Pipoca Salgada – Clube de Compras Dallas

Por , 28 de fevereiro de 2014 19:00

…And the Oscar Goes to: Dê os seus palpites no nosso Bolão do Oscar e concorra a ingressos para o cinema!

Participe!

Clube de Compras Dallas é forte, mas não choca. Quando se lê o nome do filme pela primeira, não dá para imaginar o que tem a ver com a história e com um caubói texano, mas garanto que ao longo da narrativa essa resposta lhe será dada.

Clube de Compra Dallas Oscar 2014O filme conta a história de Ron Woodroof (Matthew McConaughey), um eletricista heterossexual de Dallas que foi diagnosticado com AIDS em 1986, durante uma das épocas mais obscuras da doença. Embora os médicos tenham lhe dado apenas 30 dias de vida, Woodroof se recusou a aceitar o prognóstico e criou uma operação de tráfico de remédios alternativos, na época ilegais.

Antes de qualquer coisa, esse filme é sobre aprender a respeitar pessoas, quebrar preconceitos e saber lhe dar com as coisas ruins que a vida encobre de te presentear. Mesmo que a história se passe no passado (1986) os temas abordados continuam em um intenso debate até hoje, que é a cura do vírus da HIV. Continue lendo 'Pipoca Salgada – Clube de Compras Dallas'»

Pipoca Salgada – Philomena

Por , 28 de fevereiro de 2014 9:00

…And the Oscar Goes to: Dê os seus palpites no nosso Bolão do Oscar e concorra a ingressos para o cinema!

Participe!

Você sabe que um filme foi muito bem feito, quando você está no meio de uma maratona para ver todos os filmes concorrente ao Oscar, mas mesmo assim o acha altamente encantador, e é o caso de Philomena.

philomena-movie-poster-226x300Irlanda, 1952. Philomena Lee (Judi Dench) é uma jovem que tem um filho recém-nascido quando é mandada para um convento. Sem poder levar a criança, ela o dá para adoção. A criança é adotada por um casal americano e some no mundo. Após sair do convento, Philomena começa uma busca pelo seu filho, junto com a ajuda de Martin Sixsmith (Steve Coogan), um jornalista de temperamento forte. Ao viajar para os Estados Unidos, eles descobrem informações incríveis sobre a vida do filho de Philomena e criam um intenso laço de afetividade entre os dois.

Eu estava sem expectativas para esse filme, mas foi com uma grande ( e gostosa) surpresa assistir um filme tão delicioso. Não que o trabalho de Stephen Frears ( A Rainha, Alta Fidelidade) seja de surpreender, mas é libertador encontrar um filme que fala de um assunto importante e em alguns momentos dramáticos, ser tão leve e abordar a história de uma forma pura.

No filme, a procura de Philomona é alinhado no desejo de Martin escrever um artigo, mas o que descobrimos no final do livro é não houve tentativas de traumatizar ou enganar o espectador.

Derrubamos muitas lágrimas, mas no próximos instantes somos levados as gargalhadas graças a doçura e leveza de Philomena uma mulher que poderia ter todos as desculpas para ser uma pessoa dura, mas escolhe por um caminho diferente de viver bem a sua vida, mesmo com tudo o que lhe aconteceu.

Já Martin é motivo de risadas por um motivo diferente, ao resolver ajudar Philomena ele acaba tendo que aceitar o jeito dela e assim derrubar vários preconceitos besta como o de não gostar de romances, porque são livros para velhas viúvas, só para ter vários romances contados por Philomena durante vários momentos do filmes, sem nem mesmo ele pedir. Quem iria imaginar Martin?

Fico contente de pelo menos ter sido indicado para o Oscar, e assim ter mais notoriedade, porque é uma pequena joia, com um elenco estrelar e merece todas as homenagens e espectadores que ganhar.

Ficha Técnica:

Título original: Philomena

Gênero: Drama/ Comédia

Direção: Stephen Frears

Ano de Produção: 2013

Distribuição: PARIS FILMES

Tempo: 1h38min

Pipoca Salgada – Ela

Por , 27 de fevereiro de 2014 15:06

…And the Oscar Goes to: Dê os seus palpites no nosso Bolão do Oscar e concorra a ingressos para o cinema!

Participe!

Muito se fala de amores impossíveis, de tragédias que nunca acabam bem, de gueras de famílias e todos esses plots que já foram usados, rebuscados e jogados goela a baixo para os telespectadores de filmes, séries e programas de TV. Mas e quando o Homem se apaixona pela Máquina? E por mais chato que você pense que essa história seja, ELA ( que concorre entre outros prêmios, ao de Melhor Filme) surpreende e faz com que a audiência acredite que isso é possível.

her-ela-filme-posterEm um futuro não muito distante, o escritor solitário Theodore (Joaquin Phoenix) compra um novo sistema operacional desenhado para atender todas as suas necessidades.
Para surpresa de Theodore, começa a se desenvolver uma relação romântica entre ele e o sistema operacional. Essa história de amor não convencional mistura ficção científica e romance em um doce conto que explora a natureza do amor e as formas como a tecnologia nos isola e nos conecta.

Ela (Her no original) é um drama com cara de ficção-cientifica, mas que não se aprofunda nesse gênero e nem quer pertencer a ele. O futuro em que a sinopse fala, não sabemos em que data definida é, não temos carros voadores, não temos robores andando pelo mundo como se fosse humanos… Mas tem os Sistemas Operacionais ( detalhe que o nome do sistema é OS1!) muito além inteligente que as nossas assistentes pessoais Siri, ou Google NOW. Já o OS1 (ou Samantha para o Theodore), ajuda o usuário desde fazer pequisas até virar um amigo ou companheiro de vida, ele é desenvolvido para atender ao seu estilo de vida e personalidade. Parece absurdo lendo assim, mas não é.

Continue Lendo!

Bolão do Oscar 2014

Por , 26 de fevereiro de 2014 9:00

The 85th Academy Awards® will air live on Oscar® Sunday, February 24, 2013.

 

Você já conferiu os reviews dos filmes mais badalados do ano… Agora é a hora de fazer as suas apostas: afinal, quem vai levar o prêmio mais cobiçado do cinema?!

Bem-vindo ao Bolão do Oscar 2014 do Café com Blá Blá Blá!!!

Melhor filme, melhor diretor, melhor ator… Quais serão os profissionais renomados (ou não) que levarão as estatuetas para casa?

Bom, o resultado final será divulgado no dia 2 de março, direto do Teatro Dolby, em Los Angeles, durante a 86ª entrega do Oscar… Mas até lá, nós podemos especular!

Os nossos dois primeiro bolões foram acirrados! Categoria a categoria, os leitores do Café disputaram um par de ingressos para alimentarem o seu vício no cinema. E dessa vez não será diferente!!

Para participar é fácil: é só colocar o seu radar cinemaníaco para funcionar e fazer as suas apostas em quem você acha que levará a estatueta para casa! Quem acertar o maior número de vencedores será o ganhador do bolão!

“Mas pera aí… Eu vou ter que pagar para participar???”

Não! “Bolão” é um modo de falar… Você entra com os seus palpites e a gente entra com o prêmio: um par de ingressos para você conferir o seu filme preferido no cinema!

Lembrando que para validar a sua participação, você precisa seguir o @cafeblablabla no Twitter e curtir a página do Café com Blá Blá Blá no Facebook!

O vencedor deverá enviar os dados para cafecomblablabla@gmail.com em até três dias após a divulgação do resultado, com o filme desejado, a cidade, o cinema, o dia e horário no qual deseja assistir ao filme. A compra dos ingressos será realizada pelo site ingresso.com e o dono das entradas deverá imprimir o comprovante enviado pelo blog para entrar na sessão.

Se houver empate, o desempate será realizado contabilizando as categorias acertadas. Quanto mais relevante a categoria, mais pontos. Combinado?

Mas lembre-se! Você só pode preencher UMA VEZ o formulário com suas apostas, até o dia 01/03 (véspera do Oscar). Se enviar duas ou mais vezes, será automaticamente excluído, ok? Então pensem bem antes de escolherem os seus favoritos!

Preparado??? Confira os indicados e faça as suas apostas!!

 Inscrições encerradas!

Blá Blá Blá – O desacaso da Globo com os cinéfilos

Por , 25 de fevereiro de 2014 9:00

…And the Oscar Goes to: Dê os seus palpites no nosso Bolão do Oscar e concorra a ingressos para o cinema!

Participe!

oscar-awards

 

Em nossas cabeças, quando uma empresa adquire os direitos de uma obra, seja um livro, uma série ou uma música, se entende de que ela irá aproveitar para ter algum retorno do dinheiro gasto.

Mas se isso está bem claro para nós, para a Globo, isso não tem o mesmo peso, principalmente quando é ligado com algum tópico mais cultural, como a transmissão do Oscar.

 

Continue Lendo!

Pipoca Salgada – Capitão Phillips

Por , 23 de fevereiro de 2014 21:53

…And the Oscar Goes to: Dê os seus palpites no nosso Bolão do Oscar e concorra a ingressos para o cinema!

Participe!

O Oscar está quase ai, quase batendo à porta… E na loucura, comecei a minha pequena maratona dos filmes indicados ao prêmio na categoria ‘Melhor Filme’ desse ano. Confesso que dos nove filmes concorrentes a estatueta, só pretendo ver oito, dos quais eu já assisti quatro.

 

20617897Richard Phillips (Tom Hanks) é um comandante naval experiente, que aceita trabalhar com uma nova equipe na missão de entregar mercadorias e alimentos para o povo somaliano. Logo no início do trajeto, ele recebe a mensagem de que piratas têm atuado com frequência nos mares por onde devem passar. A situação não demora a se concretizar, quando dois barcos chegam perto do cargueiro, com oito somalianos armados, exigindo todo o dinheiro a bordo. Uma estratégia inicial faz com que os agressores recuem, apenas para retornar no dia seguinte. Embora Phillips utilize todos os procedimentos possíveis para dispersar os inimigos, eles conseguem subir à bordo, ameaçando a vida de todos. Quando pensa ter conseguido negociar com os piratas, o comandante é levado como refém em um pequeno bote. Começa uma longa e tensa negociação entre os sequestradores e os serviços especiais americanos, para tentar salvar o capitão antes que seja tarde.

 

Tom Hanks está de volta com mais um papel marcante para adicionar a sua incrível coleção, na pele do Capitão Phillips. O filme começa com cenas pacatas da vida de Phillips como: ele acordando, tendo diálogos com a mulher de assuntos rotineiros como o filho que não está se esforçando no colégio etc. Tudo isso é apenas um background para nos situarmos e entrarmos na pele do personagem, que é calmo, centrado e muito prudente.

 

Continue Lendo!

Sessão Pipoca – Os indicados ao Oscar 2014

Por , 22 de fevereiro de 2014 11:16

…And the Oscar Goes to: Dê os seus palpites no nosso Bolão do Oscar e concorra a ingressos para o cinema!

Participe!

20140213-12-years-a-slave-lego-posterCaptain PhilipsDallasgravityHerNebraskaPhilomenaTrapaça Wall street

Já estão se preparando para a festa que vai acontecer semana que vem?

Não estou falando do Carnaval, mas sim da mais importante cerimônia do cinema, o Oscar, que acontece dia 02 de março.

Sim, ele já foi mais influente, sim há vários ótimos filmes que não são nem indicados, e sim há muita politicagem, porém ainda é a noite mais esperava e com os prêmios mais disputados de toda a indústria porque ganhar um Oscar, ainda é ganhar um Oscar.

Ao contrário de outros anos, onde havia um grande favorito para todas as categorias, nesse ano lidamos com a indecisão e a imprecisão em quase todos os prêmios. Desde à canção original até ao prêmio mais desejado da noite, de Melhor Filme, há uma margem de erro para qualquer aposta.

Com uma pré-temporada recheada de ‘campanhas’ falando sobre a mã influência de O Lobo de Wall Street de Marin Scorcese, com toda a polêmica com Woody Allen e as opiniões diversas sobre os filmes e com uma publico votante de 6.000 pessoas, fica difícil definir com certeza, quem será o grande vencedor da noite.

E toda essa indecisão, é um prato cheio para quem for acompanhar a premiação, afinal surpresas e zebras faem qualquer entrega sem imperdível.

Aproveite essa semana para assistir os filmes que ainda faltam e assim conseguir descobrir qual seria o seu voto.

 

Confira os indicados!

Entre Páginas – Azul da Cor do Mar

Por , 20 de fevereiro de 2014 9:00

Esses últimos dias eu entrei numa tremenda ressaca literária, e não conseguia engrenar nenhuma leitura. Estava sentindo falta de uma boa história, bem ao estilo chick-lit para acalmar meu animo. Algo que acabei comentando com as meninas aqui do blog, foi exatamente essa falta de livros chick-lit e romances, pois fomos invadidos por uma série de livros que são ou romances eróticos ou drama. Comecei a fazer a conta e o último chick-lit que havia lido foi Procura-se uma Marido, há mais de um ano.

Em meio a este cenário entrei na livraria em busca de um livro que me tirasse do estupor de ressaca literária, e eis que encontro Azul da Cor do Mar da autora brasileira Marina Carvalho, em um bom lugar de destaque. Tendo amado o livro Simplesmente Ana, eu tinha certeza que eu iria adorar este livro. E não foi diferente!

AZUL_DA_COR_DO_MAR_1389027781P

ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez… A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa… E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.

Azul da cor do mar é tão apaixonante quanto Simplesmente Ana, ao ler as primeiras páginas já sabia que iria parar somente quando chegasse na última (por volta de 3h da manhã, favorecida pelo fim do horário de verão). Uma linda história de uma brasileira, e que se passa em Belo Horizonte, (não é para menos com uma autora mineira), e conta a história da mineira Rafaela, uma estudante do último ano de jornalismo que esta prestes a conseguir o estágio de seus sonhos.

Posso começar, digo que me apaixonei e me identifiquei muito com ela, realmente pude enxergar a universitária que fui um dia na pele desta personagem. Ela é centrada, inteligente, esperta e acima de tudo sem mi mi mi ao longo deste livro. Uma personagem extremamente real que qualquer pessoa pode se identificar, e além disso ela nunca desse do salto alto (literalmente).

A história é superempolgante, um prato cheio para um leitor que curte comédias românticas, mesmo com o clichê de os opostos que se atraem, a história não perde ritmo em momento algum. Os personagens coadjuvantes são bem desenvolvidos, e mesmo que a maioria não seja importante para a história é aquele diferencial que a torna mais completa.

Não posso deixar de falar dos mocinhos da história: Marcelo e Bernardo, dois jornalistas que entram na vida de Rafaela e que são extremos opostos um do outros. Como se comparassemos água com vinho, e fica dificil até para nós leitor decidir qual é mais perfeito para a protagonista.

Enquanto Marcelo é o perfeito cavalheiro, Bernardo é um ogro (muito bonito por sinal), que faz da vida de Rafaela um inferno. Mas como nós mulheres gostamos daquilo que é mais complicado, não é estranho nos vermos encantadas por Bernardo, afinal de contas todo ogro tem seu charme.

O romance deste livro ocorre em meio a construção da carreira de Rafaela, ou seja, nas salas de edições do jornal e na rua apurando crimes. O que é bem legal, pois traz ao livro um dinâmica muito boa, deixando de focar só no romance para construir o cenário do relacionamento. Então há brechas para muitas situações boas e ruins que acontecem no livro.

Não posso deixar de chamar atenção para algumas situações que ocorrem no livro, que não são factíveis e que ocorreram de forma muito rápida, sem contar que fugiram muito da realidade. Problemas esses que não vejo como empecilho para a leitura do livro, mas que podem incomodar algumas pessoas mais atentas.

Relevei estes pontos, pois não só o fato de o livro me tirar da ressaca literária, tenho certeza que Marina Carvalho já é uma das minhas escritoras favoritas, já tenho a certeza de que comprarei qualquer outro livro dela sem ao menos ler a sinopse, na certeza de estarei satisfeita após ler a última página do livro. É apaixonante, lindo e realista!

 

Ficha Técnica:

Título: Azul da cor do mar

Autor: Marina Carvalho

Editora: Novo Conceito

Páginas: 334

Avaliação: 5/5 estrelas

 

 

Entre Páginas – A Coisa Terrível que Aconteceu com Barnaby Brocket

Por , 17 de fevereiro de 2014 9:00

Um ponto podemos falar sobre John Boyne, esse irlandês sabe contar estórias como ninguém, e principalmente, sabe contar uma estória com uma lição profunda sem forçar a barra.

ber_barnabybrocketA família Brocket tinha muito orgulho de ser perfeitamente normal. Alistair, Eleanor e seus dois filhos moravam numa casa normal, num bairro normal, onde faziam coisas normais, sempre evitando que algo fora do comum pudesse acontecer. E assim levavam uma vida pacata e sem sobressaltos – até o dia em que Barnaby Brocket veio ao mundo.
Bastou o caçula nascer para todos perceberem que ele era um pouco diferente: logo que se separou do corpo da mãe, o bebê foi parar no teto do hospital… Ele flutuava! E aquela incapacidade de ficar com os pés no chão, que no começo parecia apenas uma esquisitice de criança, com o tempo se transformou num verdadeiro problema para seus parentes. Afinal, como seria a reação dos vizinhos quando descobrissem essa peculiaridade do filho mais novo dos Brocket? Barnaby virou motivo de vergonha.

E depois de longos oito anos, quando o caso parecia não ter mais solução, Alistair e Eleanor decidem dar um ponto final nesse sofrimento. O garoto é abandonado à sua própria sorte e começa a flutuar sem destino. Mas, assustado e surpreso com o que tinha acabado de acontecer, Barnaby mal sabia que esse era apenas o começo de uma viagem pelo mundo, em que conheceria lugares impressionantes e pessoas muito especiais – que, como ele, não eram tão normais assim.

 

Continue Lendo!

Entre Páginas – One Good Earl Deserves a Lover

Por , 17 de fevereiro de 2014 9:00

A Sabrina falou do primeiro livro da série Rule of Scrundels, A Rogue by Any Other Name e hoje vim contar para vocês sobre o segundo livro da série, que de quebra é o melhor livro da Sarah Maclean, nossa autora de romance histórico querida!

Sarah Maclean no Brasil Lady Philippa Marbury é diferente. A brilhante quarta filha do Marquês de Needham e Dolby se importa mais com livros do que com bailes, flora do que moda e muito mais com a ciência do que com a sociedade. Noiva do Lord Castleton, Pippa quer explorar uma parte escandalosa que ela ainda não viu antes do seu casamento. E ela sabe exatamente para quem perguntar: o alto, charmoso e inteligente contador do The Fallen Angel, o casino mais famosos de Londres, conhecido como o Sr. Cross.

Como qualquer boa cientista, Pippa quer fazer a sua pesquisa em campo e a reputação de conquistador de Cross, faz com que ele seja a escolha perfeita. Ela quer ciência sem emoção – a experiência de ser ‘arruinada’ sem a repercussão disso. E quem melhor para mostrar a ela essa experiência do que esse homem? Mas quando essa diferente e inexplicável mulher propõe o acordo para Cross, há mais do que tentação…e ele terá que fazer de tudo para resistir ao seus instintos e dar a lady exatamente o que ela quer.

Quando você começa a se interessar pelo gênero romance histórico, que muitas pessoas viram o rosto por considerarem livros bobos, um dos primeiros mitos que cai da sua cabeça é de que todas as estórias são iguais. Sim há alguns elementos chaves que sempre vão estar presentes, mas como ele são gerados, muda de acordo com o talento de cada autora.

E quando temos uma série promissora na mãe de uma escritora talentosa, ela parece que ter surpreender em cada livro? E é exatamente isso que Sarah faz com a estória de Pippa e Cross.

Pippa foi a mocinha mais surreal que já encontrei em livros do gênero. Acostumada a definir tudo em termos técnicos e com muita razão, ela busca em Cross, a forma perfeita de conhecer mais sobre vários detalhes da vida de casada, que ela está perto de começar com outro homem, sem ter a minima noção de que foi a pessoa mais perigosa que ela poderia perguntar. Como ela se considera muito estranha para ser considera uma tentação para qualquer homem, ainda mais o homem mais falado nos bailes da sociedade, ela não consegue enxergar que está indo direto para as presas de alguém irresistível.

Continue Lendo!