Entre Páginas – Namorado de Aluguel

Por , 28 de abril de 2016 9:08

 

Namorado de Aluguel seria um filme perfeito para a sessão da tarde, com todos os dramas adolescentes (americanos lógico).

NAMORADO DE ALUGUEL

Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.

O livro é uma verdadeira fofura, e ao mesmo tempo drama adolescente clichê. Temos uma vilã invejosa, que quer destruir a vida de Gia, uma família perfeita só que totalmente alheia ao que acontece de verdade na vida de seus filhos, e um irmão sem noção das coisas. A história de Namorado de Aluguel só serve para mostrar para Mia que as suas prioridades e principalmente seu jeito de viver eram completamente superficiais.

Nosso menino misterioso, e sem nome, que alias só vamos descobrir no meio do livro, é o ponto de inversão da história. Ele é como uma brisa fresca em meio a vida superficial e infeliz que Gia tem, ao redor de amigos que pouco se importam com ela. É impossível não gostar e não se apaixonar por ele, não é o típico mocinho, mas cada ato seu nos deixa mais encantados. Ele tem os seus defeitos também, e consegue magoar Gia de um jeito que até eu fiquei com o coração apertado pela personagem.

Gia também não é o modelo de perfeição, ela é erra e muito, começando com a mentira que inventa para os amigos, e então a coisa só vai aumentando, e quando desmorona, vira uma avalanche. Tudo isso para mostrar que ao se fechar para o mundo, Gia aparentemente deixou de vivê-lo.

Bec, irmã do menino misterioso, é uma personagem a parte, encantadoramente diferente, ela é a amiga que Gia sempre precisou, e ela por si só merecia em minha opinião um livro só para ela (eu procurei, mas não tem).

A vilã, é aquela feita para ser odiada desde o começo da história, e infelizmente apesar da explicação ao final do livro, o motivo para ela querer prejudicar tanto a Gia não ficou tão claro para mim, achei demasiado simples e acho que não justificaria todas essas atitudes, mas não foge do que vemos em outros livros e até filmes americanos (só faltou ela ser líder de torcida).

Mas não se engane, Namorado de Aluguel é um ótimo livro para passar a tarde lendo, mas não traz nada de novo para o gênero YA. Ele é clichê, e assim como os personagens muito superficial, mas não deixa de entreter.

Ficha Técnica:

Livro: Namorado de Aluguel

Autora: Kasie West

Editora: Verus

Páginas: 252 páginas

Nota: 3/5 estrelas

Deixe uma resposta