Posts com a tag:Lana Del Rey

Nota Musical – Lana Del Rey está de volta… melhor do que nunca!

Por , 29 de julho de 2017 21:19

Lana1

 

Não faz tanto tempo assim que Lana Del Rey não lançava algo novo… Afinal, seu último álbum, Honeymoon, chegou às prateleiras (e serviços de streaming) em 2015. Porém, suas músicas foram tão inexpressivas (e chatas, não me xingem!), que é quase como se nada tivesse de fato acontecido após o lançamento de Ultraviolence, em 2014.

Pois bem. 2017 chegou e com ele a divulgação do single Lust for Life, com a participação de ninguém menos do que o “queridinho” do momento The Weeknd. E que tiro!

Alguns podem não concordar (Fanny, oi!), mas o hit conquistou minha simpatia logo de cara e foi adicionado no mesmo instante à minha playlist de favoritos do Spotify. Seu lançamento também era um prenúncio bastante auspicioso para seu novo CD, que também leva o nome de seu primeiro single: Lust for Life.

 

Continue Lendo!

Café Retrô 2015 – O melhor e o pior da música

Por , 26 de dezembro de 2015 18:19

Retrospetiva 1

 

2015 prometia muito no mundo da música, afinal teríamos lançamentos de artistas “queridinhos” da nossa equipe e retorno de músicos consagrados como Adele e Coldplay… Mas o resultado deixou a desejar.

Para começar, não tivemos nenhuma grande revelação e nenhum álbum arrebatador. Isso não significa que não gostamos de nenhum dos lançamentos – longe disso. Alguns artistas apresentaram um trabalho consistente e marcaram presença nas nossas playlists. Mas nenhum se destacou realmente.

Estamos vindo de anos com o surgimento de grandes “breaking stars”, como Lorde, Ellie Goulding, Sam Smith… Mas o que vimos em 2015 foi apenas a continuidade de carreiras já deslanchadas. Um exemplo é o ano excelente de Taylor Swift, Katy Perry e Ed Sheeran, que arrastaram multidões aos seus shows.

Na outra mão, tivemos alguns artistas de ˜médio porte” que entregaram trabalhos decepcionantes – que variam desde o terrível Honeymoon, da Lana Del Rey até o ok English Graffit, do The Vaccines.

2015 também foi o ano em que tivemos grandes controvérsias internas na nossa equipe. Sabrina e Fanny praticamente ergueram um novo “muro de Berlim” com os seus gostos divergentes – a ponto de o Will e a Thais proibirem tocarmos no assunto durante o almoço. O que uma amou, a outra odiou… E vice-versa. (Se você duvida é só dar uma busca nas reviews que publicamos de Delirium, da Ellie Goulding, e Wilder Mind, do Mumford and Sons).

Confira abaixo, os nossos principais destaques!

Continue lendo 'Café Retrô 2015 – O melhor e o pior da música'»

Nota Musical: Review de Every Open Eye do Chvchers e Honeymoon de Lana Del Rey

Por , 21 de outubro de 2015 12:05

Agora faz um pouco mais de um mês que Chvchers e Lana Del Rey, lançaram os seus novos trabalhos e tiramos hoje para falar de cada um desses lançamentos e explicar porque eles não atingiram todo a hype que esperávamos.

Every Open Eye

Quando Chvchres estouraram em 2013, a banda escocesa que misturava sintetizadores e voz doce da sua vocalista, Laura Mayberry como falamos AQUI, parecia pronta para conquistar o mundo. E assim fizeram.

De Glastonbury a Coachella, eles tocaram os seus hits em quase todos os cantos do mundo, a critica e a boa receptividade do público, os deixaram em uma boa posição.

Continue Lendo!

Café Irlandês – 6 músicas que ouvi até cansar

Por , 15 de setembro de 2015 12:00

cafe irlandes

Quando eu gosto de uma música, eu amo ela por inteiro. E aí eu quero ouvir no carro, no banho, para dormir, enquanto faço posts para o blog e todo o meu tempo restante.

No final, chega um momento que eu não aguento mais ouvir.

Em semana de Rock in Rio, abaixo listo algumas dessas canções que não fazem mais parte de nenhuma playlist (apesar de cantar sempre que toca em algum lugar!).

1 – Shake it out – Florence and the Machine

Quando lançou eu acho que ouvi essa música umas 100 vezes. E hoje não consigo passar do primeiro refrão.

tumblr_nu836fbvZG1t3angbo1_500

2 – Summertime Sadness – Lana Del Rey

Eu amo de paixão, Born to Die, mas essa música já deu! =P

tumblr_nu4ndjpnyX1u5aojzo1_500

3 – Bastille – CD inteiro

Quando a banda apareceu o disco inteiro era ótimo, mas já ouvi para o resto da vida.

tumblr_ntuz9mg3Q21sbnhxoo1_500

4 – Demons – Imagine Dragons

Tenho certeza que foram as rádios que me fizeram tomar distância dessa música. Quando eu parei de tocar o CD em casa as rádios começaram a tocar descontroladamente. A versão mais lenta eu tenho ainda mais preguiça.

tumblr_mmg3wzrUDK1r6dombo10_250

5 – Rolling into Deep – Adele

Essa eu tenho uma relação de amor e ódio. Não coloco mais, só que é tocar na rádio para cantar a plenos pulmões….YOU COULD HAVE IT ALL!!

tumblr_ncslu5aT071sj81eko1_500

6 – Thinking Out Loud – Ed Sheeran

A pergunta aqui é se alguém ainda não enjoou dessa música?

tumblr_nte4v7xEMV1r7svm0o1_500

Café Retrô 2014 – O Melhor e o Pior da Música

Por , 26 de dezembro de 2014 10:30


Banner retrospetiva

 

2014 foi um ano bem musical, tanto para a nossa equipe quanto para o blog.

Descobrimos novos artistas, viciamos em novas músicas, fomos a shows e, é claro, publicamos um super especial sobre o Lollapalooza.

Mas o que foi que ouvimos de melhor? E de pior?

 

Confira os nossos highlights!

Nota Musical – Review Ultraviolence, de Lana Del Rey

Por , 25 de junho de 2014 9:00

A revelação da música indie em 2011, volta com o 2° CD da sua carreira.  Lana Del Rey (de quem já falei aqui) traz o seu Ultraviolence, mostrando que o sucesso de Born to Die, não foi () causado pelos seus lábios.

lana-del-rey-west-coast-lyrics-download
Há quase 3 anos, uma misteriosa cantora surgia na cena musical. Com somente um clip e uma música, Lana Del Rey se lançava no showbizz trazendo uma aura de mistério e se tornando um tipo de musa retrô, com músicas, estilo e voz que não ficariam tão deslocados em outras décadas passadas.

Mas não se enganem: apesar de ter estourado principalmente pelo boca a boca mundial dos indies, o lançamento de Lana, cujo nome real é Lizzie Grant, foi muito estratégico e após meses e alguns singles (como o maravilhoso Born To Die), o seu primeiro álbum estreou, trazendo o que esperávamos dela: composições desafiadores e românticas, muito bem produzidas e sendo possível perceber que os seus lábios (tão comentados)  realmente ‘aparecem’ em alguns momentos.

O lançamento de Ultraviolente, traz o tão esperado segundo CD de qualquer artista que faz misto sucesso, e sei que tinha muita gente torcendo contra… mas o novo álbum está muito bom.

Ultraviolente, é mais dark e sombrio que Borne to Die em vários fatores. As composições nesse novo estão ainda mais centradas em uma relação problemática e com um destino triste (isso, porque no outro ela chega a cantar, entre outros, o verso ‘i’m nothing without you’) e não há aquelas músicas mais animadas no meio, como Off to the races e Diet Mtn Dew).

Mas é essa mesma sobriedade, que dá propriedade e background para as composições que são apresentadas.

Continue Lendo!

Nota Musical – Lana Del Rey

Por , 9 de novembro de 2013 12:12

-Lana-Del-Rey-lana-del-rey-32981815-1280-855

Lana Del Rey despontou em 2011. Com um vídeo de estreia do seu primeiro hit Video Game, a americana conquistou várias pessoas (e muitos marmanjos) com a sua voz marcante e única.

O interesse em Lana era tão grande quanto a falta de material e informações sobre ela.Mas todos faziam questão de comentar como ela era ‘um produto montado’ do gravadora, como ela fez cirúrgicas, mudou a sua aparência e até mesmo colocou enchimento nos lábios (sim, em algumas músicas é possível perceber a interferência dessa parte).

Continue Lendo!

Nota Musical – Festival Planeta Terra 2013

Por , 25 de julho de 2013 9:00

terra

 

Para os fãs de música, na sexta-feira, dia 26/07 às 00:01, têm inicio as vendas dos ingressos do Festival Planeta Terra 2013 para o público geral.

Para quem não conhece, o festival começou pequeno, mais focado em uma vertente não tão divulgada no Brasil: o indie. Por isso, desde o sua primeira edição, o festival trouxe artistas como The Strokes, Gossip, Lily Allen, entre outros.

Porém, com a chegada do Lollapalooza no ano passado e a popularização de shows internacionais e festivais no país, parece que o público do Paneta Terra foi ficando mais dividido, ainda mais com a perda do Playcenter, a antiga ‘casa’ do evento.

Os organizadores tentaram se reinventar no ano passado, mudando para um lugar maior (o Joquey Clube – casa também do Lollapalooza), mas as atrações não convenceram e o festival terminou com um público abaixo do esperado. Portanto, para esta edição a empresa se alinhou com T4F, o que deu um gás no festival.

Ele acontecerá no dia 9 de novembro, no Campo de Marte, com o Blur como Headliner. E já no line up já estão confirmados: Palma Violets, Beck, Clarice Falcão e a queridinha do momento, Lana Del Rey que, apesar de ser muito criticada, tem uma voz linda e promete realizar um show no mínimo interessante de se acompanhar.

Os 30 mil ingressos disponíveis variam de R$ 150 (1º lote, meia-entrada) a R$ 350,00 (3º Lote, inteira) e, como o festival só divulgou metade das suas atrações, pode acontecer de atualizarem a lista com alguma banda muito boa após os convites terem se esgotado. Para se ter uma ideia, foi o que aconteceu quando anunciaram Interpol em 2011. Portanto, fica a dica de garantir as entradas para não se arrepender depois!

Ainda vamos tirar um dia só para falar da Lana Del Rey, mas para conhecer mais o trabalho da moça, escute: Video Game, Dark Paradise, Born to Die e Without You.

 

Nota Musical – A Trilha de O Grande Gatsby

Por , 14 de junho de 2013 20:30

great-gatsby-soundtrack-635

 

Não há como negar: a trilha sonora é tão importante para um filme quanto um bom roteiro e um bom diretor!

Em O Grande Gatsby, lançado na semana passada (veja a nossa crítica do filme), o diretor Baz Luhrmann, entregou a produção das músicas para Jay-Z, famoso rapper americano.

Não sou muito familiarizada com o trabalho do cantor, mas deu para sentir que ele foi muito feliz ao convidar artistas relevantes e de qualidade para participar da trilha.

 

Continue Lendo!

Aumenta o Som! – iTunes Festival London 2012

Por , 25 de setembro de 2012 8:36

 

Gosta de música? Então por que você não está acompanhando o iTunes Festival???

(“Dã… Porque eu não sabia e você só está falando sobre isso agora”)

Para quem não faz ideia do que eu estou falando, vale uma breve “contextualização”:

Todo ano a Apple realiza em Londres o iTunes Festival, um festival de música que conta com shows durante um mês inteirinho, transmitido ao vivo através do aplicativo do evento. Claro que quem está na Inglaterra pode conferir as apresentações in loco, mas a qualidade da transmissão é tão “estupidamente boa”, que é como se a gente estivesse ali – com a vantagem de não estarmos “esmagados” na multidão!

Enfim, claro que eu “comi bola” e só descobri que o festival seria em setembro quando ele já estava acontecendo… E com uma programação imperdível! Mas é aí que entra a vantagem da tecnologia: além de conferir os shows ao vivo (o que para a gente é um tanto complicado porque em horas “brasileiras” eles acontecem entre 15h e 18h, ou seja, em pleno horário comercial!), também é possível rever os shows depois que eles acontecem!

E tudo “de grátis”, gente!!!! Sério, é só baixar o aplicativo! (Não a Apple não me pagou nada por esse post!)

Nesse mês já teve show do One Direction, Usher, Norah Jones, Jack White, Band of Horses, The Killers, David Guetta, P!nk, Walk the Moon, Andrea Bocelli, Jessie J, OneRepublic, Matchbox 20 e de muitos outros artistas consagrados!

Além disso, o festival também é um prato cheio para quem gosta de conhecer bandas novas, uma vez que antes das apresentações principais quase sempre há shows de abertura com artistas menos conhecidos!

E se você não quiser perder as próximas atrações, que acontecerão até o final do mês…

 

Se liga na agenda!