Entre Páginas – Orlando: Uma biografia #projetopravida

Por , 30 de dezembro de 2015 12:00

No começo de outubro compartilhamos com vocês aqui a nossa proposta de participar da leitura coletiva de Orlando com o blog Livro & Café e hoje voltamos para contar como Virginia Woolf nos conquistou com esta obra rica e impressionante.

Com essa leitura, riscamos mais um livro da lista de 42 anos do nosso #projetopravida! 😀

 

Orlando - Virginia Woolf

 

Orlando, um arremedo de biografia, descreve a vida do personagem homônimo, descendente de uma ancestral família aristocrática inglesa, que, no começo da narrativa, vive no século XVI, é homem e tem 16 anos. Acompanhamos sua vida por cerca de quatro séculos, na maior parte dos quais se mantém com a idade de 30 anos. No meio da narrativa, enviado pelo rei Charles II, como embaixador da Inglaterra, a Constantinopla, ele passa por uma transformação radical.

Além de homenagear Vita Sackville-West, a aristocrata que serviu de modelo para a figura de Orlando, e de jogar com as convenções da biografia tradicional, Virginia explora aqui alguns dos seus temas preferidos: a incongruência entre, de um lado, o tempo do relógio e do calendário e, de outro, o tempo vivido, subjetivo; o caráter fragmentado, múltiplo e incerto da subjetividade; e, sobretudo, a instabilidade e a artificialidade da identidade sexual.

 

Continue lendo!

Café Retrô 2015 – Leituras do ano

Por , 30 de dezembro de 2015 9:00

 

Retrospetiva 1

Como vocês puderam observar no nosso post sobre as melhores e piores leituras de 2015, neste ano reduzimos bastante a quantidade de livros lidos, mas também avançamos bastante em desafios como o de comprar menos livros e de ler mais clássicos.

A Fanny quebrou a banca com a leitura completa das peças do Shakespeare, a Sabrina dobrou o número de clássicos lidos, a Thais caprichou nos romances e o Will desbravou novos gêneros.

 

Confira a nossa lista completa com as leituras de 2015!

Café Retrô 2015 – Os melhores e as decepções da literatura

Por , 29 de dezembro de 2015 12:05

Retrospetiva 1

 

Depois de anos com metas literárias mirabolantes, queríamos deixar este ano um pouco mais leve. Somado ao desafio que limitava a nossa compra de livros, foram poucos os lançamentos que acompanhamos.

Isso também nos permitiu uma liberdade maior na escolha de leituras, afinal, somos bem ecléticos. Com isso, desencalhamos clássicos e mais clássicos das nossas estantes, demos preferências aos e-books e acompanhamos a continuação de diversas séries.

Nem por isso deixamos de acompanhar completamente os lançamentos e o que aparecia de novo por aí. Para o blog, este ano não foi tão positivo para o mercado literário, pois não houve a introdução de novos conteúdos significativos e não tivemos grandes best-sellers como em outros anos (Cinquenta tons de Cinza e John Green).

Fomos invadidos, literalmente, pelos livros de colorir. Em todos os lugares, lojas, bancas de revista, mercados… Os livros de colorir dominaram o mundo e figuraram absolutos na maioria da lista dos mais vendidos (pelo menos naquelas que os computaram…).

Este foi um ano de continuação de séries de grande apelo para o público juvenil, como A Herdeira, da Kiera Cass, e Minha Vida Fora de Série – 3a temporada, da Paula Pimenta.

Também tivemos, finalmente, a consagração dos romances históricos, que conseguiram um público fiel e foram largamente publicados neste ano. Autoras nacionais também tiveram sua vez e grandes sucessos nacionais como Carina Rissi, o quarteto de Um Ano Inesquecível, Bianca Briones e Isabela Freitas com os seus livros de autoajuda. Também não podemos esquecer os blogueiros/vlogueiros como Kéfera e Cristian Figueiredo, que levaram milhares de fãs à loucura em eventos pelo Brasil.

E entre tudo isso, os melhores e algumas decepções apareceram no nosso ano e listamos cada uma deles abaixo:

Continue Lendo!

Café Irlandês – 12 motivos que provam que 2015 não foi um ano tão ruim

Por , 29 de dezembro de 2015 12:05

cafe irlandes

2015, vamos combinar galera não foi um ano tão legal assim.

Mas ao invés de vir aqui listar tudo que aconteceu de ruim, resolvemos ser da turma dos otimistas e colocamos algumas coisas boas (Sim! Elas aconteceram!) que esse ano nos trouxe.

1 – O Vestido

O ano começou com o vestido que fez todo mundo revirar.

E só para não deixar a polêmica morrer e ainda vejo somente em Branco e Dourado.

The Dress

2 – Os Ingleses invadindo o Oscar

E todo mundo conhecendo o Benedict Cumberbatch.

tumblr_nk7g2fuAJ41s2nvs9o1_500

3 – E a Keira escolhendo ser uma verdadeira english rose

celebrityflow.ru

4 – Meryl Streep

Pq é Meryl.

tumblr_inline_nk7uj2RE8v1qfolwd

 

5 – E Cinquenta Tons foi realmente bom

Por esse, nem eu esperava.

tumblr_nz431icOT21v175wko1_250

Continue Lendo

Café Retrô 2015 – O ano em que (quase) não compramos livros

Por , 28 de dezembro de 2015 12:31

Retrospetiva 1

 

No final de 2014 decidimos que neste ano diminuiríamos o número de livros comprados e focaríamos naqueles que estavam em nossas estantes (e que são muitos!). Para isso criamos um desafio, que comentamos por aqui.

Por muitas vezes, as inúmeras promoções de livros nos faziam acumular mais e mais exemplares, que dificilmente teríamos tempo de ler em um futuro próximo. Para mudar isso, criamos algumas regras para podermos comprar livros novos, e com isso conseguimos aproveitar melhor nossas leituras, nos desprendermos um pouco das metas de livros por ano e aproveitar um pouco mais os clássicos.

Continue Lendo!

Café Retrô – Cinema e TV: O ano em que a Netflix reinou em nossas vidas

Por , 27 de dezembro de 2015 19:26

Retrospetiva 1

 

2015 foi o ano em que a Netflix se consolidou como o grande gerador e distribuidor de filmes e séries.

Antes disponibilizando somente conteúdo de outras emissoras, neste ano a Netflix alcançou o sucesso com a produção de conteúdo próprio, original e de qualidade como Sense 8, Narcos, Séries da Marvel, House of Cards e Unbreakable Kimmy Schmidt.

As séries da Netflix dominaram de longe a lista de melhores do ano. A televisão americana voltou-se mais para a continuação de séries de sucesso consolidado, com destaque para How to get away with a murder, que continua impecável.

Para a tristeza dos fãs, séries de grande sucesso como Mad Men e Downtown Abbey chegaram ao final, com últimas temporadas de grande repercussão.

Já no âmbito do cinema, este não foi um ano de grandes lançamentos… com a exceção de um blockbuster que vamos citar logo mais!

Tivemos a finalização da trilogia (de quatro filmes) de Jogos Vorazes, que foi de certa forma decepcionante; a esperada adaptação de Cinquenta tons de cinza, que pode não ter agradado a todos mas foi muito bem de bilheteria; Velozes e Furiosos 7, da franquia de grande sucesso, que acabou sendo um filme homenagem a Paul Walker – talvez o sucesso do longa tenha ocorrido mais pela movimentação dos fãs do que pelo conteúdo do filme; a continuação de Mad Max, sucesso nos anos 80, voltou com tudo para agradar aos fãs antigos e corre o risco até de concorrer ao Oscar; por fim, não podemos deixar de citar o grande destaque do ano: Star Wars – O Despertar da Força, que acabou de chegar nas telas e já é um sucesso consolidado. Ele tem tudo para conquistar mais fãs para a franquia!

No Brasil, continuamos focados em filmes de comédia “água com açúcar”, que buscam mais bilheteria do que conteúdo, exceto pelo excelente Que horas ela volta?.

Na televisão, enquanto os canais abertos patinam no conteúdo e no Ibope, poucas novelas se sobressaem, como Verdades Secretas e Além do Tempo.

 

Continue Lendo!

Café Retrô 2015 – O melhor e o pior da música

Por , 26 de dezembro de 2015 18:19

Retrospetiva 1

 

2015 prometia muito no mundo da música, afinal teríamos lançamentos de artistas “queridinhos” da nossa equipe e retorno de músicos consagrados como Adele e Coldplay… Mas o resultado deixou a desejar.

Para começar, não tivemos nenhuma grande revelação e nenhum álbum arrebatador. Isso não significa que não gostamos de nenhum dos lançamentos – longe disso. Alguns artistas apresentaram um trabalho consistente e marcaram presença nas nossas playlists. Mas nenhum se destacou realmente.

Estamos vindo de anos com o surgimento de grandes “breaking stars”, como Lorde, Ellie Goulding, Sam Smith… Mas o que vimos em 2015 foi apenas a continuidade de carreiras já deslanchadas. Um exemplo é o ano excelente de Taylor Swift, Katy Perry e Ed Sheeran, que arrastaram multidões aos seus shows.

Na outra mão, tivemos alguns artistas de ˜médio porte” que entregaram trabalhos decepcionantes – que variam desde o terrível Honeymoon, da Lana Del Rey até o ok English Graffit, do The Vaccines.

2015 também foi o ano em que tivemos grandes controvérsias internas na nossa equipe. Sabrina e Fanny praticamente ergueram um novo “muro de Berlim” com os seus gostos divergentes – a ponto de o Will e a Thais proibirem tocarmos no assunto durante o almoço. O que uma amou, a outra odiou… E vice-versa. (Se você duvida é só dar uma busca nas reviews que publicamos de Delirium, da Ellie Goulding, e Wilder Mind, do Mumford and Sons).

Confira abaixo, os nossos principais destaques!

Continue lendo 'Café Retrô 2015 – O melhor e o pior da música'»

Café Retrô 2015 – Abertura

Por , 26 de dezembro de 2015 16:03

Retrospetiva 1

 

Alguém viu 2015 por aí?

Pode parecer mentira, mas já chegamos a mais um Café Retrô!

Nos próximos dias vamos fazer um apanhado de tudo de mais incrível (e de mais decepcionante) que rolou no mundo da música, do cinema, da televisão e da literatura… para nós aqui do Café, claro!

(Portanto não estranhe se, entre as melhores leituras do ano estiverem obras datadas de outros séculos… Ou se nos melhores CDs se encontrarem menções honrosas de outros anos).

Estoure sua pipoca, se acomode na cadeira e venha com a gente por uma viagem retrospectiva por 2015.

Blá, Blá, Blá – Porque Rey é a personagem que precisávamos em Star Wars

Por , 25 de dezembro de 2015 16:55

Este post CONTÉM SPOILERS. para quem não viu O Despertar da Força!

 star-wars-7-force-awakens-rey-bb8-poster

That boy is our last hope.
…No. There is another.

Desde que o primeiro letreiro subiu na tela dos cinemas lá no final da década 70, muita coisa mudou no mundo.

Muita coisa mudou até mesmo no mundo Star Wars. De uma época em que as mulheres fortes do cinema eram as divas, até chegar no momento em que todos os direitos da série foram vendidas para a Disney por uma soma astronômica, muita coisa realmente mudou.

Havia quem considerava que a Disney tinha sido louca em gastar bilhões com os direitos da série, afinal apesar de ainda ser cultuada, o que poderia ter sido feito para poder recuperar esse valor?

A reposta foi rápida com a Disney anunciando mais uma trilogia, que estreou semana passada e que fizemos um review AQUI, apesar do receio inicial, há muita história que agora foi aberta e serão pelo menos mais dois filmes levando a legião de fãs ao cinema.

Fora a extensão eles farão nos parques incluindo uma parte somente para Star Wars e com o filme em si que trás diversas opções de merchandising. E uma opção, apesar de não estar tanto em peso nas lojas, vai ser muito importante para conquistar o público que cresceu e os novos fãs que vão surgindo pelo caminho: Rey.

Continue Lendo! SPOILERSS!

Pipoca Salgada – Star Wars: O Despertar da Força – Sem Spoiler!

Por , 25 de dezembro de 2015 16:55

Esse review NÃO contém spoilers!

   starwarsdespertardaforca_2

Décadas após a queda de Darth Vader e do Império, surge uma nova ameaça: a Primeira Ordem, uma organização sombria que busca minar o poder da República e que tem Kylo Ren (Adam Driver), o General Hux (Domhnall Gleeson) e o Líder Supremo Snoke (Andy Serkis) como principais expoentes. Eles conseguem capturar Poe Dameron (Oscar Isaac), um dos principais pilotos da Resistência, que antes de ser preso envia através do pequeno robô BB-8 o mapa de onde vive o mitológico Luke Skywalker (Mark Hamill). Ao fugir pelo deserto, BB-8 encontra a jovem Rey (Daisy Ridley), que vive sozinha catando destroços de naves antigas. Paralelamente, Poe recebe a ajuda de Finn (John Boyega), um stormtrooper que decide abandonar o posto repentinamente. Juntos, eles escapam do domínio da Primeira Ordem.

Continue Lendo!