Pipoca Salgada – Selma – Uma Luta pela Igualdade #Oscar2015

Por , 18 de fevereiro de 2015 18:00

Todos os anos as listas do Oscar trás um filme que seja uma história que as pessoas se identificam muito, além de conter realidade em seus roteiros. Esse ano não poderia ser diferente, “Selma” trás uma parte da biografia de vida de Martin Luther King, um homem que dedicou muito de si e de sua família em luta da causa negra nos EUA.

Selma_Uma_Louta_Pela_Igualdade_Filme_Oscar_CaféSelma, narra a luta histórica do dr. Martin Luther King Jr. para garantir o direito ao voto para os afro-americanos – uma campanha perigosa e apavorante que culminou na épica marcha de Selma a Montgomery, no Alabama, que galvanizou a opinião pública americana e persuadiu o presidente Johnson a apresentar a Lei do Direito ao Voto de 1965. Em 2015 será o 50º. aniversário deste momento crucial do Movimento dos Direitos Civis.

Sabemos que o voto hoje é igualitário e não distingue de homem, mulher ou gente de outras etnias que não seja a branca. Mas houve um tempo nos EUA, que mesmo depois de emendas e mais emendas dizendo que o povo era igual, muita gente negava os negros de terem o acesso às urnas e isso causou começão em muitos grupos. Até o próprio presidente na época negligenciou o fato, e dando esse “problema” para as autoridades locais.

É difícil ver um filme como esse e não se emocionar com o que o povo negro sofre, Martin que sempre foi um exemplo em casa e na rua, é visto nessa adaptação como um homem forte e impassível, que não mede esforços entre a vida para trazer “liberdade” ao povo.

David Oyelowo vem com um Martin Luther King forte, que se mostra sempre pelo caráter demonstrado e pelas expressões faciais. Outra que está fazendo apenas uma participação especial, mas se destaca é Oprah Winfrey, que me fez lembrar e me deixou irritado com a tentativa que a Academia de Cinema teve ano passado de deixar passar o maravilhoso “O Mordomo da Casa Branca” da premiação. Oprah é uma ótima atriz, e sabe trazer o tom de drama certo aos seus personagens.

Não tem como não comparar “Selma” com o ótimo “12 Anos de Escravidão“, não pelo enredo, mas pela forma que os menos favorecidos (os negros) sofreram de ante de de muitas pessoas. E a Academia deixa um filme como “Sniper Americano” ultrapassar uma biografia de um dos melhores ativistas americanos. Em caso de história, “Selma” é muito mais intrínseco, mas ambos são ótimos filmes.

“Sema” mostra-se competente em recriar um momento histórico para milhares de pessoas negras para conseguir o direito como cidadão. Com uma bonita fotografia e datas históricas situando o espectador nos momentos exatos. É muito mais que uma biografia, é a história sendo escrita e passada para gerações de pessoas que hoje tem acesso há várias coisas, pois foi pessoas como Martin Luther King, que precisou passar por boas provações e se privar de muitas coisas para dar acesso direto ao poder do povo. Ótimo filme.

#Oscar 2015 – O Filme concorre nas categorias de Melhor Filme e Melhor Canção “Glory”, de John Stephens e Lonnie Lynn.

Ficha Técnica
Título: Selma – Uma Lura pela Igualdade
Título original: Selma
Diretor: Ava DuVernay
Elenco: David Oyelowo, Tom Wilkinson, Carmen Ejogo, Oprah Winfrey, Tim Roth
Gênero: Drama/ Histórico/ Biografia
Duração: 128 minutos
País: EUA
Ano: 2014
Nota: 9.5/ 10

Deixe uma resposta