BláBláBlá – Sete Vidas

Por , 9 de março de 2015 17:19

Logo-Novela-Sete-Vidas-Rede-Globo-18h

O que é família para você? Este é um dos principais temas da próxima novela das 18h que chega hoje na tela da TV Globo, a trama quer abordar a relação de um novo tipo de família que tem surgido há pouco menos de cinco anos, que é quando pessoas encontram na internet informações sobre meio-irmão que eles não conhecem e que todos foram gerados por inseminação artificial.

A novela conta a história de Lígia (Debora Bloch), jornalista de economia bem sucedida que pretende se dedicar mais a vida pessoal e constituir família. O problema é que o oceanógrafo Miguel (Domingos Montagner), seu namorado há mais de um ano, não deseja o mesmo. Ele a ama, mas vive atormentado por um trauma familiar e resiste em se casar com Lígia, que insiste em fazer com que Miguel se comprometa, mas acaba ficando cada dia mais frustrada com as atitudes dele.
Miguel termina com Lígia e embarca sozinho em uma expedição arriscada pela Antártica. Dias depois, a jornalista recebe a notícia de que ele foi dado como morto após sofrer um acidente nos mares gelados. A jornalista vai até a Antártica acompanhar as buscas pelo corpo dele e fica arrasada. Na volta da viagem, Lígia descobre que está esperando um filho de Miguel e que ele, na juventude, doou sêmen para um banco americano, quando viveu nos Estados Unidos, e que essa doação gerou duas pessoas. Lígia é muito amiga da irmã, Irene (Malu Galli), que a aconselha não ir atrás dos filhos de Miguel, Júlia (Isabelle Drummond) e Pedro (Jayme Matarazzo), e logo mais tarde descobrindo outros quatro irmãos que vieram do mesmo sêmem. Assim que a história girar e Miguel retornar à sua vida normal, vai viver um verdadeiro choque de realidade com a descoberta de seus seis filhos gerados via inseminação artificial e o seu primeiro filho de sangue.

Quem assistiu à “A Vida da Gente” de 2011, sabe bem o que esperar dessa novela. Primeiro de tudo porque o texto de Lícia Manzo além de realista é poético, ela consegue trazer para a tela sentimentos reais e que você realmente acredita que o que está vendo faz parte da vida real e que foi gravada por alguma equipe de televisão. Manzo que tem como sua maior inspiração Manoel Carlos e Gilberto Braga, uns dos maiores autores de telenovelas da televisão brasileira, trabalhou muito para conseguir seu estilo.

A novela  vem com ótimos plosts, e uma coisa legal é que a história foi pensada há um bom tempo, pois, a autora entregou a sinopse à emissora ainda em 2013 e desenvolve o projeto desde que recebeu o sinal verde. Primeiramente a história iria ao ar às 23h, mas por questão de incompatibilidade de agenda do diretor Jaime Monjadim, que na época estava envolvido na última novela de Manoel Carlos (não poderia conciliar ou abandonar o projeto no meio), então a Rede Globo decidiu que a trama iria estrear em 2015 e no horário das 18h que seria mais disponível para as pessoas.

Estou confiante com essa novela, porque “A Vida da Gente” foi linda e Lícia soube contar a história sem cansar e trazendo sempre boas novidades e giros na trama. Ela realmente sabe contar sobre a vida como ela é, e hoje são poucos novelistas que conseguem trazer tanta emoção para as telas.

Com um time ótimo de atores, veteranos e novatos podemos notar que há um balanceamento nas atuações, e olha que todas as pessoas que foram separadas para essa novelas são realmente talentosas. Temos Isabelle Drummond, que é uma atriz excelente, Jayme Matarazzo, que já cansou de provar que não é só mais um rosto bonito e não está ali só porque o pai é o diretor, também contamos com Thiago Rodrigues, Maria Eduarda de Carvalho e o estreante nas novelas Ghilherme Lobo, que foi descoberto pela ótima atuação em “Hoje eu Quero Voltar Sozinho”, mas também conta com Domingos Montagner e a maravilhosa Debora Bloch.

Sete Vidas foi planejada inicialmente para 56 capítulos apresentados na faixa das 23h, mas ficou decidido mesmo que a novela viria ao ar no horário das 18h com 100 capítulos, distribuídos em cerca de 4 meses. O que dá mais segurança para a autora e o dinamismo exato para que a história não enfrente a temida barriga (quando os autores enchem linguiças literalmente para completar tempo de trama). E chega hoje com promessas de temas polêmicos para nos emocionar, fazer rir e se apaixonar por uma história que tem tudo para ser um sucesso.

2 comentários para “BláBláBlá – Sete Vidas”

  1. Lucas disse:

    Oi, tudo bom?

    Sabe aquela novela que você já se encanta apenas pelas propagandas e pela história em si? Essa é Sete Vidas. Desde a primeira vez, adorei a ideia da novela, os personagens e todo o resto. Acho que será uma história bonita e emocionante. Infelizmente, não vou conseguir acompanhar, já que faço faculdade no horário. É o tipo daquelas que poderia se ter um livro, para guardar com carinho na estante, grifar quotes marcantes e se apaixonar pelos personagens!

    Abraço
    Lucas

    [Responder]

    Oi Lucas, beleza. Estou muito ansioso por essa estreia, como gostei muito de “A Vida da Gente” tenho ainda altas expectativas para o que a autora quer trazer nesse trabalho mais enxuto e como ela já mencionou numa entrevista “muito mais emocionante que a anterior”. Quanto à acompanhar, não sei se você conhece, mas a Globo tem o Globo.tv um aplicativo como se fosse um netflix só que com o conteúdo apenas dela e que custa R$12 por mês e você pode assistir aos programas, novelas e seriados em qualquer hora e em qualquer lugar, eu tenho e o recomendo muito. Um abraço!

    [Responder]

Deixe uma resposta