Entre Páginas – Os 13 porquês

Por , 5 de abril de 2017 18:25

A série estreou, as polêmicas apareceram, mas o livro continua um marco.

os 13 treze porques thirteen reasons why jay asher[5]Clay Jensen chega em casa da escola, e encontra uma caixa misteriosa com seu nome, bem em frente ao seu portão. Dentro, ele encontra sete fitas cassetes que foram gravados por Hannah Baker – sua colega de classe que tinha uma queda – que cometeu suicídio duas semana antes. Nas fitas, Hannah explica que é a há 13 razões porque ela decidiu acabar com a sua vida. Clay é uma delas. Se ele escutar, ele irá descobrir o porque ele está na lista.

Asher, em seu romance de estreia, revela um cruel e sincero, lado da vida dos adolescentes e das vítimas de Bullying, e para alguém que está começando nessa carreira, encontra um ponto muito consistente de narração, sem cair no piegas, mas também sem deixar que situação seja vista friamente por nós, leitores.

Bullying.

É quase impossível não encontrar alguém que não passou por essa situação, mesmo aqueles que nunca pisaram em uma escola sofre com esse tipo de violência, seja por parte de amiguinhos ou até mesmo irmãos e primos.

Viver é difícil, se encaixar nesse mundo é quase impossível, porém a fase mais complicada da vida, quando estamos cheios de desconfiança e a autoestima escapa das nossas mãos, com certeza é a adolescência.

E é sobre o bullying, e as suas consequências, que o livro os 13 Porquês. Quando li esse livro, nem sonhava em um dia ter um modo tão fácil de ver filmes e séries, como a Netflix.

Foi necessário, pesquisas, desenvolvimento e 6 anos para que a adaptação dessa obra acontecesse.

E sempre acreditei ser muito importante essa adaptação, exatamente porque o livro já consegue fazer com que você se importe com a situação, por mais que você não concorde com as atitudes de Hannah.

Você pode até condenar o fato dela não ter tentado conversar com alguém, como com os pais, ou qualquer outra pessoa. Mas ao mesmo tempo é impossível não tentar ficar do lado dela, e ficar pensando como poderíamos ajuda-la, e isso é o mais importante para essa história. Ao escolher, deixar narração flutuar entre Hannah e Clay, o livro consegue dar uma leveza ao tema sombrio.

O que mais gostei nesse livro, é como podemos acompanhar desde o primeiro momento a queda de Hannah. É como se estivéssemos sentado vendo alguém no chão, sem podermos ajudar, e mesmo assim temos uma visão panorâmica da dor dela, de cada momento, ou como na linguagem do livro, de cada Porquê.

É sufocante ler cada capítulo. Você quer ajudar, você quer gritar para Hannah fazer alguma coisa, você quer que alguém acorde e evite que aquilo que já não pode mais ser desfeito.

Alguns Porquês, pode parecer bobos, só que a medida que o livro vai desenrolando, percebemos como aquele pontinho, provocou uma reação em cadeia fora das proporções.

Eu não consegui deixar esse livro de lado. Devorei as páginas, queria saber o que aconteceria, queria ler até o final.

O livro tem uma linguagem bem simples e interessante, portanto acho uma boa indicação para o público adolescente.

O mistério que cerca as fitas e a própria temática, ajuda para que a leitura flua com facilidade, até mesmo para aqueles que não costumam ler muito.

Quanto à série, já li várias pessoas comentarem que está ainda mais emocionante que o livro, e estou me preparando psicologicamente para embarcar nessa história novamente.

Ficha Técnica:

Livro: Os 13 Porquês

Autor: Jay Asher

Editora: Ática

Páginas: 256

Nota: 4/5 estrelas

Deixe uma resposta