Especial Halloween – Horns

Por , 30 de outubro de 2014 10:05

Horns-poster-junto

Desde que Harry Potter acabou, todos sempre ficam pensando no que os atores vão aprontar depois de terem passado tanto tempo em um único projeto (mesmo que seja divido em 8 filmes). O fato é que apesar de tentar sair da imagem de jovem bruxo, Daniel Radcliffe sempre vai ser o Harry Potter, e encaixá-lo em trabalhos no cinema é um tanto arriscado para não passar a imagem errada. Mas se você ainda não conhece outros trabalhos do ator desde o término do final da saga épica, precisa ver a sua atuação em Horns, uma das melhores até hoje.

Um jovem de 26 anos de idade descobre um dia, quando acorda, que sua namorada foi estuprada e assassinada. Ele é imediatamente apontado como principal suspeito, o que o obriga a partir em busca do verdadeiro responsável. Sua arma será o par de chifres que crescem em sua cabeça, e forçam as pessoas que lhe encontram a revelarem seus segredos.

Se eu gostei de Horns? Sim, eu gostei. Mas não foi sensacional. Deixe-me explicar melhor. O filme segue o jovem Ig Perrish que foi acusado de matar a namorada, então a cidade toda se revolta contra ele e ele mesmo tenta buscar o culpado pelo crime para julgar seu amor com as próprias mãos. A premissa do filme é muito boa, e ele segue por um caminho muito bom, não fosse pelas auto-explicações sobre o bem e o mal o tempo todo.

Horns_Gif_Filme_3

E mesmo que o filme seja auto-explicado, ele não fica chato ou parado. E é nessas horas que você presta atenção nas atuações. Daniel Radcliffe está sensacional, sarcástico e muito a vontade no papel de Ig, com todos os seus demônios. A mídia americana elogiou bastante a atriz Juno Temple, por seu papel, mas eu em momento algum vi o brilhantismo que tantos exultaram, a menina não tem nem meia dúzia de falas. Já o ator Max Minghella, brilhou com seu Lee e surpreendeu nas cenas finais.

Horns_Gif_Filme_6

Se você está preocupado se esse é um filme de terror, não se abale. Vou bater na tecla que esse é um filme de Romance de Horror. Não tem aqueles sustinhos chatos do nada, e as cenas fortes são só as das transformações, mas nada com o que morrer de medo.

Gostei do filme, Horns se mostrou com um bom fôlego e narrativa. Não li o filme, mas pelo que ouvi, dizem que é excelente. Quem sabe um dia eu dê chance? Até lá, o filme estará aí para isso.

Horns_Gif_Filme_2

Deixe uma resposta