Café Irlandês – 5 dicas para sobreviver no trânsito… de SP

Por , 30 de junho de 2015 9:00

Se locomover de carro em São Paulo, é tão complexo quanto uma equação matemática. É necessário muita destreza, e principalmente muita paciência.

Diariamente eu percorro cerca de 20km de carro para ir e voltar do trabalho. Em dias sem trânsito, como fins de semana e madrugada, seriam de 10 minutos por trecho. Num dia normal, indo e voltando ao trabalho levo de 1 hora ao infinito!

Esses são os males da cidade grande, mas aprendi uns truques.


trafico
1- Utilize o WAZE, em todas as oportunidades

waze

Esse aplicativo é uma necessidade básica para qualquer condutor. E nem estou falando por causa do serviço de GPS. Afinal, voce sabe o caminho que tem que fazer para ir e voltar, mas voce não sabe qual o tempo que irá levar para fazer o caminho e nem quais rotas são as melhores. É bom saber o quão atrasado irá chegar no trabalho! Eventualmente voce pode parar no meio do nada com ele… mas não vamos nos apegar a isso.

 

2- Põe na rádio e na televisão

televisão

Quando eu não andava de carro, achava um absurdo meu irmão passar o caminho inteiro ouvindo a Rádio SulAmerica Transito. Hoje em dia eu entendo completamente. Um acidente em qualquer lugar nesta cidade (principalmente nas Marginais), que surge do nada e sempre envolve motocicletas, é certeza de inferno e muito transito pela frente. O jornal matinal é sempre uma fonte de noticias antes mesmo de sair de casa, quantas vezes já me vi adiantando a hora de saída depois de uma noticia.

3- Saia Antes – Sempre!

cedo

Não dá para brincar nesta cidade. Se voce sair todos os dias o mesmo horário de casa vai ter tempos de percursos completamente diferentes. Se tiver um compromisso, saia com muita antecedência, a Lei de Murphy sempre prevalece.

 

4- Caminhos alternativos

 

tumblr_mpqhub65IG1r4oq9eo1_500

Sempre tenha em mente caminhos alternativos, para pelo menos diminuir o tempo de viagem. O problema é que cortar caminho é extremamente cansativo.

 

5- MÚSICA, MÚSICA E MUITA MÚSICA

música

Não tenha dúvida de que voce ficará parado no trânsito, isto é a unica verdade. Aproveite este tempo com muita música e listas criativas que desestresse! Eu adoro fechar o vidro e cantar alto para relaxar.

 

Plus!

É errado, mas eu faço isso todos os dias. É possível realizar uma maquiagem completa no trânsito, com direito a delineador e muito rímel. Sempre ando com o kit de maquiagem e lencinhos umedecidos.

maquiagem

Pipoca Salgada – Sem segurança nenhuma

Por , 26 de junho de 2015 12:05

safetynotguaranteed_Poster

 Darius (Aubrey Plaza) é estagiária numa revista de Seattle. Junto com Jeff (Jake Johnson) e Arnau (Karan Soni), ela é designada para investigar o autor de um anúncio no jornal procurando companhia para uma viagem no tempo. Enquanto Jeff persegue um antigo amor e Arnau tenta ganhar novas experiências, Darius se aproxima cada vez mais de Kenneth (Mark Duplass), o tal dono da máquina do tempo.

Sem Seguranção Nenhuma, Safety not guaranteed é um filme que eu recomendo que você saiba exatamente onde está pisando, antes de começar a vê-lo.

Apesar de ser um filme ‘fofinho’ e gostoso de assistir a sua trama um pouco sonhadora pode pegar algumas pessoas mais realistas de surpresa. O filme é de 2012, então alguns de vocês podem já ter visto, mas fica a recomendação para quem ainda vai ver.

SUBSAFETY-articleLargeNo filme, os personagens Darius (Aubrey Plaza) e Kenneth (Mark Duplass) se encontram por uma matéria, mas essa proximidade vai mostrar para as duas partes, principalmente para Darius de que existe alguém no mundo que ela pode se importar.

Continue Lendo!

Entre Páginas – Ninguém transa às terças-feiras

Por , 25 de junho de 2015 8:30

Fiquei tão feliz com o última catalogo de lançamentos do Grupo Editorial Record, tinha tanta coisa boa, mas eu foquei mesmo foi no chick-lit, um genero realmente em falta no mercado. Um dos título que peguei foi Ninguém transa às terças-feiras, que num primeiro momento pode remeter a um livro de auto ajuda, mas que no fundo é uma linda comédia romântica.

 

IMG_7938

Katy e Matthew eram um casal inseparável. Mesmo quando ingressaram em universidades diferentes, resistiram por um tempo à distância e às tentações dessa nova fase da vida. Até que Matthew pisou feio na bola e pôs tudo a perder. Dezoito anos depois, eles se reencontram numa confraternização de ex-alunos. Matthew está casado, e Katy, comprometida. Mas aquela festa, embalada por hits dos anos 1980, reacende a velha chama. Quando acordam juntos na manhã seguinte, confusos e arrependidos, decidem nunca mais se ver.

Pelo menos era esse o plano. Agora, Katy está grávida e precisa encarar os desafios de ser mãe ao lado de Ben, seu namorado oito anos mais jovem. Ao mesmo tempo, Matthew vê sua vida perfeita entrar em colapso ao descobrir que pode ser o pai do filho de Katy justamente quando Alison, sua esposa, também está grávida, de gêmeos. Sem saber quem é o pai da criança, Katy se vê mais dividida do que nunca. E, embora saiba que Matthew a magoou como nenhum outro homem, não consegue se desvencilhar dos antigos sentimentos.

 

Continue Lendo!

Nota Musical – Review Beneath The Skin de Of Monster and Men

Por , 24 de junho de 2015 12:05

A Sabrina apresentou a band aqui quando ela veio participar do Lolla 2013, e hoje eu venho falar do segundo álbum do de Of Monster and Men, Beneath the Skin que saiu no começo do mês.

OMAM2015u

Acredito que até quem não é muito conhecido do mundo da música, já ouviu falar da maldição do segundo CD.

Aquele momento depois que uma banda estourou e tem que mostrar se realmente vale a pena com um segundo CD mais espetacular ou com o mesmo nível do primeiro.

Talvez porque a base da banda é tão longe, lá na  Islândia, eles ainda não tinham ouvido falar, e por isso, Beneath the Skin pode ser feito sem essa pressão. E o resultado? Um CD que trás a evolução da banda como um todo.

Continue Lendo!

Café Irlandês – 5 músicas de Sandy e Júnior que fizeram a sua infância/adolescência

Por , 23 de junho de 2015 12:18

cafe irlandes

Esses dias eu esta pensando sobre a infância e a adolescência das pessoas que me rodeiam, meus amigos e minha família até, e passando pela TV achamos no canal VIVA o seriado Sandy & Júnior que passava todos os domingos na TV Globo, quem não gostava? Daí para o assunto de hoje foi um pulo, fomos o YouTube e caçamos várias músicas deles e começamos a ouvir e rir. HAHAHA

Continue Lendo

Entre Páginas – The Royal Wedding

Por , 22 de junho de 2015 12:05

Meg Cabot trouxe de volta Mia Thermopolis e todos os personagens que crescemos amando (ou não) para um evento especial, e apesar da nostalgia nem tudo são flores.

Resenha sem Spoilers!

23215471Para a Princesa Mia, os últimos cinco anos desde que ela se formou na faculdade se tornaram um emaranhado de atividades, com ela morando em Nova York, comandando um centro comunitário para adolescentes, completamente apaixonada e participando de todos os compromissos reais.

Falando em compromissos, o seu namorado de longa data, Michael consegue liberar a agenda de ambos e a pede em casamento em um destino lindo, exótico e bem privado. Claro que Mia, não precisava consultar o seu diário para saber que a sua única resposta seria sim!

Mas agora, Mia tem que cuidar de um escândalo de proporções gigantescas: Sua avó deixou vazar para a imprensa os seus planos do casamento, o que poderia fazer até um tranquilo Michael sair correndo.

Pior, um esquema político tenta tirar o pai da Mia do trono, tudo por causa de um segredo que pode deixar o trono da Genovia sem um monarca. Será que Mia consegue provar para todos, inclusive para ela mesma, que ela não está só pronta para casar, mas também para reinar?

Que fique claro: AMAMOS MEG CABOT!

Crescemos lendo os livros dela, a Thais ama o Michael, o Will adora e lê todos os seus livros.

Eu conheci a Thais na fila de autógrafos da última vez que ela veio no Brasil e o que ao longo dos anos, esse pequeno fato, foi o responsável pelo encontro da equipe que temos hoje no Café.

Ou seja, não negamos ou diminuímos a importância que ela teve/tem em nossas vidas, muito pelo contrário, só que nos últimos tempos, entendemos e percebemos que fomos afastando dos seus livros, até porque ela também deu uma parada em lançar um livro após o outro.

Como maior parte das fãs, eu conheci Meg através da Mia (Vi o filme no cinema e amei e voltei a trás dos livros), para encontrar uma personagem super diferente lá.

Ao longo dos anos e livro, fui amando (e odiando) a Mia na medida certa, e apesar de serem livros que amei na época, tenho certeza que se meus filhos forem ler um dia (eles não tem nem previsão de serem concebidos ainda, então vamos colocar que isso pode acontecer daqui uns 20 anos), uma Companion novel será necessário para entender todas as referências, ou vou ter que escutar diversas perguntas como: “Mãe, quem é o Hayden Christensen?”

Quando ela anunciou que iria fazer uma continuação para o livro dois pensamentos vieram na minha cabeça, e ao terminar de ler as 488 páginas de The Royal Wedding, um prevaleceu: isso não era necessário.

É bonitinho, bem escrito e não ‘estraga’ a série, mas era desnecessário.

Continue Lendo!

Vamos Explorar! – Vale a pena um bate e volta para a Flip? #cafenaflip

Por , 21 de junho de 2015 12:05

Ano passado, resolvemos fazer um bate e volta improvisado para a Feira Literária de Paraty, para conhecer esse importante evento literário de perto.

Se a grana ou o tempo está curto para ficar mais tempo, que tal encarar um bate e volta para Paraty e se encantar com a feira?

No vídeo de hoje, damos todas as nossas dicas:

 

Abaixo vocês conferem a programação oficial da feira. Assim que for divulgada a programação das casas, postamos aqui:

Quarta-feira (1º)
19h – Conferência de abertura: As Margens de Mário
Com Beatriz Sarlo, Eliane Robert Moraes e Eduardo Jardim

Quinta-feira (2)
10h  – Mesa 1: A cidade e o território
Com Antonio Risério e Eucanaã Ferraz

12h – Mesa zé kleber: Falando alemão
Com Geovani Martins, Deocleciano Moura Faião e Katjusch Hoe

17h15 – Mesa 3: A poesia em 2015
Com Matilde Campilho e Mariano Marovatto

19h30 – Mesa 4: Encontro com Colm Tóibín

21h30 – Mesa 5: Do angu ao Kaos
Jorge Mautner e Marcelino Freire

Sexta-feira (3)
10h – Mesa 6: Encontro com Boris Fausto

12h – Mesa 7: São Paulo! Comoção de minha vida…
Com Roberto Pompeu de Toledo e Carlos Augusto Calil

15h – Mesa 8: As ilusões da mente
Com Eduardo Giannetti e Sidarta Ribeiro

17h15 – Mesa 9: Escrever ao sul
Com Ngũgĩ wa Thiong’o e Richard Flanagan

19h30 – Mesa 10:  Amar, verbo transitivo
Com Ana Luisa Escorel e Ayelet Waldman

21h30 – Mesa 11: Os imoraes
Com Eliane Robert Moraes e Reinaldo Moraes

Sábado (4)
10h – Mesa 12: Turistas aprendizes
Com Beatriz Sarlo e Alexandra Lucas Coelho

12h – Mesa 13: Encontro com David Hare

15h – Mesa 14: De balões e blasfêmias
Com Riad Sattouf e Rafa Campos

17h15 – Mesa 15: Os homens que calculavam
Com Artur Ávila e Edward Frenkel

19h30 – Mesa 16: Encontro com Roberto Saviano

21h30 – Mesa 17: Desperdiçando verso
Com Arnaldo Antunes e Karina Buhr

Domingo (5)
10h – Mesa 18: Música, doce música
Com José Ramos Tinhorão e Hermínio Bello de Carvalho

12h – Mesa 19: De frente para o crime
Com Leonardo Padura e Sophie Hannah

14h – Mesa 20: Conferência de encerramento
Comm José Miguel Wisnik

16h – Mesa 21: Livro de cabeceira
Autores convidados da Flip 2015 leem trechos de seus livros prediletos

Fala Série! – Review da 3° Temporada de Orange is the New Black (Sem Spoilers)

Por , 19 de junho de 2015 12:05

11138608_360575117472597_7591933552201924196_n

Piper e as detentas de Litchfield voltam com tudo para mais uma temporada de Orange is The New Black, série de sucesso da Netflix.

Na terceira temporada, Piper continua dividindo o seu tempo em tela com as suas companheiras de cadeia, como Red, Suzanne, Poussey e Taystee. As mulheres tentam resolver as suas divergências internas, enquanto questões como família, amor e liberdade imperam na sua vida limita em Litchfield.

Quando a segunda temporada terminou, muitas perguntas ficaram em aberto.

Depois de uma primeira temporada de adaptação para Piper, a segunda foi um pouquinho violenta e recheada de esquemas entre as detentas.

Agora a terceira trás algumas perguntas para aquele final da segunda e também mais drama do que as temporadas anteriores.

Eu, literalmente, eu chorei em todos os episódios. Novamente cada episódio tenta focar em um personagem para entendermos a sua atitude naquele episódio, e assim vamos conhecendo um pouco daquela mulher antes de entrar ali.

Continue Lendo!

Entre Páginas – Red Hill

Por , 18 de junho de 2015 22:42

É sempre legal se aventurar por temas de livros que nunca experimentamos antes. E nesses novos gêneros, um que anda bem popular nos últimos 5 anos são sobre os zumbis, popularizados pelo seriado The Walking Dead e pelas várias histórias em quadrinhos. Então copmo nunca tinha lido nada sobre, assim que tive a chance resolvi dar o braço a torcer e ver qual é a desses mortos vivos.

Para Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta para casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade.

Continue lendo 'Entre Páginas – Red Hill'»

Fala Série – Lucky Ladies – 1×03

Por , 17 de junho de 2015 16:00

karol ka

Não adianta e não tem para ninguém, Karol K quer atenção e está tendo toda a possível atenção que deseja… Mas não da forma que ela pensou que ganharia. Quer saber? Vamos para mais uma semana de Lucky Ladies, ainda não conhece o reality então vem aqui. Só mais uma coisa, AQUI TEM SPOILER SIM!

Continue Lendo!