Entre Páginas – Uma Breve História do Tempo

Por , 16 de fevereiro de 2015 12:05

Eu li um livro de Stephen Hawking. E se você ainda  não leu, precisa porque, você simplesmente precisa.

fotoUma das mentes mais geniais do mundo moderno, Stephen Hawking guia o leitor na busca por respostas a algumas das maiores dúvidas da humanidade: Qual a origem do universo? Ele é infinito? E o tempo? Sempre existiu, ou houve um começo e haverá um fim? Existem outras dimensões além das três espaciais? E o que vai acontecer quando tudo terminar?

Com ilustrações criativas e texto lúcido e bem-humorado, Hawking desvenda desde os mistérios da física de partículas até a dinâmica que movimenta centenas de milhões de galáxias por todo o universo. Para o iniciado, Uma breve história do tempo é uma bela representação de conceitos complexos; para o leigo, é um vislumbre dos segredos mais profundos da criação.

Já falei uma vez aqui, mas repito novamente, se talvez tivesse tido um pouco mais de incentivo, o mundo da física, cosmologia e etc, poderia ter sido um caminho que eu seguiria pela minha vida profissional.

Obviamente teria que vencer a matemática para chegar lá (item que como uma pessoa das humanas, eu admito ter um pouco de dificuldade). Porém, se tudo o que eu vejo e pesquiso hoje fosse de mais fácil acesso quando eu tinha 10, 11 anos, talvez a minha vida teria sido diferente.

E é com esses mesmo sinônimo de incerteza que Hawking tenta explicar para esse público (leigos) sobre o universo e as suas leis.
Lá para o final ele diz:  ‘Nosso mundo é um lugar desconcertante. Queremos extrair um sentido do que vemos à nossa volta e perguntar: qual é a natureza do universo? Qual é nosso lugar nele e de onde ele e nós viemos ? Por que ele é do jeito que é?

O que nos dá um pouco de segurança, afinal se nem eles grandes estudiosos podem responder essas questões com segurança quem é nós para tentar ser maior que isso?

Na verdade, o estilo de Hawking de escrever e assim tornar possível para o grande publico é incrível. É possível sentir que houve uma preocupação em tornar a escrita o mais simples possível.

Fora que aprendi muito com a leitura, como ‘a verdadeira história’ de Newton e a maçã, que a teoria de Murphy tem uma explicação e seu devido lugar dentro do universo, sobre a ausência de um padrão absoluto de repouso e o principio antrópico (que nunca nem tinha ouvido falar).

Também foi legal ter uma base criada assistindo/ lendo ficção científica como Doctor Who e O Guia do Mochileiro das Galáxias. Entre tantos outros termos, não tive problema em entender significados como ‘Buraco de Minhoca’ e ‘espaço-tempo’.

Mas não se iludam teve várias partes que não consegui entender completamente, e teve parágrafos inteiros em que terminei com a expressão de ‘aham???’ gigantesca.

Só que no final Uma breve história do tempo,  abre um mundo de oportunidade e de possibilidades para pessoas como nós..

Como Hawking diz em algum momento, os cientistas não podem somente buscar as soluções e as explicações do universo e não incluir o restante nessa.

É necessário que todos conheçam para que no momento em as respostas sejam finalmente encontradas, toda a humanidade e não só um grupo seleto, as entendam.

Ficha técnica:

Livro: Uma breve história do tempo

Autora: Stephen Hawking

Editora: Intrínseca

Páginas: 245

Classificação: 4/5 estrelas

Deixe uma resposta