Pipoca Salgada – Princesa não, filha do chefe: Moana

Por , 29 de janeiro de 2017 11:16

A mais nova princesa da Disney é Moana, e ela é tudo o não sabiamos que precisávamos.

#CafenoOscarMoana está concorrendo ao Oscar de Melhor Animação e Melhor Canção (How far i’ll go).

Moana bebe

Moana Waialiki é uma corajosa jovem, filha do chefe de uma tribo na Oceania, vinda de uma longa linhagem de navegadores. Querendo descobrir mais sobre seu passado e ajudar a família, ela resolve partir em busca de seus ancestrais, habitantes de uma ilha mítica que ninguém sabe onde é.

Acompanhada pelo lendário semideus Maui, Moana começa sua jornada em mar aberto, onde enfrenta terríveis criaturas marinhas e descobre histórias do submundo.

Sendo uma mulher dos seus vinte e tantos, eu cresci vendo as princesas da Disney. especificamente, princesas como A Pequena Sereia e a Bela de A Bela e a Fera, são figuras femininas bem claras na minha mente.

Elas tem histórias de superação de outros obstáculos, e claro, os seus respectivos príncipes. Isso nunca me incomodou e não acho que elas foram uma má influência para as nossas vidas. Quer dizer: BEM LONGE DISSO.

Queremos um homem que nos dê uma biblioteca por causa da Fera, mas acho que é mais baseado nas nossas preferências, do que tudo.

Mas o mundo mudou tanto (e retrocedeu tanto em outros aspectos) que as nossas meninas precisam de exemplos e princesas bem diferentes. E atenta, a Disney percebeu isso.

Tiana de A princesa e o Sapo é legal, mas a história de Anna e Elsa é mais forte, e com isso, um padrão se formou.

Moana
E Moana vem para cimentar isso de vez. Me dando a liberdade de dar um pequeno spoiler, digo que a nossa nova princesa não tem nenhum, eu disse NENHUM, interesse amoroso. E nem faz falta.

Com uma fotografia maravilhosa e usando como plano de fundo as lindas paisagens do sudoeste asiático que conhecemos tão bem das fotos, não tinha como dar muito errado.

Mas mesmo assim, o carinho e a atenção aos detalhes, faz com que o filme lhe impressione a cada instante. Para quem viu, me lembrei muito de A vida de PI, ao utilizarem a paisagem para criar momentos assombrosos, você quase esquece que está vendo um desenho.

Só que é quase, porque o filme faz questão de continuar com cara de um desenho, um padrão que a os estúdios parecem ter entrado em um consenso. E para quem viu a montagem de O Rei Leão em São Paulo, pode reconhecer a voz da Moana na dublagem, já que ficou com a Any Gabrielly que fazia a Nala.

MoanaBabyMas a melhor parte de Moana é a sua mensagem. É aquele tipo de filme que mesmo depois que acaba ele não termina de flaar tudo o que ele tem para falar.

Vemos Moana lutando contra entre a sua paixão pelo mar e a sua responsabilidade para o seu povo e não conseguindo definir onde exatamente é o seu lugar (obviamente ela canta uma linda musica sobre isso). E toda essa sua indecisão é tão característica da nossa vida em tantos as aspectos que é impossível não se identificar.

Antes mesmo de Moana iniciar a sua aventura você já comprou a briga com ela, e é nesse caminho para tentar salvar a sua ilha que ela junto com um presunçoso herói, Maui, que ela vai descobrindo a sua força.

Parte do filme ela fica se perguntando porque o oceano a lhe escolheu, sem perceber que ela já tem tudo que precisa dentro dela (tem uma linda música sobre isso também).

Mas é só nos últimos instantes, que fica claro o papel que essa filha do chefe tem para todo o contexto, e ela foi escolhida por um motivo bem tocante e não estranhe se cair uma ou várias lágrimas pelo caminho.

E as músicas que eu falei tanto que são lindas, foram escritas por ninguém menos que Lin-Manuel Miranda, responsável pelo musical de sucesso da Broadway, Hamilton. Nada mal.

As princesas clássicas da Disney sempre serão inesquecíveis, mas há algo nessas novas que é simplesmente incrível. E Moana está lá no alto com elas.

Definitivamente um filme para se ver.

Ficha Técnica:

Filme: Moana – Um Mar de Aventura

Estúdio: Disney

Elenco (Vozes no original): Auli’i Cravalho, Dwayne Johnson, Rachel House, Temuera Morrison e Jemaine Clement.

Ano de Lançamento: 2017

Nota: 10/10 estrelas

Crédito da Sinopse: Adoro Cinema

4 comentários para “Pipoca Salgada – Princesa não, filha do chefe: Moana”

  1. Nanda disse:

    Ainda não vi Moana e o seu post me deu vontade. Só quero acrescentar que Mulan era o meu filme preferido da Disney. É um importante filme para relembrar apesar de só as princesas cinderela, a bela adormecida etc terem destaque.

    Um pouco de romance não faz mal. Quando você tem o imperador da China elogiando não é nada mal, como flor rara. Mulan mostrou sozinha como as coisas deviam ser feitas. Superou vários soldados homens. Não vamos esquecer de Mulan que existe desde 1998 bem antes de Ana e Elsa aparecerem.

    [Responder]

    Fanny Ladeira disse:

    Sim, Mulan sempre foi uma das minhas favoritas também!

    Só que para a nossa ‘época’ Mulan foi uma potinha Entre as outras princesas, mas as meninas mais novas receberam Frozen (onde o amor das irmãs é o mais forte) e logo em seguida Moana (sem príncipe). O padrão que isso vai criar na cabeça delas é algo que me dá muita curiosidade.

    Vai ver Moana sim! Você vai amar!

    Beijos,

    Fanny

    [Responder]

    Nanda disse:

    Vários meses depois hahahaha eu comprei o Blu-ray e adorei. Eu acho que gosto mais do que Frozen. Moana tem uma magia incrível. A piada no final foi demais.

    [Responder]

    Fanny Ladeira disse:

    Frozen é uma graça, mas Moana tem uma mensagem TÃO forte que é impossível não amar!

    Obrigada pela visita!

Deixe uma resposta