Entre Páginas – Uma semana para se perder

Por , 17 de setembro de 2015 9:00

FullSizeRender (3)

O que pode acontecer quando um canalha decide acompanhar uma mulher inteligente em uma viagem? A bela e inteligente geóloga Minerva Highwood, uma das solteiras convictas de Spindle Cove, precisa ir à Escócia para apresentar uma grande descoberta em um importante simpósio. Mas para que isso aconteça, ela precisará encontrar alguém que a leve. Colin Sandhurst Payne, o Lorde Payne, um libertino de primeira, quer estar em qualquer lugar – menos em Spindle Cove. Minerva decide, então, que ele é a pessoa ideal para embarcar com ela em sua aventura. Mas como uma mulher solteira poderia viajar acompanhada por um homem sem reputação? Esses parceiros improváveis têm uma semana para convencer suas famílias de que estão apaixonados, forjar uma fuga, correr de bandidos armados, sobreviver aos seus piores pesadelos e viajar 400 milhas sem se matar. Tudo isso dividindo uma pequena carruagem de dia e compartilhando uma cama menor ainda à noite. Mas durante essa conturbada convivência, Colin revela um caráter muito mais profundo que seu exterior jovial, e Minerva prova que a concha em que vive esconde uma bela e brilhante alma. Talvez uma semana seja tempo suficiente para encontrarem um mundo de problemas. Ou, quem sabe, um amor eterno.

 

Quando falamos de séries, o comum é que quando chega o segundo livro, o livro acaba perdendo um pouco da novidade é do frescor do primeiro livro. Isso é o que chamamos de síndrome do segundo livro, aquele em que o autor dá uma relaxada na história e tem mais tranquilidade na escrita.

Tessa Dare conseguiu no seu segundo livro algo impressionante, e fez um livro maravilhoso que deixa o primeiro na sombra. Uma semana para se perder, é definitivamente um dos melhores romances históricos que já li e supera muito o primeiro livro..

Sabe aquele livro que vem na melhor hora possível? Que parece ser o livro perfeito para seu momento, a cada página da história eu me divertia mais e mais.

Não posso negar que após ler o primeiro livro fiquei ansiosa pela história de Colin, principalmente quando eu descobri que a introvertida Minerva seria a mocinha da história. Colin é o pior tipo de libertino que qualquer pessoa pode encontrar, e no primeiro livro da série vemos o quão irresponsável ele é, e em quantas atrapalhadas ele se coloca. Logicamente eu fiquei apaixonada por ele.

Minerva é o patinho feio, intelectual, em com uma personalidade forte que poucas pessoas realmente conhecem. Colin pouco a pouco vai descobrindo que a Minerva é muito mais do que ela deixa transparecer, ao mesmo tempo que Colin vai despindo sua máscara de libertino despreocupado e mostrando o que tem dentro de seu coração.

O segundo livro da série Spindle Cove, é infinitivamente superior ao primeiro. Parece, que por ja conhecermos um pouco dos personagens nos envolvemos facilmente com a história, além disso a escrita é perfeita e o enredo é hilariante. Que livro maravilhoso a cada página ficava mais e mais encantada.

IMG_0813

 

Mais do que a paixão que Minerva e Colin encontram ao longo se suas jornadas, é lindo de ver como a autora conseguiu colocar dois personagens tão opostos, com uma quimíca gigantesca. Cada confusão que os dois se colocavam, 100% das vezes por culpa do Colin, rendiam as melhores passagens do livro. O leitor fica de boca aberta com a quantidade de mentiras que Colin consegue contar ao longo da história, como se tudo para ele fosse sempre uma grande aventura e brincadeira, e o mais interessante é ver como a racional e séria Minerva embarca neste jogo junto com ele.

Tessa Dare já esta no meu hall de autoras favoritas, e mal posso esperar pelo próximo livro dela. Aliás ela ganhou o RITA (prêmio anual para os romances), com o novo livro dela, que também estou ansiosa para ler.

 

Ficha Técnica:

Livro: Uma semana para se perder – Spindle Cove #2

Autora: Tessa Dare

Editora: Gutemberg

Páginas: 288 páginas

Nota: 5/5 estrelas

Deixe uma resposta