Entre Páginas – Orgulho e Preconceito em Quadrinhos

Por , 12 de maio de 2016 14:00

O meu livro favorito de todos os tempos ganhou uma versão em quadrinhos, e obviamente a minha curiosidade foi no céu para conhecer o trabalho do Ian Edgginton e Robert Deas, lançado no Brasil pela Editora Nemo.

1306-20160112113212Elizabeth e suas quatro irmãs estão impossibilitadas de herdar a propriedade de seu velho pai e enfrentam a ameaça do despejo. As irmãs devem garantir sua segurança financeira por meio do casamento, mas nossa heroína tem outros planos. Ela fez votos de se casar somente por amor. Seu olhar acaba capturado pelo distinto Sr. Darcy, mas quem irá salvar os Bennets? Elizabeth deve se casar por amor ou deve salvar sua família?

Jane Austen se referia a Orgulho e preconceito (1813), o primeiro romance que escreveu, como seu “filho querido” – e gerações de leitores lhe têm dado um cantinho em seus corações desde então. A atração irresistível que ela retrata, entre a vivaz e independente Elizabeth Bennet e o austero e solene Sr. Darcy, se insere entre as maiores, mais românticas e mais engraçadas histórias de amor já contadas.

 

Nesse momento, mais de 200 anos da publicação de Orgulho e Preconceito, foram feitas tantas adaptações, filmes, séries e releituras que a história a maioria já conhece. Você já sabe o que cada personagem quer ou tem, e ao aproveitar essas várias revisões do trabalho mais famoso de Jane Austen, você só quer encontrar aquela história que tanto ama ali.

Acredite não é tão fácil assim.

Orgulho e Preconceito e Zumbis tem uma história diferente, mas que não condiz com o mundo Austen. O filme da Keira é  legal, mas não é melhor que a série da BBC de 1995, mas The Lizzie Bennet Diaries conseguiu sem incrível. Com tantos altos e baixos, eu realmente fiquei meio apreensiva com o quadrinho, mas exatamente por ter um formato que permite o material além de fiel é bonito e bem feito.

Com pouco mais de 100 páginas, vamos curtindo todas as mudanças e descobertas de Lizzie e Mr. Darcy. Os desenhos são muito bem feitos!

Além do trabalho em si, o ilustrador Robert Deas, tomou cuidado em criar características bem distantes das tantas adaptações e assim evitando que pudéssemos ver ali qualquer um dos atores que já interpretaram esses personagens que hoje são icônicos.

As cenas emocionantes do final do livro, foram tão bem retratadas. Com a HQ conseguindo equilibrar bem as cenas e frases super importantes que deviam esdtar ali, com a emoção que aquele momento precisa. Por exemplo a carta do Mr Darcy para a Lizzie está ali completa com uma letras linda e estilosa e fundo de fazer o coração suspirar. Para quem é fã da história, dá vontade de ter algumas gravuras para enquadrar.

E porque Orgulho e Preconceito nunca realmente acaba, atualmente estou lendo Eligible da Curtis Sittenfeld que é também uma releitura de Orgulhoe e Preconceito que se passa nos Estados Unidos nos dias de hoje e esse ano ainda vou ficar muito mais próxima de todos esse universo, mas enquanto eu não termino um ou aproveito o outro,,Orgulho e e Preconceito em quadrinhos vem mostrar que uma boa história (quando bem trabalhada) pode se encaixar em qualquer formato.

Ficha Técnica:

Livro: Orgulho e Preconceito em Quadrinhos

Autor: Ian Edginton, Robert Deas e Jane Austen

Editora: Editora Nemo

Páginas: 144 páginas

Nota: 4,5 estrelas

Um comentário para “Entre Páginas – Orgulho e Preconceito em Quadrinhos”

  1. Gislaine disse:

    Sou apaixonada por Orgulho e Preconceito (e por todos os romances de Jane Austen, na verdade) e estou super ansiosa para colocar as mãos nessa HQ! Ótima resenha.
    Gislaine| Paraíso da Leitura

    [Responder]

Deixe uma resposta