leitura.

Tudo que encontrei em As Regras da Sedução, a escrita fria, distante e pouco romântica retornou, em um livro que julgava que deveria haver fogos de artificio diante da paixão que viria a se desenvolver entre os personagens principais da trama. Acabei por identificar que a escrita de Madeline Hunter de pouco me agrada, e passa longe das escritoras de romances históricos que estão, digamos, na média.

Não consegui me identificar com nenhum personagem, o romance para mim foi um pouco forçado e de maneira nenhuma me tocou. O segredo que permeia o livro, é um argumento fraco na trama, e mal explicado ao fim. A personagem principal Phaedra, que ao inicio pode parecer excêntrica e completamente liberal, se torna ao longo do livro uma personagem extremamente chata e difícil que compreender. A mudança de ambiente do livro, saindo de Londres e se passando em várias cidades da Itália, só serviu para tirar o pouco do ambiente familiar do romance histórico que estamos acostumadas. Logo me vi numa história atemporal, sem muito sentido e o pior ainda, muito longe do que espero de um romance histórico.

Infelizmente, tomei a decisão de não continuar com os livros da Madeline Hunter, ao finalizar dois livros percebi que o seu tipo de escrita não é para mim.

Ficha técnica:

Título: Lições de Desejo

Autor: Madeline Hunter

Editora: Arqueiro

Páginas: 272

Avaliação: 2/5 estrelas

 

Um comentário para “Entre Páginas – Lições de Desejo”

  1. Sueli Jansen disse:

    Concordo integralmente com a sua opinião em relação à esta série. Mas, eu resolvi seguir em frente pois tinha uma expectativa muito positiva relacionada com o irmão mais velho, o que acabou sendo uma decepção ainda maior.
    Porém, a série medieval da Madeline Hunter é muito interessante, portanto não desista completamente da autora.
    Bjs

    [Responder]

Deixe uma resposta