Expectativas Literárias – Fé, foco, determinação… E páginas!

Por , 17 de janeiro de 2018 21:43

IMG_4554

 

Se tem uma coisa que todo leitor tem, é uma lista de livros para ler. Só que para piorar (ou melhorar), essa lista tende somente a aumentar a cada virada de ano.

E é exatamente nesse momento que sentamos e fazemos o planos para o nosso ano literário.

 

Depois de um 2017 corrido e cheio de altos e baixos (e de livros irresistíveis!), olhamos para o ano que começa com a certeza que as nossas metas serão atingidas e, quem sabe um dia, conseguiremos chegar na marca de 200 livros lidos, como a Thais.

Mas enquanto essa realidade não chega, compartilhamos com vocês os nossos planos e o que vamos buscar atingir em 2018.

 

Sabrina

 

IMG_1602

 

Primeiro livro do ano: O visconde partido ao meio, do Italo Calvino. Faz aaaanos que ele figura nas minhas metas literárias e finalmente tomei vergonha na cara para agir a respeito. E não me arrependo! É um livro leve e delicioso, ideal para iniciar o ano com o maior pique!

Lançamento mais esperado do ano: Pela primeiríssima vez em muito tempo não estou acompanhando os lançamentos com muito afinco, então estou sem grandes expectativas nesse quesito. Acho que meu olhar de leitora está mais voltado para as pilhas intermináveis que quero ler para os desafios dos quais participo (que são, em sua maioria, obras de catálogo).

Meta do Ano: 52 livros

 

GRSabrina

 

Ao contrário da Fanny, aumentei a minha meta para esse ano (calma! Foi apenas em dois livros…). 2017 foi um ano um tanto lento para mim em relação às leituras, mas mesmo assim descobri que, com um pouquinho de esforço, consigo ler mais – tanto que li 16 livros a mais do que os 50 a que havia me proposto no ano passado. Portanto, espero que consiga completar a missão de ler uma média de 1 livro por semana.

Mas, apesar de estar “maior”, ainda mantive minha meta em um patamar razoável, considerando que neste ano quero me desafiar mais a ler obras mais complexas (ou grandes mesmo. AMO um bom tijolão!), sem me preocupar se isso vai me atrasar na meta.

Um exemplo disso é dar o pontapé em 2018 desbravando uma obra considerada por muitos como “inalcansável” como Graça Infinita, do David Foster Wallace. Estou felizmente tomando o meu tempo para degustar com calma suas páginas – e, até agora, estou amando o que encontrei pelo caminho!

Este também é o ano em que quero ler mais coisas fora do eixo EUA-Inglaterra (em 2017 já consegui ampliar bastante o meu “mapa literário”, lendo obras de 20 países diferentes, e consegui reduzir a porcentagem de livros americanos de 65 para 52% em três anos). Pode soar meio blasé, mas se tem algo que a literatura pode nos proporcionar é um grande contato com outras culturas e outras realidades e eu tenho adorado esse exercício.

Também quero muito retomar minha leitura de clássicos (#sdds Dickens e Hardy) e conhecer novos autores desse segmento do qual tanto gosto.

Enfim… Espero que 12 meses sejam suficientes para dar vazão a toda essa voracidade!

 

Fanny

 

IMG_4547

 

Primeiro livro do ano: Não será o primeiro que irei terminar, mas Graça Infinita, do David Foster Wallace, é o ‘primeiro’ livro do ano.

Lançamento mais esperado do ano: I Have Lost My Way, da Gayle Forman

Meta do Ano: 50 Livros

Depois de não ter atingido nem 60% da minha meta de 2017, nesse ano resolvi ser ainda mais bondosa comigo e abaixei a minha meta para 50 livros, dando uma média de uns 4/5 livros por mês.

 

Challenge Fanny

 

Foi quase uma dor física reduzir essa meta, mas sei que esse ano será tão corrido quanto o ano passado.

O GoodReads me avisou que no ano passado li 10.866 páginas, então eu quero aumentar essa média, lendo livros maiores.

Os grandes desafios do ano serão exatamente os desafios que estou participando!

Tenho uma listinha de 14 livros previamente separados para ler com a Sabrina, que inclui inclusive Graça Infinita, do David Foster Wallace, com as suas 1144 páginas.

Também quero terminar de ler os livros da Virginia Woolf (falta ainda uns 12 livros), passar o meu ranço do King para continuar no desafio dele e organizar meu tempo para ler os romances históricos que eu gosto tanto.

Para quem quiser acompanhar o meu desafio, pode me adicionar no Good Reads.

Um comentário para “Expectativas Literárias – Fé, foco, determinação… E páginas!”

  1. Layana disse:

    Só meta ousada!! rsrs
    como sou muito apertada de tempo (casa, marido, trabalho, estudo, inglês, igreja…)minha meta será 1 livro por mês apenas. Esse ano, estou priorizando a qualidade do que a quantidade.
    Vamos com tudo!!!!

    ps. abro o blog de vcs TODO SANTO DIA pra ver as novidades srsrs

    [Responder]

Deixe uma resposta