Fala Série! – Narcos

Por , 4 de setembro de 2015 19:23

Vocês devem ter ouvido diversos comentários e matérias sobre o assunto. Deve ter visto também as grande discussões,s sobre o sotaque do Wagner Moura, mas hoje vamos falar porque você DEVE aproveitar o final de semana estendido para assistir Narcos.

A série conta a história de Pedro Escobar e como o seu alto negócio lucrativo de venda de cocaína foi um capítulo importante para a história, não só da Colômbia, mas de todo o mundo.

Com a produção do nosso José Padilha e Wagner Moura no papel de Pedro Escobar, a série trás um nível de realizamos que não surpreende para quem já viu o trabalho do par nos filmes da Tropa de Elite, só que a série tem cara, corpo e qualidade de uma produção caprichada.

Movendo-se entre a narrativa de Boyd Holbrook (e você vai se enganar diversas vezes, achando que o Wagner pela semelhança da voz) e a história correndo, não há pressa em contar como um ‘simples’ contrabandista virou um dos maiores bandidos do mundo.

Mas ao mesmo tempo, a série por nenhum momento parece parada, bem longe disso. Entre tantas coisas acontecendo simultaneamente, parece que cada episódio passa em uma velocidade rápida demais.

Wagner Moura as Pablo Escobar in the Netflix Original Series NARCOS.  Photo credit: Daniel Daza/NetflixComentei no meu twitter pessoal e repito aqui: Wagner Moura é a nossa real chance de ganhar um Oscar de melhor ator ainda nessa geração.

O seu Escobar é tão perfeito que o sotaque bem puxado para o português é um mero detalhe, e fico satisfeita que não tenha servido como um empecilho parta as gravações. Com um pouco de liberdade para ‘fugir’ do idioma espanhol que nem sempre saia perfeito, Wagner ganhava espaço para fazer o de melhor.

E não estou sozinha! Sua performance foi elogiada pro todos, dos críticos aqui chegando no NY Times. Definitivamente uma janela que o colocou agora no radar americano de vez.

O melhor, é o que resto do elenco é igualmente competente, não passando aquela sensação que um ‘trabalha’ por todos.

A dupla Boyd Holbrook e Pedro Pascal, formam uma boa dupla e a atuação de ambos, que assim como Wagner, são quase protagonistas da série, ajudam a balancear os dois lados. Pascal que muitos vão reconhecer de Game of Thrones, continua tão lindo quanto em Westeros é o seu físico (magro, mas bem definido), pode ser visto debaixo das roupas da década de 90.

Eu era pequena quando os eventos narrados até agora ocorreram e fui pesquisar alguns eventos mais tensos porque é tudo coisa de terrorista mesmo. De assustar e abrir os olhos.

Porém, moramos em um país onde o trafico comenda de dentro da cadeia, por isso, não nos surpreendemos com isso. É uma realidade muito próxima, que mesmo assim merece o reconhecimento.

Assim como parte dos nossos talentos, que aos poucos vão alcançando voos mais longos.

Por isso, mude a tela para o Netflix, e acompanhe essa história!

 

Deixe uma resposta