Entre Páginas – Todo Mundo Vê Formigas

Por , 18 de janeiro de 2017 19:45

Só li um livro de YA em 2016, e escolhi o livro certo para ler: a história de A.S. King é muito especial.

1421-20161014093208A 1ª coisa que você precisa saber é que tudo o que eu fiz foi uma pergunta idiota.

A 2ª coisa que você precisa saber é que essa pergunta idiota me trouxe muitos problemas com Nader McMillan, o cara que faz bullying comigo desde que eu tinha 7 anos. E uma semana atrás ele pegou bem pesado comigo. Foi aí que eu comecei a ver formigas.
A 3ª coisa que você precisa saber é que meu avô Harry desapareceu durante a Guerra do Vietnã e nunca foi encontrado. Então, todas as noites, eu tento resgatá-lo da sua prisão na selva em meus sonhos. Mas nunca consigo.

A 4ª coisa que você precisa saber é que minha mãe é uma lula e meu pai, uma tartaruga. Ela tenta afogar os seus problemas nadando o dia todo em uma piscina pública, e ele nunca está por perto e desaparece dentro da casca no primeiro sinal de confronto. Então, se juntarmos Nader McMillan, a minha pergunta idiota, vovô, e tudo o mais na minha vida, somos só eu e as formigas.

Eu amo ler YA. Para mim é um gênero que não recebe toda a atenção e carinho que merecia do público.

Isso sendo dito, ano passado eu não tinha lido nenhum livro desse gênero até nas últimas semanas de dezembro, e se não tivesse pegado o Todo Mundo Vê Formigas da A.S. King ia fechar o ano sem.

Mas se tive que ler só um livro, que bom que foi esse.

Já havia lido o outro livro publicada da King no Brasil pela Editora Gutenberg, Os Dois Mundos de Astrid Jones (Leia Review AQUI!), mas não estava preparada para tudo que lida tinha a dizer nesse livro.

A história parece ser simples e bem leve, mas a medida que vamos entrando na vida de Luck, vamos entendendo a profundidade da história que estamos lendo. Luck tem problemas com bullying, sem namorada e não consegue se conectar com o pai, enquanto sente uma ligação gigante com o avó que nunca conheceu.

Não li muito livros YA pelo ponto de vista de meninos, mas de todos que li até hoje, esse é um dos que sentia que estava lendo a história de uma pessoa normal.

Sem situações mirabolantes e nem resoluções mágicas. A vida é o que é e ao longo do seu verão diferente, Luck vai aprender isso.

Gostei como King explorou a relação de pai e filho, batendo na tecla das diferenças. Luck não se sente conectado com o pai, mas gosta das mesmas coisas que ele, e sem perceber ( ou admitir) isso, a relação dos dois não evolui.

Além disso, temos mais detalhes de como ocorreu e o retorno dos soldados que foram para o Vietnã, é assunto bem explorado no livro, e tem até uma tabela informando qual seria a sua posição para ser alistados (eles usavam um sorteio baseado na data de aniversário) e eu estaria na 48° posição.

E tendo visto o filme pequenininha, finalmente entendi porque ‘Nascido em 4 Julho’ é tão linkado a guerra do Vietnã. Quem nasceu nessa data foi o primeiro da lista

Evitando manter toda a história em Luck, somos apresentados a várias outras situações distintas como a relação dele com mãe, com os tios que visita, com a sua paquera e até mesmo com novas amizades que ele faz em Phoenix.

As formigas do titulo, fazem referência para os pensamentos de Luck, que elas tem papel bem ativo. Ele acredita que é o único que tem problemas ou que os seus problemas são bem difíceis de resolver.

A dificuldade de relacionar com o pai, é avaliada ao perceber que há uma grande diferença entre ser ‘gente boa’ e ser uma pessoa boa. Que a mãe pode estar no mesmo barco que ele, e que a vida vai continuar dessa forma por muito tempo, então não adianta nadar contra a maré.

Nosso protagonista cria uma relação fictícia, que é explorada durante todo o livro, e ao analisarmos de perto, percebemos que é somente um escape para entender e juntar mundos distintos.

E muitas outras coisas que vão sendo inseridas aos poucos e com cuidado, vai criando um sentimento de que nada é mal explorado.

Um YA na sua essência. E é por isso que Todo mundo Vê Formigas, é um exemplo bem claro do porque eu gosto tanto do gênero.

Ficha Técnica:

Livro: Todo Mundo Vê Formigas

Autora: A. S. King

Editora: Gutenberg

Páginas: 237

Nota: 4,0/5 estrelas

Deixe uma resposta