Fala Série! – Dracarys ou o episódio Game of Thrones ficou simplesmente SENSACIONAL

Por , 8 de agosto de 2017 7:00

Esse post contém SPOILER para quem não assistiu o episódio The Spoils of War.

Dracarys

Que Game of Thrones é um fenômeno mundial e que a seis anos vem fazendo a cabeça de fãs e critica, não é nenhuma surpresa.

Desde que estreou em 2011, a série foi unânime em mostrar um mundo meio medieval meio fantasioso, onde a vontade pelo poder imperava por todos os lados. Com isso, ao longo dos anos, fomos apresentados a todas as suas guerras, artimanhas, armadilhas, jogos políticos e maldades possíveis.

Se tem uma coisa que é certa na saga criada por George R. R. Martin, é que ninguém é especial ou importante o bastante, para não morrer. E quem está vivo ainda, pode agradecer ao Deus da Luz, o Deus das mil faces ou qualquer variação disso, porque não está fácil para ninguém.

Só que por seis temporadas, quem já tinha lido o livro sabia o que esperar.

Agora que a série segue livre e solta, as surpresas se tornam exatamente isso: surpresas para todo mundo.

Talvez tenha sido isso, ou talvez seja o fato de que estamos encaminhando (de alguma forma) para o fim, mas a sexta temporada tem tido somente grandes episódios e o apresentado ontem, The Spoils of War, foi (até agora) o melhor deles.

Com tantos personagens divididos em tantos lados, é difícil ter tempo para cada um deles, mas parece que nesse, isso foi muito bem dosado.

Sansa GifTivemos Arya finalmente voltando para Winterfell, com o reencontro esperado entre ela e a Sansa. Se voltar para casa pode ter sinais de alivio, o fato é que os três irmãos Starks e Jon Snow mudaram muito desde então. Westeros virou um palco de guerra, mas eles também voltaram para casa com suas experiências diferentes e que os transformaram além do que podia se esperar.

Se Sansa teve as suas desavenças com Jon por conta da sua vontade de comandar, com Bran e Arya a estranheza ganha outros ares. E ela ainda nem sabe que Jon morreu e voltou.

Já do outro lado de Westeros, vemos as primeiras amostras do que seria a relação de Daenerys e Jon. Ainda que seja relutante da parte da ambos, dá para notar a aliança forte que saíra se ambos os lados deixarem de lado o orgulho.

E como sempre digo, Game of Thrones é esse lugar esquisito onde você começa a torcer pelo romance do sobrinho (Jon) com a tia (Daenerys), mesmo sendo errado.

A song of Ice and Fire

      A song of Ice and Fire?

Tendo perdido praticamente todo o seu apoio no episódio anterior, é seguindo parte do conselho de Jon e a sua própria vontade, que finalmente vemos uma batalha utilizando os dragões.

Na verdade, só precisa de um para fazer o estrago suficiente e colocar os Lennisters no lugarzinho deles. Ainda vai rolar muito fogo por Westeros, mas é nesses momentos que percebo como gosto de uma boa batalha. Fiquei rindo e comemorando a destruição do exercito inimigo (porque, né?) e só pensando no que isso vai gerar.

E no meio disso tudo, o irmão do Sam apareceu, o Dickon Tarly, que agora é interpretado pelo Tom Hopper. Entre olhadinhas para o Ser Jaime, a gente gostou bastante desse recast.

Dickon Tarly

A batalha não chega a ser sangrenta porque as rajadas de fogo não deixa, mas é tão emocionante quanto deveria e o episódio termina com um cliffhanger gigantesco. Gritei com a TV quando acabou porque mesmo mostrando tanta coisa, o episódio passou com um piscar de olhos.

O episódio da semana que vem promete e somente esperamos que NÃO tenhamos tempo suficiente para respirar. Tá ruim, mas TÁ MUITO BOM.

Dracarys

DRACARYS

 

O próximo episódio vai ao ar no domingo, dia 12/08 às 22:00 na HBO.

Deixe uma resposta