Entre Páginas – Não era você que eu esperava

Por , 21 de março de 2017 8:00

Hoje é celebrado o Dia Internacional da Síndrome de Down.

E, para celebrar a data, nada melhor do que conhecer uma obra sensível e honesta, que narra a história de um pai que descobre que sua filha possui a Síndrome – e como ele migra do medo à fúria, da frustração ao amor.

Esse é o mote de Não era você que eu esperava, uma graphic novel autobiográfica escrita e ilustrada pelo francês Fabien Toulmé.

 

Não era você que eu esperavaComo lidar com uma filha com deficiência?

Nesta graphic novel autobiográfica, Fabien Toulmé fala com emoção, humor e humildade sobre um encontro inesperado de um pai com sua filha que possui Síndrome de Down.

O casal enfrenta o nascimento de uma criança especial. É como uma tempestade inesperada, um furacão. Quando a menina nasce com a síndrome, até então não diagnosticada, a vida de Fabien desmorona. Indo da fúria à rejeição, da aceitação ao amor, o autor fala sobre a descoberta de como é ser diferente.

 

Tem alguns projetos na editora pelos quais nós realmente ficamos animados, seja porque se trata de um livro novo de um autor muito querido, a continuação de uma série… ou uma obra que possui uma importância muito além do simples objetivo de narrar uma história.

Esse é o caso de Não era você que eu esperava. Logo de início já sabíamos que tínhamos algo precioso em mãos – afinal, não é todo dia que nos deparamos com narrativas emocionantes e extremamente humanas, que transmitem toda a sensibilidade de personagens reais.

A obra narra com riqueza de detalhes a história de Fabien, um francês aventureiro que passou grande parte de sua juventude viajando o mundo e que veio parar justamente no Brasil. É em João Pessoa que ele conhece e se casa com Patrícia, com quem tem uma filhinha superfofa e esperta.

Tudo ia bem na vida do casal quando sua esposa engravida novamente. Porém, o momento que deveria ser apenas de grande felicidade é motivo de muita ansiedade por parte de Fabien, que teme que seu segundo bebê possuam algum tipo de deficiência – mais especificamente a trissomia, que é mais conhecida como Síndrome de Down. Depois de meses de aflição e temor, já de volta à França, sua suspeita acaba se comprovando: após alguns dias de vida, Julia, sua filha, é diagnosticada com a deficiência.

A partir daí, passamos a acompanhar todo o conflito de Fabien para aceitar a condição da menina, regular suas expectativas em relação ao futuro e tentar se aproximar daquela que, até então, não passa de uma estranha para ele.

Sim, eu sei, pode soar um pouco cruel a princípio, mas é justamente aí que se encontra o grande mérito da narrativa: Fabien é extremamente honeste e não “doura a pílula”. Ao passar para o papel todos os seus questionamentos – mesmo os piores – o autor destrincha seus sentimentos, abre seu coração e em nenhum momento finge se alguém melhor do que foi.

Confesso que iniciei a leitura bastante ressabiada e até mesmo revoltada com algumas atitudes dele. Porém, conforme a história avança, é impossível não se conectar com esse pai e não se encantar com as descobertas de Julia – e o despertar de seu amor incondicional pela menina. Em sua parte final, o livro se transforma em uma verdadeira declaração de amor a ela e é impossível não sairmos transformados de suas páginas.

Vale dizer também que, apesar de não se tratar de nenhum tratado científico – e nem possuir pretensão para tal – a obra apresenta algumas informações importantes a respeito da Síndrome de Down: como ela é diagnosticada, por que ocorre, quais são as complicações e tratamentos que podem ser realizados para desenvolver as partes cognitivas e motoras das crianças.

Tudo isso nos é apresentado em uma graphic novel belamente ilustrada e colorida – particularmente eu adorei como o autor ilustrou cada capítulo de uma cor – e, apesar de entender pouquíssimo ou quase nada dessa parte mais “técnica” dos quadrinhos, achei que isso deu uma aura leve e deliciosa para essa história.

Por fim, não poderia recomendar mais Não era você que eu esperava! Certamente você irá se emocionar!

 

Ficha Técnica:

Livro: Não era você que eu esperava (Ce n’est pas toi que j’attendais)

Autora: Fabien Toulmé

Editora: Nemo

Páginas: 256 páginas

Deixe uma resposta