Retrospectiva 2016 – Lista de Leituras

Por , 30 de dezembro de 2016 13:00

sam_4224

Quando o ano começa, podemos até tentar planejar algumas leituras em conjunto que costumam acontecer, mas a medida que o ano vai ficando mais complicado e corrida para uns, é difícil entrar em um consenso do que um quer/consegue ler em determinado momento.

Com isso, as leituras da equipe são diversificadas e olhando para lista de cada um dá para perceber uma diferença de leituras e ritmo de cada uma. Thais e Sabrina conseguiram passar as suas metas estipuladas enquanto a Fanny ficou alguns números atrás e sabe que precisa diminuir o seu número para o próximo ano.

Veja Também:

Os Melhores Livros do Ano

Só que e as nossas rotinas deixam as nossas listas diversas, há algumas similaridades, como uma queda gigantesca por romances históricos e contemporâneos e clássicos da literatura pipocando aqui e ali.

Entre os Romances e os Clássicos: O ano da Sabrina

Continue Lendo!

Retrospectiva 2016 – O Melhor do Café: Livros

Por , 30 de dezembro de 2016 12:30

E finalmente….os livros!

paraty

Temos muito interesses e sabemos da importância de sair e viver a vida, mas ainda há poucas experiências que se comparam com a de sentar e ler um livro, que ainda não encontramos nada pode substituir.

Quando abrimos as páginas de uma nova história, podemos ler em ‘uma sentada’, demorar alguns meses, ter que colocar metas diárias para vencer ou até mesmo abandonar por alguns meses para depois retomar.

Acontece que mesmo quando um livro nos é recomendado nunca sabemos como aquela história vai nos encantar, fascinar ou nos impressionar.

O ano de 2016 foi importante porque juntas vencemos um grande desafio, Guerra e Paz, e mesmo com todas as colocações que faremos em breve aqui no blog, o livro ainda entra como um dos melhores livros do ano.

Sim, é gigante, mas vale a pena.

E junto com Tolstói, descobrimos grandes escritores que passavam batido nas livrarias/biblioteca e agora são queridos, romances que nos fizeram suspirar e antigos e novos gêneros que vieram bater na nossa porta e entrar novamente nas nossas listas de prioridades.

Veja Também:

Lista de Leitura de 2016

Fechamos o ano com a nossa lista de TBR maior do que quando começamos, mas com a certeza de que estamos fazendo boas escolhas pelo caminho.

Nossos livros favoritos (sem nenhuma ordem especifica) são:

Sabrina

sabrina

 

 

Guerra e Paz de Liev Tolstói

David Copperfield de Charles Dickens

A Luz entre os Oceanos de M.L. Stedman

Os Luminares de Eleanor Catton

 

 

 

Thais

thais

 

 

Guerra e Paz de Liev Tolstói

A redenção de Lisa Kleypas

Champion de Marie Lu (Série Legend)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fanny

fannyAltos Voos e Quedas Livres de Julian Barnes (Favorito de todos!)

O Filho Eterno de Cristovão Tezza

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada de JK Rowling

Meio sol amarelo de Chimamanda Ngozi Adichie

O Quarto Dia de Sarah Lotz

A dama da Meia-Noite de Tessa Dare

A Metamorfose de Franz Kafka

Os Luminares de Eleanor Catton

 

 

 

 

Retrospectiva 2016: Nossa Playlist

Por , 29 de dezembro de 2016 12:31

playlist

Para encerrar esse ano, mas carregar as coisas que tiverem de boas, montamos uma playlist com as músicas favoritas do ano da nossa equipe.

Tem música nova, música lançada em 2015, mas que só começamos a amar esse ano, algumas da Rihanna, Twenty One Pilots e 3 (TRÊS) do Justin Bieber.

Sim, somos descoladas nesse nível e se a música é boa, ela é boa, não importa de quem seja.

Veja Também:

Melhores do Ano: Música

A playlist está disponível no Spotify e abaixo deixamos que as próprias músicas explicarem porque foram as nossas favoritas:

Same Ol’ Mistakes – Rihanna

“E eu sei que parece errado aceitar, Mas você tem que fazer isto, e ela tem seus arrependimentos

Not Today – Imagine Dragons (Trilha sonora de Como eu era Antes de Você)

E algo não acaba enquanto não tiver acabado, Eu não quero esperar por isso”

Colors – Halsey

“Você era vermelho e gostava de mim porque eu era azul, Você me tocou e de repente eu era um céu lilás, Então você decidiu que roxo apenas não era para você”

One Dance – Drake feat Kyla

“As ruas não são seguras, Mas eu nunca fujo, Mesmo quando estou longe, Fora da cidade, fora da cidade, nunca tem muito amor quando saímos da cidade”

Work – Rihanna feat Drake

“Você tirou meu coração da manga para por na decoração, Você confundiu meu amor, eu te trouxe para o que eu sou de verdade”

Pillowtalk – Zayn

“Então vamos deixar os vizinhos bravos, No lugar que sentimos as lágrimas, No lugar para se perder os medos”

Ophelia – The Lumineers

“Oh, Ophelia, Céu ajuda o tolo que se apaixona.”

tumblr_o2z8l7fi5y1rjhh5ho1_500

Continue Lendo!

Retrospectiva 2016 – O Melhor do Café: Música

Por , 29 de dezembro de 2016 12:30

Somos muito iguais e ao mesmo tempo bem diferentes e ecléticos, e a nossa retrospectiva de hoje mostra bem isso.

photo rihanna

Quando começa o ano, apesar de ter algumas possibilidades nunca dá para prever o que você mais vai ouvir nos próximos 365 dias.

Nas lista de músicas mais escutas da Sabrina tem as previsíveis Snake Eyes do Mumford e Avalanche do Walk The Moon, mas tem também Ariana Grande, DNCE e Shawn Mendes, que devagar se tornou um novo “favoritinho” de todas.

Se você passar pela lista da Thais, vai ver que ouviu Amei te Ver do Tiago Iorc e suas bandas favoritas: Green Day e Oasis. E por aí vai…

Com uma equipe tão diferente e com gosto diferentes ( e às vezes conflitantes), a nossa lista de melhores do ano fica sempre bem diversificada e amamos isso.

Veja Também:

Nossa Playlist de 2016

Os campeões

Continue Lendo!

Retrospectiva 2016 – O Melhor do Café: Filmes

Por , 28 de dezembro de 2016 12:30

arrival-movie-explained

Entre filmes de super herói, seguido por filme de super heróis com um pouco de filme de super heróis, parece que 2016 só teve isso no cinema.

Tanto que pela primeira vez em muito tempo, os filmes que vimos para o Oscar no começo do ano, foram os que se destacaram e foram facilmente lembrados como os melhores do ano.

Continue Lendo!

Retrospectiva 2016 – O Melhor do Café : Séries

Por , 27 de dezembro de 2016 20:40

O temido 2016 está ficando para trás. Entre tantas coisas ruins, trágicas e tristes que aconteceram nesses quase 365 dias que passaram, o ano trouxe alguns alentos que serviram para que ainda fosse possível sobreviver.

Filmes, séries, músicas e os nossos tão amados livros, que foram pontos de luz entre tantas trevas, e serão sobre esses grandes nomes (e algumas decepções) que falaremos durante a nossa retrospectiva nos próximos dias.

Hoje começamos falando das séries!

o-melhor-de-2016-series

Assistir séries hoje em dia não é o mesmo tormento de sempre.

Quando uma ótima séries não estreia no Netflix e Amazon com todos os seus capítulos devidamente disponibilizados para você ver tudo naquele momento a TV a cabo dá um jeitinho para que o mundo assista junto. Afinal, em tempos de twitter e Facebook dificilmente um spoiler não aparece na sua TL em 24 horas.

Seguindo uma tendência dos outros anos, em 2016 as produções para TV colocaram no bolso o cinema. Com fantásticos e cotados atores, diretores de peso, roteiros fantásticos e sem economizar nenhum dinheiro, as séries estão se tornando a referência para a qualidade e diversidade.

E é essa mesma diversidade que faz com que nossa equipe goste de coisas diferentes e diversas dentro do ano. Sabrina amou Stranger Things, a Fanny maratonou The Crown e ficou dividida com Jessica Jones e The OA, enquanto o Will e a Thais tiveram um ano corrido em que nenhuma produção que eles tiveram tempo de ver se destacou.

Na verdade, com a correria desse ano e tantos outros interesses, ainda não deu tempo de ver tudo o que gostaríamos de ver.

Séries elogiadas como This is Us e Victoria, ficarão para serem conferidas em 2017, e até mesmo Guerra e Paz de 2015 ainda não conseguimos baixar da nossa lista.

Abaixo vocês conferem a nossa lista de séries favoritas do ano, sem nenhuma ordem especifica e somente quando chegamos na lista fechada que reparamos que todas são do Netflix ¯\_(ツ)_/¯.

Stranger Things

–   Pela Sabrina

stranger-things-netflix
Na minha opinião, esta foi a maior surpresa do ano no quesito séries.

A produção original da Netflix começou agradando os fãs de Cultura geek e terminou arrebatando milhares de pessoas pelo mundo todo – independentemente do sexo ou da idade dos espectadores.

Para mim, o maior exemplo disso é o que aconteceu na minha casa: eu comecei a assistir sozinha e a resgatar meu lado nerd, que jogava RPG nas férias com os amigos e lia “O Senhor dos Anéis” aos 13 anos. Porém, aos poucos a família toda foi sendo fisgada pelo suspense em torno do desaparecimento de Will, os poderes de Eleven e o Mundo Inverso.

Com muitas referências aos anos 80, a série mistura elementos de fantasia, ficção científica e teorias da conspiração que nunca (?) se comprovaram. O resultado desse mix é uma obra por vezes divertida e por vezes assustadora… e viciante!

Continue Lendo!

Entre Páginas – A gigantesca barba do mal

Por , 19 de dezembro de 2016 9:00

Nunca fui uma leitora muito assídua de quadrinhos. Meu conhecimento desse estilo de texto se resumia à clássica Turma da Mônica (quem nunca?) e a alguns poucos mangás que li na época de colégio.

Porém, uma das vantagens de trabalhar em um grupo editorial que engloba os mais diversos gêneros é a possibilidade de conhecer obras que, a princípio, não me chamariam muita atenção… Mas que, uma vez desbravadas, acabam me conquistando completamente. Esse é o caso de A gigantesca barba do mal!

 

a-gigantesca-barba-do-malNa ilha de Aqui tudo é meticulosamente organizado e certinho. As ruas são asseadas, a grama é bem aparada e os homens são rigorosamente barbeados.

Dave não foge à regra. Tem um emprego que lhe permite pôr em prática todo o seu senso de organização, bem como distrair a mente de pensamentos indesejáveis, e encontra paz numa rotina totalmente ordeira.

Num dia fatídico, porém, Dave se vê como a raiz de um gigantesco problema: uma barba que irrompe de seus poros e desafia a lógica e a ciência. Logo ela se tornará uma questão de segurança pública e irá abalar as estruturas de Aqui, figurativa e literalmente. Uma fábula arrojada, que faz lembrar Roald Dahl e convida a refletir sobre algumas das questões humanas deste século.

 

Continue Lendo!

Vamos Explorar! – Um passeio pela Bath de Jane Austen

Por , 16 de dezembro de 2016 18:26

sam_3341

Quem é fã de literatura já se topou com vários livros que lhe levam para lugares incríveis. Você abre as páginas de Nárnia e é carregada para um mundo mágico. Hogwarts vira a sua escola, você consegue imaginar as cenas de A Batalha do Apocalipse como se estivesse acontecendo na sua frente.

E quando essa paixão se torna uma obsessão, você simplesmente quer conhecer os lugares onde aquela história foi criada ou se passa. A necessidade de aproximação pode virar até uma dor física, se não tratada a tempo.

Desde que virei obcecada com a Jane Austen, eu sempre quis afazer um passeio pelos lugares onde ela morou, onde ela escreveu as suas peças e os lugares que as dezenas de filmes e séries sobre a sua obra foram gravados.

Continue Lendo!

Pipoca Salgada – Rogue One – Uma P*** história de Star Wars

Por , 15 de dezembro de 2016 19:06

O filme tem as suas falhas, mas trás uma belíssima história dentro do universo Star Wars.

rogueone_onesheeta_1000_309ed8f6

Ainda criança, Jyn Erso (Felicity Jones) foi afastada de seu pai, Galen (Mads Mikkelsen), devido à exigência do diretor Krennic (Ben Mendelsohn) que ele trabalhasse na construção da arma mais poderosa do Império, a Estrela da Morte. Criada por Saw Gerrera (Forest Whitaker), ela teve que aprender a sobreviver por conta própria ao completar 16 anos. Já adulta, Jyn é resgatada da prisão pela Aliança Rebelde, que deseja ter acesso a uma mensagem enviada por seu pai a Gerrera. Com a promessa de liberdade ao término da missão, ela aceita trabalhar ao lado do capitão Cassian Andor (Diego Luna) e do robô K-2SO.

Já faz uns 8 anos que eu fujo de qualquer trailer/spot de divulgação de filmes que estou muito ansiosa. Pode parecer bobagem, mas percebi que ao longo dos anos, ver o trailer estraga a surpresa e grandes expectativas, como Animais Fantásticos e o próprio Rogue One, foram estréias de 2016 que evitei ver qualquer coisa.

Por isso, e aliado as criticas positivas e negativas que pesquei aqui e ali, fui para a sessão ontem de madrugada de Rogue One, literalmente não sabendo o que encontrar ou esperar.

Continue Lendo!

Cafe irlandês – O Natal e as 7 situações que sempre nos encontram

Por , 14 de dezembro de 2016 11:02

cafe irlandes

Essa é uma das temporadas mais gostosas do ano. Mas ao mesmo tempo, pode ser uma das mais estressantes, complicadas e ocupadas.

Entra ano, sai ano fazemos diversas promessas e resoluções para evitar tudo aquilo que nos faz pirar, mas isso nem sempre (quase nunca) dá certo.

Abaixo listamos 7 situações e pensamentos que tentamos evitar, mas sempre nos encontram nessa época do ano.

1 – Eu odeio amo o Natal!

Você ama a época do Natal, mas há tantas variáveis que você tem que lembrar todo dia, exatamente porque essa é a melhor época do ano.

clima-natalino

 

 2 – Posso comprar presente só para mim?

so-para-mim

Continue Lendo!