Nota Musical – Review dos shows da Lucy Rose em São Paulo

Por , 11 de maio de 2016 12:40

Depois de rodar a América do Sul, a Lucy Rose chegou em São Paulo, encantado e conquistando ainda mais fãs com duas apresentações na cidade.

foto 3

 

Segunda-feira, dia 09/05 em São Paulo tinha tudo para ser mais um dia daqueles. Segundona de trabalho e transito normal, mas um ponto luminoso se preparava para tocar no Elevado Bar, um espaço bacana e aconchegante na frente do metro Marechal Deodoro.

O ponto luminoso em questão era Lucy Rose. Dona de uma voz encantadora e letras magnificas, a cantora inglesa fez uma turnê por conta própria pela América do Sul (leia sobre isso AQUI) e fazia a primeira de duas apresentações em São Paulo, para um plateia de 80 pessoas, recheada de fãs que esgotaram os ingressos (que tinham um valor simbólico) na primeira hora da distribuição.

Com a grande maioria sentados no chão, Lucy chegou um pouco antes das 20:00. Dona de uma simplicidade e simpatia que todos conheceriam até o final da noite, ela ficou perto do bar atendendo alguns fãs e acompanhando o show da banda de abertura Falso Coral.

Ainda preciso falar dessa banda por aqui e eles me surpreenderam muito! Nunca havia escutado nada deles antes, mas bastou algumas poucas músicas em uma versão acústica, para entender que eles fazem o tipo de som que eu amo muito.

Lucy começou a tocar por volta das 21:00. Por causa do espaço, ela passou o som com o pessoal sentado ali, cantarolando uma música que ela revelou depois que ainda está escrevendo. Só uma pequena amostra em uma passagem de som e já me sentia encantada. Ela estava dando um show, mesmo antes de começar.

Quando efetivamente começou, Lucy já nos envolveu tocando a linda My Life e foi seguindo cantando os seus hits e tirando um tempo entre eles para conversar com a plateia, contando detalhes de como ela organizou a viagem, interagindo com o público.

foto 1Logo após ter começado, ela pediu para as pessoas falarem o que queriam ouvir, e eu fiquei quietinha lá atrás, não só porque a minha preferida Night Bus é a de muitos e foi a primeira a ser pedida, mas também porque não importava as músicas que ela tocasse, eu gostaria do mesmo jeito.

E foi assim, que em 1 hora ela cantou algumas das suas melhores e mais inspiradoras músicas, totalmente acústico, somente ela , o violão e em duas músicas, o teclado, tocando músicas como Shiver, Nebraska e Lines.

Depois do show ela ainda atendeu a todos, autografando e tirando fotos. Eu tive o meu momento com ela e pude entregar um presente que havia feito e mesmo depois de dois dias ainda parece que foi um sonho toda aquela noite.

Sou apaixonada pelas músicas da Lucy desde 2012, mas essa tour foi tão diferente e tive uma noite tão especial na segunda, que tenho certeza que agora ela me estragou para os próximos shows da minha vida.

Todos serão comparados com aquela noite.

Ainda assim (ou talvez por isso), fui ver o show dela na House of Bubbles ontem, terça-feira. O show foi voltado para a rua e era gratuita. A calçada (e a rua) foi tomada por fãs e pessoas que haviam se interessado em conhecer o seu som.

Havia pessoas até mesmo em cima das arvores, com a casa e a Lucy proporcionando essa experiência para o público.

Mas obviamente, as pessoas conseguem ‘estragar’ até mesmo isso.

foto 4Eu fiquei parada perto do grupo mais falante do mundo, que não ligava se ela estava cantando ou não e falavam em vários momentos. Teve gente que parece que não ficou quieto o show inteiro e que estava mais preocupado com o sorvete de graça do que com a Lucy Rose cantando de graça.

Por fim, na última música, um drone apareceu possivelmente filmando. A voz da Lucy é doce e o som não estava altíssimo e o barulho do drone ficou fazendo um buzz em cima de nós.

As pessoas precisam aprender a respeitar mais esse tipo de espetáculo. Eu não ligo se você está sendo fan girl do meu lado, cantando todas as músicas, filmando ou tirando foto o show inteiro. Mas vamos considerar os outros para que todos tenham uma boa experiência.

Com isso, quem foi no show da segunda realmente conseguiu ter uma atmosfera melhor para absorver todo o trabalho e a grandeza da Lucy.

Em ambos os shows, ela agradeceu ao público por ter ido ver ela, quando era nós que precisávamos agradecer exatamente por ela ter topado essa aventura e ter vindo nos visitar.

Cheguei em casa e tive que sentar para escrever sobre esses shows.

A minha admiração pela Lucy como artista extrapolou qualquer expectativa  e a agora a admiro MUITO  também como pessoa. Uma mulher talentosa e generosa.

Precisamos de mais artistas como ela e tenho orgulho de dizer que sou fã de alguém como ela.

Thank you Lucy!

Crédito Foto Principal: Instagram/lucyroseparton

2 comentários para “Nota Musical – Review dos shows da Lucy Rose em São Paulo”

  1. Catarina disse:

    O insta dela ta errado

    [Responder]

    Fanny Ladeira disse:

    Olá Catarina!

    Obrigada, insta devidamente corrigido. =D

    [Responder]

Deixe uma resposta