Nota Musical – The Wanted e One Direction

Por , 30 de março de 2012 17:02

Tudo começou a muito tempo atrás, lá pelos anos 80, com o surgimento das primeiras boybands, que deixavam as garotas doidas com suas letras melosas e suas conções chiclete. Porém, foi no final dos anos 90 que a coisa ficou séria, com a vinda de centenas de boybands (e também girlbands) que venderam milhões e milhões de CD’s. Porém, no meio do século XXI a coisa foi perdendo a força e a maioria das bandas se desfizeram. Muitos tentaram fazer carreira solo, porém poucos conseguiram se dar bem. (O que foi o caso do Justin Timberlake).

E agora, em pleno ano de fim de mundo, parece que a coisa está voltando à tona. Foi lá na Inglaterra, onde o sucesso das boy e girlbands nunca havia acabado, que onde surgiu essas 2 boybands que estão vindo com toda a força.

 

THE WANTED

Para quem acha que a boyband é nova, está muito enganado! O trabalho do grupo começou em 2009 com o lançamento de seu primeiro albúm, intitulado “The Wanted”, com a produção de nada mais, nada menos que Guy Chambers, Taio Cruz e Steve Mac. Formada por Max George, Nathan Sykes, Siva Kaneswaran, Jay McGuiness, Tom Parker, seu primeiro single de grande sucesso foi “All Time Low”, onde permaneceu 17 semanas no top 40 do Reino Unido. Depois de tentar emplacar outros singles como “Heart Vacancy”, que chegou em 2º lugar nas paradas, e “Lose My Mind”, que teve até direito de performace no X-Factor, eles deram um tempo e voltaram ao estúdio em 2011 para lançar seu 2º albúm, denominado “Battleground”. Este 2º albúm teve como 1º single a música “Gold Forever”, que não obteve muito sucesso. Então eles lançaram o 2º single deste novo albúm, “Glad You Came”. Foi com esse single que eles sairam do Reino Unido e foram parar nas paradas da billboard, e da billboard conquistaram o mundo.

 

ONE DIRECTION

A boyband One Direction, também conhecida como 1D, formada por Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan e Zayn Malik, ficou conhecida após participar do concurso que é o “American Idol” dos Ingleses, X-Factor. Eles começaram como competidores solos e no final da competição se juntaram e formaram o grupo. Mas isso não foi o suficiente para chamar a atenção do público, pois ficaram em 3º lugar. Porém, não charam atenção somente dentro do programa. Após saírem, lançaram a canção “What Makes You Beautiful”, e alcançaram a 1ª posição na parada de single do Reino Unido e então lançaram seu primeiro albúm, entitulado “Up All Night” que foi o 16º mais vendido no Reino Unido em 2011, com 468 mil cópias. Lançado há poucas semanas nos Estados Unidos, o CD “Up All Night” vendeu em uma semana 176 mil cópias, deixando pra trás nomes como Adele, Bruce Springsteen e Drake, e seu single “What Makes You Beautiful” está ganhando força e já é 11º mais tocado essa semana na Billboard. Além disso, a séria Glee fará um cover da música em um de seus episódios que estão por vir.

 

Considerações Finais

Infelizmente, devido a alguma semelhanças entre os grupos, já começaram as fofocas de que os dois são rivais, o que já foi NEGADO pelas 2 bandas.

Vendo o sucesso dessas bandas ao redor do mundo, já foram anunciadas as voltas de conjuntos como SClub 7, Atomic Kitten e 98 Degrees. Será que esse ano voltaremos a ver o mundo recheado de POP mais uma vez?

Entre Páginas – Epic Fail

Por , 28 de março de 2012 10:00

Sabe aqueles dias em que a cabeça tá tão cheia, que a única coisa que você quer é mergulhar em um livro divertido e dar boas risadas (e suspiros)? Epic Fail, da autora Claire LaZebnik é o livro ideal para esses momentos!

 

Quando a bela irmã de Elise se encanta pelo melhor amigo do “príncipe”, a menina acaba tendo que passar um bom tempo com Derek, tornando-a o foco da inveja de todas as meninas do campus. Porém, ela se recusa a se desmanchar por cada um dos seus raros sorrisos e, ao invés disso, acaba se aproximando do maior inimigo dele, o surpreendentemente encantador e “excluído” Webster Grant. Mas neste hilário conto de flertar e se enturmar, nem todos os despeitos são desmerecidos, nem todos os filhos de celebridades são metidos e orgulho e preconceito só podem impedir o surgimento do verdadeiro amor por um tempo limitado.

 

Você leu certo. Orgulho e preconceito. Orgulho e preconceito. Entenderam? (Se vocês são fãs de uma certa escritora inglesa, tenho certeza que já perceberam do que eu estou falando…!)

Continue Lendo!

Parolagem Com Sentido – Branca de Neve e o Caçador

Por , 27 de março de 2012 20:53

“Branca de Neve e o Caçador”, com Kristen Stewart e Charlize Theron, como uma grande madrasta, está apostando todas as suas fichas no material de divulgação.

Cheio de trailers e comerciais para TV o longa que estreará mundialmente em 1° de julho não peca em nenhuma parte – por enquanto.

No longa, Eric (Chris Hemswroth) é contrato pela Rainha para matar a enteada, a Branca de Neve (Kristen Stewart). Mas para dar o toque especial, durante a trama o caçador se aproximará de Branca Neve, para lutar contra a rainha.

                

Sem dúvidas este é um dos filmes mais aguardados do ano, sua fotografia é ótima, cenário, enredo, figurinos e ainda tem Kristen mudando de nova vampira para princesa em pouco tempo. Seria uma boa pedida dormir e acorda daqui um pouco mais de quatro meses.

 

Fala Série! – Doctor Who – 1×02: O Fim do Mundo

Por , 26 de março de 2012 11:00

The End of The World, segunda episódio da primeira temporada de Doctor Who começa exatamente do ponto onde o primeiro terminou: Doctor e Rose na TARDIS. Como é a primeira vez de Rose viajando com ele, o Doctor deixa a escolha do destino completamente à critério dela. Rose pede para ir 100 anos no futuro, e o Doctor a atende, mas avisa que vai ser chato. Então com um dos meus diálogos favoritos da temporada inteira, ele a leva 5 bilhões de anos no futuro, para presenciar a destruição da Terra devido à expansão do Sol.

Doctor: Este é o dia que o sol se expande. Bem-vinda ao fim do mundo.

ATENÇÃO: SPOILERS!

Cafelícia – Frappuccino à brasileira

Por , 25 de março de 2012 19:42

 

O verão acabou, é verdade, mas não é preciso estarmos na estação mais quente do ano para nos deliciarmos com um bom frappuccino, não é mesmo?

Para os fãs de café, não há nada como a combinação refrescante da bebida com o gelo – e mais algumas “cositas más”…

Mas… E se nós pudéssemos unir o útil ao agradável e experimentar um café gelado com um toquinho brasileiro? Essa é a nova proposta do Starbucks, que lança, exclusivamente no Brasil, o sabor frappuccino brigadeiro! Huuum… Dá água na boca só de pensar, não é mesmo?

E o novo sabor já está disponível nas lojas da rede…!

#FicaDica

Entre Páginas – Take Me There

Por , 23 de março de 2012 20:00

Acompanhar blogs literários é assim: você dá uma pesquisada, descobre que blogueiro tem um gosto parecido com o seu e… abre falência mergulha em uma imensidão de livros que você precisa ler. E se as indicações forem mesmo boas (pelo menos no seu ponto de vista), a sua “wishlist” consegue ficar maior do que a lista de compras de um restaurante com 50 franquias.

Um desses meus “antros de perdição” é o blog Faz Parte, da Nichole. Quando se trata de indicar livros em inglês para jovens, ela e a Giu Fernandes, do Amount of Words, não falham nunca! E foi justamente em uma dessas minhas peregrinações, que me deparei com Take Me There, da autora até então desconhecida Carolee Dean.

 

 

Dylan tem um passado como bad-boy e uma ficha criminal. Ele sabe que a rica e bela Jess é boa demais para ele – mas ela sempre foi a única pessoa capaz de enxergar o seu coração através da sua aspereza exterior, e ele se apaixonou por ela desde a primeira vez que os dois se conheceram. Ele mudaria a sua vida por uma chance com ela.

Mas os problemas seguem Dylan, não importa onde ele vá, e um erro mortal o força a pegar a estrada e deixar os sonhos para trás. Ele está em busca de respostas – respostas para perguntas que ele nunca ousou fazer.

 

 

Pela sinopse, esse parece ser apenas mais um livro voltado para jovens, escrito com base naqueles velhos clichês já familiares ao grande público. Porém, se você se prender apenas a este pequeno resumo… vai acabar perdendo um livro surpreendente!

Continue Lendo!

Pipoca Salgada – Te Amarei Para Sempre

Por , 22 de março de 2012 10:00

Livro que tem adaptação cinematográfica é assim: você termina de ler e corre para assistir o filme, certo? Pelo menos foi o que eu fiz com Precisamos Falar Sobre o Kevin e com A Mulher do Viajante no Tempo.

Antes de “começar”, um questionamento: alguém saberia me explicar como e/ou por que The Time Traveler’s Wife acabou se tornando Te Amarei Para Sempre??? Não faz sentido algum, uma vez que a tradução do livro acabou se equivalendo ao título original, mas enfim… Vai entender!

SINOPSE

Henry DeTamble sofre de uma rara modificação genética, que o faz viajar pelo tempo involuntariamente. Numa de suas viagens, ele conhece a pequena Clare, que se apaixona por ele imediatamente. Ano após ano, ela espera sempre no mesmo lugar que este estranho viajante retorne. Até que os dois, finalmente, se encontram no presente e a paixão começa. Porém, o curso da vida de Clare é normal e, quando ela menos espera, seu grande amor desaparece, sem data para retornar. Como poderia um romance suportar a estas idas e vindas?

Continue Lendo!

Nota Musical – Blue October

Por , 21 de março de 2012 10:00

 

Muito antes de Crepúsculo virar um fenômeno universal, havia uma série sobre vampiros que era, no mínimo, bastante carismática. Apesar de, pelo nome, Moonlight soar como uma história sobre lobisomens, a série nos apresentava o sedutor Mick St. John, um vampiro atormentado que trabalhava como detetive particular.

Infelizmente, o seriado foi interrompido ainda na sua primeira temporada (por quê???), mas deixou sua marca – principalmente no ramo musical. O programa era um daqueles com uma trilha sonora tão boa, que todo mundo saía correndo atrás das músicas depois de cada episódio.

Foi desta maneira que me deparei com a banda americana Blue October. À primeira vista, o som feito por Justin Furnstenfeld (vocal e violão), Ryan Delahoussaye (violino!!!), CB Hudson (guitarra), Matt Noveskey (baixo) e Jeremy Furstenfeld (bateria) pode soar um pouco sombrio e até pesado… Mas essa é apenas a pontinha do iceberg.

Com nove álbuns lançados desde 1998 – The Answers (1998), Consent to Treatment (2000), History for Sale (2003), Argue with a Tree… (2004), Foiled (2006), Foiled for the Last Time (2007), Ugly Side: An Acoustic Evening With Blue October (2011) e Any Man In America (2011) – o grupo se alterna entre músicas melancólicas e animadas, sempre com a marca registrada presente: o violino (só eu que adoro bandas de rock que utilizam o instrumento no seu repertório?).

Em 2008, a banda se tornou um pouco mais… digamos, conhecida, graças a Stephenie Meyer (viram a relação com Crepúsculo?), que realizou uma tour junto com o compositor e vocalista Justin Furnstenfeld para lançar o quarto livro da série, Breaking Dawn (Amanhecer), nos EUA. A parceria nasceu do fato de a autora ter se inspirado em diversas músicas da banda para escrever os seus livros. E, pelo visto, a iniciativa deu certo…!

No ano passado, o conjunto lançou o CD Any Man In America, que traz uma faceta um pouco mais carregada do Blue October. Mas, como eu já adiantei acima, a banda tem músicas para todos os gostos, portanto, não se limite a apenas uma faixa!

Destaques para Calling You, Say ItHate Me, Inner Glow, Ugly Side, For My Brother, Breakfast After Ten, Come In Closer e Amazing.

 

iVlog – As Menores Coisas do Mundo

Por , 20 de março de 2012 21:54

Vou economizar até nas palavras, vejam:

Parolagem Com Sentido – Como Se Fazer um Cover

Por , 20 de março de 2012 20:13

Nem todas as músicas de certos artistas viram hits, principalmente, quando se trata de uma cantora pop que vive surgindo com novidades. “You Da One” não é nem de longe a música mais bem sucedida de Rihanna, mas isso pode ajudar muita gente.

Quando um artista utiliza da música do colega de profissão o que eles menos querem, é a vinculação e/ou comparação entre a sua versão e a original, e um grupo consegui fazer todo mundo esquecer que aquela música não era deles, além de segurar todo mundo do começo ao fim para vê-los.

Ficou um resultado único, ainda mais por ele todo ter sido feito ao vivo e todos os sons que ouvimos saírem da boca de um destes cinco.

O grupo Pentatonix, já ganhou um reality fazendo este tipo de cover.