Entre páginas – Eugênio Oneguin

Por , 24 de agosto de 2015 12:05

Para quem acompanha o nosso blog em junho eu contei sobre a minha experiência com a opera Eugene Onegin e depois de descobrir que era difícil encontrar um russo que não tinha lido a obra, resolvi também ir conhecer.

22123496Pushkin narra a vida de Eugênio Oneguin, que, em plena juventude, sente-se entediado com a vida. Aristocrata, rico, militar, cansado dos prazeres, insensível, permanece solteiro por medo das responsabilidades. Um verdadeiro amor passa por sua vida, a quase adolescente Tatiana, mas Eugênio ignora-o. Anos mais tarde, Oneguin parece despertar de seu tédio pela vida e volta a encontrar Tatiana, já mulher, mas casada.

Admito que não sou muito fã de literatura oriental. O pouco que li são em sua maioria livros indianos, mas sempre abri as portas para literatura russa.

Apesar de Guerra e Paz ser uma pedra no meu sapato, livros como Crime e Castigo e Anna Karenina são livros que já risquei do TBR com Anna Karerina tendo entrado até nos meus favoritos.

Quando fui ver a ópera sabia que tinha livro, mas com a correria da semana nem consegui conferir e ficou para depois por dois motivos:

1°- A história era tragicamente bela;
2° – Queria saber o que acontecia com um personagem que na ópera sumia no último ato sem um destino certo.

Eugênio Oneguin é um romance em versos e talvez as minhas leituras de Shakespeare recentes, tenham ajudado a apreciar ainda mais o trabalho.

A história é muito bela, os cânticos inspirados e o amor (e a rejeição!) pulam das páginas.

Não sei vocês mas eu amo uma música bem escrita que conta uma história. Como uma apreciadora de saber todo claro que sempre quero saber um pouco mais sobre o que aconteceu ali e por isso nunca fui muito fã de poesia e contos.

Porém, a vida e as leituras pelo caminho estão tratando de remediar isso, e aos poucos a percepção de finalidade vai mudando.

Eugene Onegin é um marco na literatura russa e não é por mal, a história é magnifica, e enquanto tiver livros assim estou disposta a qualquer livro.

O livro já foi traduzido para Português, mas acabei lendo em inglês pela facilidade em encontrar o romance nessa língua. Talvez romance em versos russos não tenha caído nas graças do brasileiros, porém é imperdível para quem quer conhecer um pouco mais da literatura fora do eixo.

Ficha técnica:

Livro: Eugênio Oneguin
Autor: Alexander Pushkin
Editora: Record
Páginas: 282 páginas
Nota: 5/5 estrelas

2 comentários para “Entre páginas – Eugênio Oneguin”

  1. Sueli disse:

    Apenas uma dica – Não deixe de assistir ao filme “Paixão Proibida”, baseada no poema russo, protagonizado por Ralph Fiennes e Liv Tyler.
    Uma produção caprichadíssima.
    Eu adorei!
    Bjs

    [Responder]

    Fanny Ladeira disse:

    Olá Sueli,

    Depois que terminei a resenha descobri essa adaptação. Vi quando era pequena, mas não me recordo de quase nada.
    Definitivamente vou rever, obrigada pela dica!

    Beijos!

    Fanny

    [Responder]

Deixe uma resposta