O Autor e Eu – Shakespeare Live!

Por , 23 de abril de 2016 21:35

624

Quando pensamos em autores clássicos, eles estão tão incorporados as prateleiras empoeiradas e as listas chatas de vestibulares, que não conseguimos imaginar ou diferenciar que ali pode estar um escritor que sim, escreveu há mais de 200/300 anos, mas que tem algo muito importante para nos dizer através da sua obra.

Jane Austen, Machado de Assis, Clarice Lispector, Thomas Hardy e mais recentemente Leon Tolstói, todos com grandes livros que inspiraram uma geração inteira e que se você tiver interesse, pode também lhe inspirar.

Há um pouco mais de um ano, um desses autores empoeirados vieram ao meu encontro, para causa uma marca maior do que eu poderia imaginar. William Shakespeare.

Já falei dele aqui nos posts do nosso desafio ano passado e nas últimas semanas, principalmente hoje, você deve ter ouvido falar muito sobre ele.

A importância do autor é imensa. Encontrei pessoas que não gostam, encontrei pessoas que não o acham tão genial, mas não encontrei ninguém até agora que possa negar a sua grande influência em toda a literatura.

William criou personagens tão complexos, tão diferentes entre si, que mesmo nas suas 37 peças é difícil comparar uns com os outros. Até personagens que tem personalidades parecidas, ganham vidas e histórias totalmente distintas em suas mãos.

E são histórias que estavam ali a minha disposição desde 1989 (ok, eu devo ter aprendido a ler 5 ou 6 anos depois), mas as histórias estavam também ali durante toda a minha vida adulta e eu simplesmente não peguei. Ou melhor peguei, mas não estava preparada.

E aí esta a grande beleza de um livro. Você não precisa ler ele hoje, ou daqui um mês, não importa se o seu amigo recomendou, se vai sair uma adaptação ou até mesmo se algum blog literário aleatório falou que você precisa ler agora.

Podemos recomendar fortemente que isso aconteça, mas só você pode dizer se é a hora certa para você ou não. Porém, ficar esperando o momento certo pode lhe fazer perder alguns anos sem uma história maravilhosa na sua vida.

Como é Hamlet, Romeu e Julieta, Como Quiserem e A Tempestade, todas escritas por William.

A comemoração de 400 anos da morte de William Shakespeare está acabando, mas em breve temos um surpresa para vocês que já perceberão ou que estão sentido que o universo está dando todos os sinais para você começar a ler as obras dele.

Como alguém que nunca mais vai deixar os livros de Shakespeare pegando poeira na prateleira, posso falar que essa pequena aventura valeu a pena e que hoje mais que nunca, toda vez que eu li, Shakespeare Live! eu tive que concordar secretamente, porque é a verdade.

Mesmo quando um escritor foi embora a tanto tempo, quando a sua obra fala por ele, a pessoa não está morta de verdade, ela sobreviveu através da sua arte.

Shakespeare Live!

Deixe uma resposta