Entre Páginas – Isla and the Happily ever after

Por , 22 de outubro de 2014 8:00

Stephenie Perkins volta com a sua terceira mocinha, e após ter começado muito bem com Anna e O Beijos Francês e ter caído em um caminho um pouco chatinho com Lolla, o seu terceiro livro trás de volta Paris, acompanhada de Isla, Josh e…preparem o coração, porque esse é o melhor livro da série.

 

IslaA romântica incorrigível Isla tem uma queda pelo cartunista introspectivo Josh desde o seu primeiro ano na Esola Americana em Pairs. E depois de se encontrarem sem querer em Manhattan durante o verão, um romance de verdade pode estar mis perto de Isla do que ela imagina.

Mas de volta a França, quando eles começam o último ano, Isla e Josh são forçados a confrontarem os desafios que todo casal novo deve enfrentar, incluindo dramas familiares, incerteza sobre a faculdade e uma possibilidade muito real deles serem separados.

Já falei em mais de uma ocasião aqui, que estou passando por ano meio afastado da quantidade de livros que lia, então posso estar sendo exagerada e posso ser surpreendida mas ao contrário do que imaginava, Isla concorre fácil a minha vaga de melhor livro de YA do ano.

 

“When i finally lift my eyes and look across the circle, he gives me the softest smile.

Oh, it melts me.”

 

Eu tenho mil motivos para enumerar porque gosto tanto de YA, mas um dos principais é que adoro quando a pessoa está começando a descobrir o seu papel no mundo, ou o que o mundo efetivamente representa na sua vida. Com isso, vem toda a bagagem interna, externa, às vezes muitos problemas e em alguns casos, muitas soluções.

No caso de Isla, ela ainda está aprendendo a ser ela mesma, e a medida que grandes mudanças e decisões importantes vão chegando na sua porta, ela vai tendo a oportunidade de efetivamente sair do seu casulo e explorar um pouco, principalmente o Josh que assim como ela, também precisa procurar o seu lugar.

Gosto como nessa trama não há um grande vilão, ex-namoradas ou até mesmo outros interesses entre os dois. São as qualidades e os seus piores defeitos de Isla e Josh, que fazem com que o romance vá até o céu, ou caia em um poço. Isla tem tantas questões em aberta em certo ponto, que você realmente acredita que ela está tomando a mesma decisão e vai com ela até o fim, porque ela simplesmente tem as mesmas inseguranças que qualquer uma de nós teria.

Admito suspirei em mais de uma ocasião e simplesmente tive que ler esse livro o mais rápido possível.

E a grande sutileza desses livros, é como eles te fazem se envolver em uma nuvem de romance e juventude, e não importa que você sabe que aquilo é só um livro, você ainda vai querer gritar beija! quando um casal está quase lá.

Em relação a série, admito que o menos me encantou foi Lola, e talvez , o que fez mais falta no livro da Lola foi a falta de um elemento muito importante: Paris.

É muito mais fácil se levar por um romance, enquanto os nossos casais tem como plano de fundo o Quartier Latin e Notre Dame. De certa forma, as juras de amor ficam mais compreensíveis.

Outro ponto bobo, mas importante, é que Isla e Josh se comportam como eu esperava de dois jovens ricos americanos vivendo na Europa.

St. Clair é super exclusiva, com excelentes professores, dormitórios, um chef cozinhando e eles só estão no meio da cidade mais cara do mundo. Obviamente, a família tem dinheiro não só para proporcionar isso, como devem ainda para fornecer um dinheiro a mais para eles.

Por isso, ver eles fazendo viagens para países como Alemanha e Espanha no final de semana, comendo em restaurantes, se hospedando em hotéis e solicitando táxis, trás um sopro de realidade para toda a situação.

O final é para quebrar o coração mais gelado e se preparem para cameos de muitos personagens (!!!).

Quando peguei Isla para ler, não estava com tanta esperança no que encontrar, mas agora mal posso esperar pela próxima história de Perkins. Se for tão bom quanto esse livro, eu já estou muito satisfeita.

*nível de inglês: Intermediário*

 

Ficha Técnica:

Título: Isla and the Happily Ever After

Autor: Stephanie Perkins

Editora:Dutton

Páginas: 352

Avaliação: 5/5 estrelas

Deixe uma resposta