Posts com a tag:Pop

Nota Musical – Quem é Dua Lipa?

Por , 25 de setembro de 2017 12:12

Uma cantora inglesa de 22 anos, está causando na cena pop mundial e fazendo sucesso entre a galera antenada brasileira. Mas quem é Dua Lipa?

Dua Lipa 1

Ela chega no Brasil em menos de um mês, onde abrirá os shows do Coldplay no país e toca na mesma semana na Audio Club em São Paulo, com os ingressos já esgotados no primeiro dia de venda. Mas quem é Dua Lipa?

Dona de uma voz potente, essa jovem filha de pais imigrantes da Albânia, lançou o seu primeiro disco esse ano, mas já está ralando faz um tempinho.

Ela começou a chamar atenção ao postar os seus covers no You Tube e em 2015 assinou com a Warner Music.

Como de praxe com os jovens artistas, a Warner trabalha eles com EP’s, singles, parceiras e outros trabalhos, para assim os preparem para o lançamento do primeiro CD.

Continue lendo 'Nota Musical – Quem é Dua Lipa?'»

Nota Musical – Review Thank You, da Meghan Trainor

Por , 18 de maio de 2016 11:30

Meghan Trainor volta para mostrar que ela realmente merece o seu lugar.

Thank-You

Em 2014 parecia que ninguém do pop conseguiria disputar com o 1989 da Taylor Swift, ma a novata Meghan Trainor apareceu com a sua música All About That Bass e diferente do que todos pensaram, ela não parou por aí.

Uma música emendou com a outra, e de repente, parecia que só tinha música dela. Dois anos depois, ela volta com o seu segundo CD, mostrando que definitivamente não é um one hit wonder.

Continue Lendo!

Nota Musical – Review do CD Delirium, da Ellie Goulding

Por , 7 de novembro de 2015 9:00

Ellie Goullding - Delirium3

 

Se você acompanha o blog há algum tempinho você sabe eu virei fã de carteirinha da Ellie Goulding desde que conheci seu vocal rouco e envolvente em uma antiga edição do iTunes Festival, quando a cantora estava lançando o excelente álbum Halcyon.

Desde então, tenho acompanhado cada música, cada single e cada novidade que a Ellie divulga… inclusive seu novo álbum, Delirium, lançado na última semana. E a verdade é que eu não gostei.

Acredite, não é fácil para mim chegar aqui e atestar com todas as letras que eu detestei o CD novo de uma das minhas autoras favoritas. Mas é a mais pura realidade e vou explicar por quê.

 

Continue lendo!

Nota Musical: Review E.MO.TION de Carly Rae Jepsen

Por , 26 de agosto de 2015 12:05

carly-rae-jepsen-run-away-with-me

Geralmente somos muito curiosos com o pop nessa coluna.

Afinal, apesar de todos considerar um gênero ‘bobo’ é o bobo que nos acompanha em vários momentos que nos faz muitas vezes levantar da cadeira e dançar e como negar essa importância?

E fazemos o contrário disso, abraçando, gostando e declarando aqui todos que gostamos, mas também temos que falar do que não funciona e E.MO.TION, novo disco de Carly Rae Japsen,isso porque o que exatamente acontece.

O primeiro single do CD eu really really really didn’t like, mas até aí tudo bem. Quando em 2013, ela lançou o hino chiclete Call me Maybe eu cantei a plenos pulmões, porém não foi o bastante para gostar de I really really like you.

Continue Lendo!

Nota Musical – Eu ouvi uma música do One Direction e…gostei

Por , 12 de abril de 2015 11:05

A única boy band que tive amor mesmo foi o N’sync, mas uma música, uma única música me fez rever a minha opinião sobre o One Direction.

One Direction Night Changes

 

Eu gosto de Pop. Não vou pagar de indie descolada, bem longe disso.

Mas essas novas boy bands e galerinha nova que veio com o pop dos últimos me deixaram com um pé atrás. E nem é uma implicância com as suas músicas ou com o fato de muito não terem um talento tão aparente assim, mas porque as suas canções são feitas para estourar, tocar muito nas rádios e só.

Demora muito para vir um single com coração e uma qualidade artística.

Eu sei, para que gastar dinheiro com produtores conceituados do mercado e criar um álbum mais diversificado, se vende com o genérico? E para mim, as músicas do One Direction caiam nessa questão.

Até que ouvi Night Changes no novo álbum, Four, e após ter que escutar umas três vezes para ter certeza percebi que a música era muito bonita, muito bem feita e que trazia uma qualidade musical acima do que estava acostumada.

Ela tem todas as características que me fazem amar uma música, começar com um tom, mudar o ritmo durante e para o final e uma letra inspiradora!

Como não gostar de uma música que fala:

“Everything that you’ve ever dreamed of
Disappearing when you wake up
But there’s nothing to be afraid of
Even when the night changes
It will never change me and you”

Se você é fã da banda e acha que todas as músicas deles são maravilhosas, eu não tiro o seu direito nem o seu espaço, longe disso. Só que para mim, eram músicas que ouvia um momento ou outro e que esquecia imediatamente depois.

Mas essa não, e porque ela me tocou tanto fui ouvir o CD inteiro e me surpreendi (no bom sentido), apesar de nenhuma outra música de destacar como Night Changes é um álbum gostoso de ouvir.

Há um comentário rolando (entre a equipe do blog, mas está) que só foi eu falar que iria virar fã que um membro saiu da banda, o que apesar de ser exagerado, admito que sou uma pé frio, então posso ter tido uma parcela de culpa nisso.

Brincadeiras à parte, mas do que uma fanática por um gênero, eu amo música e se uma banda consegue chegar lá (seja ela indie, rock ou 1D) eu não vou negar ou fingir de conta que não gosto.

E a Thais já aceitou me acompanhar em um show quando a banda voltar! Vai ser uma experiência única, tenho certeza!

Nota Musical – Lilly Wood & The Prick

Por , 9 de agosto de 2014 9:00

Lilly

 

Aviso aos amigos: se você é daquelas pessoas apaixonadas por descobrir novas bandas e artistas, não baixe o Spotify! Acreditem, é perdição na certa!

Depois de me apaixonar pelo aplicativo de música mais legal de todos os tempos, passei a ficar horas navegando de um artista a outro – e, claro, criei uma playlists gigante com as novas descobertas.

Na cabeceira desta lista está Lilly Wood & The Prick, uma dupla francesa formada por Nili Hadida e Benjamin Cotto.

Os dois decidiram colaborar musicalmente em 2006, depois de um encontro em um café de Paris. A princípio, começaram a tocar sob o nome de Lilly and the What? e compartilhavam suas músicas no Myspace (quem nunca descobriu artistas nessa rede social? #sddsanos2000).

Apesar dos anos de carreira, a dupla só assinou o primeiro álbum em 2010, chamado Invisible Friends, que passou um tanto quanto “desapercebido” pelo cenário musical europeu. Em 2012, lançou o CD The Fight, que reúne alguns hits um pouco mais conhecidos…

Mas o reconhecimento só chegou mesmo dois anos depois, agora em 2014, depois que eles se uniram ao produtor alemão especialista em música eletrônica Robin Schulz, que repaginou um antigo sucesso de Invisible Friends, Payer in C.

E foi justamente através desta música que cheguei a conhecer a Lilly Wood & The Prick. A combinação da voz suave da Nili, com a batida contagiante de Schulz é viciante! Perdi a conta de quantas vezes a ouvi (e continuo ouvindo) no repeat!

A partir daí, passei a escutar as outras músicas da dupla e fui contagiada pelo seu som “folk pop”, principalmente do primeiro álbum. Indico demais para os fãs do gênero!

Destaque para Prayer in C, Hey, It’s Ok, Where I Want to Be (California), Middle of the Night e Cover My Face

 

 

 

 

Nota Musical – United State of Pop 2013: Living the Fantasy

Por , 5 de dezembro de 2013 10:00

Earworm 2013

 

Dezembro começa e, com ele, as retrospectivas.

Os livros mais queridos, os hits mais bombados, os artistas que se consagraram…

E, na cola, temos mais um mashup do DJ Earworm!

O DJ já é um velho conhecido nosso e bate carteirinha aqui no Café nos finais de ano. E não é para menos! O músico nos surpreende a cada edição do seu United State of Pop, que reúne, em uma só música, os hits que marcaram o ano!

A novidade é que a edição de 2013 saiu mais cedo do que o esperado… #TodosComemora!

Então… Aumente o som e deixe-se levar por essa retrospectiva musical!

 

 

Confira as 25 músicas remixadas nesta edição!

Aumenta o Som! – Novo single da Ellie Goulding!

Por , 5 de julho de 2013 9:00

Ellie-Goulding-Burn-2013-LQ

 

Sexta-feira, véspera de feriado… Parece que tudo anda mais devagar, não é mesmo?

Mas eu tenho o ingrediente certo para animar o seu dia: uma música alegre e contagiante, daquelas que é impossível ouvir apenas uma vez!

De que hit estou falando? Burn, o novo single da cantora inglesa Ellie Goulding!

Para quem não sabe, eu e a Fanny já viramos fã de carteirinha da artista e não tinha como não compartilhar esse som viciante com vocês!

Por isso, aumenta o som, relaxa na cadeira… E dê o play!

 

Nota Musical – Ellie Goulding

Por , 10 de dezembro de 2012 19:03

 

Para falar a verdade, não me lembro muito bem de como me deparei com as músicas da Ellie Goulding… Só sei que, de um dia para o outro, a cantora inglesa passou a dominar completamente a minha lista de reprodução!

Dona de uma voz “rouca” e agradável, a artista está na estrada há um tempo relativamente curto, mas já tem conquistado uma comunidade fiel de fãs pelo mundo inteiro.

Sua estreia se deu em 2009, quando ela assinou com a Polydor Records e gravou o seu primeiro EP: Na Introduction to Ellie Goulding, que já contava com alguns dos seus futuros “hits”. Porém, seu primeiro álbum oficial só foi lançado em 2010, com o nome de Lights – o curioso é que esse mesmo CD foi relançado no mesmo ano com outro título, Bright Lights.

E, a partir de então, suas músicas começaram a ganhar o mundo… Ellie conquistou o prêmio Critics Choice Award no BRIT Awards 2010 e passou a fazer parte do grupo de artistas a se apresentar no iTunes Festival (já falei dele aqui… lembram?) – inclusive, na sua apresentação deste ano no festival, a cantora apresentou as músicas do seu novo álbum, Halcyon, lançado em 2012.

Portanto, se você está procurando por músicas agradáveis, com um pé no pop eletrônico, Ellie Goulding é presença indispensável na sua playlist!

Destaque para Lights, Wish I Stayed, Under the Sheets, Believe Me, Figure 8, Only You e I Know You Care.

 

 

Nota Musical – The Wanted e One Direction

Por , 30 de março de 2012 17:02

Tudo começou a muito tempo atrás, lá pelos anos 80, com o surgimento das primeiras boybands, que deixavam as garotas doidas com suas letras melosas e suas conções chiclete. Porém, foi no final dos anos 90 que a coisa ficou séria, com a vinda de centenas de boybands (e também girlbands) que venderam milhões e milhões de CD’s. Porém, no meio do século XXI a coisa foi perdendo a força e a maioria das bandas se desfizeram. Muitos tentaram fazer carreira solo, porém poucos conseguiram se dar bem. (O que foi o caso do Justin Timberlake).

E agora, em pleno ano de fim de mundo, parece que a coisa está voltando à tona. Foi lá na Inglaterra, onde o sucesso das boy e girlbands nunca havia acabado, que onde surgiu essas 2 boybands que estão vindo com toda a força.

 

THE WANTED

Para quem acha que a boyband é nova, está muito enganado! O trabalho do grupo começou em 2009 com o lançamento de seu primeiro albúm, intitulado “The Wanted”, com a produção de nada mais, nada menos que Guy Chambers, Taio Cruz e Steve Mac. Formada por Max George, Nathan Sykes, Siva Kaneswaran, Jay McGuiness, Tom Parker, seu primeiro single de grande sucesso foi “All Time Low”, onde permaneceu 17 semanas no top 40 do Reino Unido. Depois de tentar emplacar outros singles como “Heart Vacancy”, que chegou em 2º lugar nas paradas, e “Lose My Mind”, que teve até direito de performace no X-Factor, eles deram um tempo e voltaram ao estúdio em 2011 para lançar seu 2º albúm, denominado “Battleground”. Este 2º albúm teve como 1º single a música “Gold Forever”, que não obteve muito sucesso. Então eles lançaram o 2º single deste novo albúm, “Glad You Came”. Foi com esse single que eles sairam do Reino Unido e foram parar nas paradas da billboard, e da billboard conquistaram o mundo.

 

ONE DIRECTION

A boyband One Direction, também conhecida como 1D, formada por Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan e Zayn Malik, ficou conhecida após participar do concurso que é o “American Idol” dos Ingleses, X-Factor. Eles começaram como competidores solos e no final da competição se juntaram e formaram o grupo. Mas isso não foi o suficiente para chamar a atenção do público, pois ficaram em 3º lugar. Porém, não charam atenção somente dentro do programa. Após saírem, lançaram a canção “What Makes You Beautiful”, e alcançaram a 1ª posição na parada de single do Reino Unido e então lançaram seu primeiro albúm, entitulado “Up All Night” que foi o 16º mais vendido no Reino Unido em 2011, com 468 mil cópias. Lançado há poucas semanas nos Estados Unidos, o CD “Up All Night” vendeu em uma semana 176 mil cópias, deixando pra trás nomes como Adele, Bruce Springsteen e Drake, e seu single “What Makes You Beautiful” está ganhando força e já é 11º mais tocado essa semana na Billboard. Além disso, a séria Glee fará um cover da música em um de seus episódios que estão por vir.

 

Considerações Finais

Infelizmente, devido a alguma semelhanças entre os grupos, já começaram as fofocas de que os dois são rivais, o que já foi NEGADO pelas 2 bandas.

Vendo o sucesso dessas bandas ao redor do mundo, já foram anunciadas as voltas de conjuntos como SClub 7, Atomic Kitten e 98 Degrees. Será que esse ano voltaremos a ver o mundo recheado de POP mais uma vez?