Posts com a tag:YA

Entre Páginas – A História do Futuro de Glory O’Brien

Por , 22 de junho de 2017 12:35

Esse foi o terceiro livro que li da A.S. King. E foi: diferente, revelador e…o melhor.

Resenha A História do Futuro de Glory O'BrienO fim do ensino médio é uma época de possibilidades infinitas – mas não para Glory O’Brien, uma jovem norte-americana que não tem nenhum plano para o futuro. Sua mãe cometeu suicídio quando Glory tinha apenas 4 anos, e ela nunca parou de se perguntar se seguiria o mesmo caminho… Até que numa noite transformadora ela começa a experimentar um novo e surpreendente poder que lhe permite enxergar o passado e o futuro das pessoas.

De antepassados a muitas gerações futuras, a jovem é bombardeada com visões – e o que ela vê pela frente é aterrorizante: um novo líder tirânico toma o poder e levanta um exército. Os direitos das mulheres desaparecem. Uma violenta segunda guerra civil explode. Jovens garotas somem diariamente, vendidas ou confinadas em campos de concentração.

Sem saber o que fazer, Glory decide registrar todas as suas visões, na esperança de que a sua História do Futuro sirva de alerta e evite o que vem por aí.

Mas será que as pessoas vão acreditar nela? Será que estarão dispostas a fazer o que é necessário para impedir a concretização daquele destino medonho?

Durante muitos anos, YA foi meu motor condutor de leituras. Se era YA, estava na minha lista, esperando para ser devorado.

Foi assim por um bom tempo, mas nos últimos 2 anos fui mudando as minhas direções. Ainda amo YA com todo o meu coração, só que agora escolho a dedo os que vou ler, exatamente para não me decepcionar.

Continue Lendo!

Entre Páginas – Os 13 porquês

Por , 5 de abril de 2017 18:25

A série estreou, as polêmicas apareceram, mas o livro continua um marco.

os 13 treze porques thirteen reasons why jay asher[5]Clay Jensen chega em casa da escola, e encontra uma caixa misteriosa com seu nome, bem em frente ao seu portão. Dentro, ele encontra sete fitas cassetes que foram gravados por Hannah Baker – sua colega de classe que tinha uma queda – que cometeu suicídio duas semana antes. Nas fitas, Hannah explica que é a há 13 razões porque ela decidiu acabar com a sua vida. Clay é uma delas. Se ele escutar, ele irá descobrir o porque ele está na lista.

Asher, em seu romance de estreia, revela um cruel e sincero, lado da vida dos adolescentes e das vítimas de Bullying, e para alguém que está começando nessa carreira, encontra um ponto muito consistente de narração, sem cair no piegas, mas também sem deixar que situação seja vista friamente por nós, leitores.

Bullying.

É quase impossível não encontrar alguém que não passou por essa situação, mesmo aqueles que nunca pisaram em uma escola sofre com esse tipo de violência, seja por parte de amiguinhos ou até mesmo irmãos e primos.

Continue Lendo!

Entre Páginas – Todo Mundo Vê Formigas

Por , 18 de janeiro de 2017 19:45

Só li um livro de YA em 2016, e escolhi o livro certo para ler: a história de A.S. King é muito especial.

1421-20161014093208A 1ª coisa que você precisa saber é que tudo o que eu fiz foi uma pergunta idiota.

A 2ª coisa que você precisa saber é que essa pergunta idiota me trouxe muitos problemas com Nader McMillan, o cara que faz bullying comigo desde que eu tinha 7 anos. E uma semana atrás ele pegou bem pesado comigo. Foi aí que eu comecei a ver formigas.
A 3ª coisa que você precisa saber é que meu avô Harry desapareceu durante a Guerra do Vietnã e nunca foi encontrado. Então, todas as noites, eu tento resgatá-lo da sua prisão na selva em meus sonhos. Mas nunca consigo.

A 4ª coisa que você precisa saber é que minha mãe é uma lula e meu pai, uma tartaruga. Ela tenta afogar os seus problemas nadando o dia todo em uma piscina pública, e ele nunca está por perto e desaparece dentro da casca no primeiro sinal de confronto. Então, se juntarmos Nader McMillan, a minha pergunta idiota, vovô, e tudo o mais na minha vida, somos só eu e as formigas.

Eu amo ler YA. Para mim é um gênero que não recebe toda a atenção e carinho que merecia do público.

Isso sendo dito, ano passado eu não tinha lido nenhum livro desse gênero até nas últimas semanas de dezembro, e se não tivesse pegado o Todo Mundo Vê Formigas da A.S. King ia fechar o ano sem.

Mas se tive que ler só um livro, que bom que foi esse.

Já havia lido o outro livro publicada da King no Brasil pela Editora Gutenberg, Os Dois Mundos de Astrid Jones (Leia Review AQUI!), mas não estava preparada para tudo que lida tinha a dizer nesse livro.

A história parece ser simples e bem leve, mas a medida que vamos entrando na vida de Luck, vamos entendendo a profundidade da história que estamos lendo. Luck tem problemas com bullying, sem namorada e não consegue se conectar com o pai, enquanto sente uma ligação gigante com o avó que nunca conheceu.

Continue lendo 'Entre Páginas – Todo Mundo Vê Formigas'»

Entre Páginas – Cinder & Ella

Por , 11 de agosto de 2016 10:00

Quando li uma noticia de que a editora Pandorga lançaria um livro chamdo Cinder & Ella, não resisti e fui ler a sinopse do livro, afinal de contas sou apaixonada por releituras de contos de fadas.

Bastou ler a sinopse do livro para me apaixonar por ele e adquirir um exemplar (santo Kindle e suas entregas rapidas), em menos de 5 minutos já estava iniciando a leitura, e posso dizer querido leitor que a partir do momento que iniciei a leitura, só terminei quando cheguei na última página.

CINdER E ELLAElla Rodriguez sofreu um terrível acidente de carro, na qual perdeu sua mãe e a deixou incapacitada e com diversar cicatrizes, mudando radicalmente sua vida. Agora, após 8 meses de recuperação ela esta indo morar com o pai que sempre esteve ausente, a madrasta e enteadas. Ella perdeu todos que amavam, mas precisa convencer a todos que esta bem para poder ir viver sozinha, mas ela terá que provar a todos que é fisica e mentalmente capaz de lidar com a sua nova realidade. O problema é que ela não está pronta ainda e única maneira que ela pode pensar em começar a curar é reconectando-se com a única pessoa que restou no mundo que já significou algo para ela, seu melhor amigo online, Cinder….  a sensação de Hollywood Brian Oliver tem uma reputação de ser problema. Há um grande buzz em torno de seu desempenho em seu próximo filme The Druid Prince, mas a sua equipe de gestão diz que não vai fazer a transição de galã adolescente a ator sério a menos que possa provar que ele deixou seus dias selvagens para atrás e se tornou um adulto maduro . A fim de apagar as chamas na reputação de bad-boy de Brian, sua gestão arma um noivado falso para ele sua co-estrela Kaylee. Brian não está feliz com o arranjo, ou sua falsa noiva, mas decide que ele vai sofrer com isso, se isso significar uma indicação ao Oscar. Mas um e-mail de surpresa de um velho amigo da internet muda tudo.

 

Continue lendo 'Entre Páginas – Cinder & Ella'»

Entre Páginas – Uma Canção de Ninar

Por , 4 de agosto de 2016 10:00
Sarah, minha querida, porque tens que escrever livros tão realistas? Porque cada vez que eu leio um livro seu, eu paro para repensar os valores da minha vida?
Quando eu comprei Uma Canção de Ninar, achei novamente que ia ser mais um YA Book, principalmente depois de ler a sinopse. E também porque esse foi o primeiro livro que a Sarah lançou, então talvez pensei que no começo ela só escrevia livros “comuns”.
Uma cançao de ninarRemy não acredita no amor. Sempre que um cara com quem está saindo se aproxima demais, ela se afasta, antes que fique sério ou ela se machuque. Tanta desilusão não é para menos: ela cresceu assistindo os fracassos dos relacionamentos de sua mãe, que já vai para o quinto casamento. Então como Dexter consegue fazer a garota quebrar esse padrão, se envolvendo pra valer? Ele é tudo que ela odeia: impulsivo, desajeitado e, o pior de tudo, membro de uma banda, como o pai de Remy — que abandonou a família antes do nascimento da filha, deixando para trás apenas uma música de sucesso sobre ela. Remy queria apenas viver um último namoro de verão antes de partir para a faculdade, mas parece estar começando a entender aquele sentimento irracional de que falam as canções de amor.

Continue lendo 'Entre Páginas – Uma Canção de Ninar'»

Entre Páginas – Love you, Hate you, Miss you

Por , 25 de julho de 2016 9:00

Eu amo YA. E livros como Love You, Hate You, Miss You da Elizabeth Scott é que faz esse amor crescer.

love-you-hate-you-miss-you1Amy tem 16 anos e está em uma clinica de reabilitação, é assim que começa o livro, sem maiores explicações, com ela narrando em forma de carta para Julia.

No começo não sabemos quem é a Julia e porque Amy está escrevendo uma carta para ela, mas aos poucos vamos conhecendo as duas.

A protagonista, não é uma menina adorável, nem muito comunicativa, na verdade a única amiga dela era Julia e assim mesmo as duas aprontavam bastante, ela não passou por uma fase ruim por isso não se qualificaria muito como um modelo, e agora ao sair da clinica nem está alegre com o fato de ter que encarar a preocupação de seus pais, que antes eram muito distantes.

Aos poucos, Amy conta como ela sempre bebia em festas porque não se sentia adequada, não se sentia muito bonita ou interessante, e ela conta como perdeu Julia, e vai revelando como ela se sente profundamente responsável por isso, o sentimento de culpa dela por ter perdido a amiga é avassalador.

Continue Lendo!

Entre Páginas – Namorado de Aluguel

Por , 28 de abril de 2016 9:08

 

Namorado de Aluguel seria um filme perfeito para a sessão da tarde, com todos os dramas adolescentes (americanos lógico).

NAMORADO DE ALUGUEL

Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.

Continue lendo 'Entre Páginas – Namorado de Aluguel'»

Entre Páginas – O Apanhador no Campo de Centeio

Por , 1 de outubro de 2015 12:05

BBW-banner_6_WEB

O apanhador no campo de CenteioHolden Caulfield é um estudante de 16 anos, que após ser expulso do colégio interno, perto de Nova York, resolve passar o final de semana na cidade, mas evitando contar para os pais , ele decide ficar em um hotel.

Nesse final de semana, ele vai reencontrando com várias pessoas ( menos os pais) e tenta de algumas forma encontrar um sentido para a sua vida.

 

 

 Banned Book

Considerado um dos mais livros americanos mais controverso, O Apanhador no Campo de Centeio foi proibido em diversas escolas e estados ao longo dos anos desde a sua publicação, devido os diversos palavrões e citação ao alcoolismo e prostituição.

Opinião do Café: Sim, o livro tem todos os pontos listados acima, e não é o melhor livro já escrito, mas tem algumas passagens válidas e por realmente situar os adolescentes em uma posição, acaba tornando importante para qualquer um que tenha interesse nos YA’s.

Eu vou contar o que me atraiu para ler esse livro: Curiosidade, uma curiosidade mórbida.

O apanhador no Campo de Centeio, carrega a sina de ser um livro que influencia de uma forma não muito positiva gerações. Ele foi o livro que influenciou o assassino de John Lennon e do cara que tentou assassinar Ronald Regan. Todos admitiram que o livro foi o responsável.

Mas porque esse livro marcou tanto?

Ele foi o primeiro livro a mostrar e definir a adolescência. Antes do seu lançamento em 1945, a adolescência, era considerada só uma fase transitória entre a infância até a chegada da vida adulta.

Continue Lendo!

Entre Páginas – Uma História de Amor e TOC

Por , 20 de julho de 2015 12:05

Quando eu peguei o livro apesar da sinopse eu não sabia o que encontrar, e a surpresa foi bem agradável.

Uma História de Amor e TOCBea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de… garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor… e TOC.

Ok, sabia qual era história, mas assim como muito YA’s por aí, Corey Ann Haydu cria uma história tocante e com a dose certa de drama, triplicados por causa dessa fase tão complicada.

Quer dizer, adolescência já é difícil por si só, imagina passar por ela e ainda ter que enfrentar outras batalhas como a de Bea com o TOC ou a de Beck com a compulsão por limpeza e academia.

Continue Lendo!

Entre Páginas – Por que Indiana, João?

Por , 28 de maio de 2015 14:38

Por_que_Indiana_João

O que eu mais gosto na vida é quebrar a cara mesmo, juro que não tinha a mínima vontade de ler esse livro. Não sei se foi pelas pessoas que o liam, se foi pela capa (EU ACHO LINDA) ou por outro fator qualquer, mas o fato é que a vontade mesmo era zero. Graças à uma promoçao de um site consegui ele por R$9,90 e foi a deixa para querer ler, a síndrome de consulmismo batendo né? Tudo sei que assim que chegou só abri uma única página para avaliar e quando vi já estava no meio do livro e nem percebi.

Você pode pensar que, aos quinze anos, João já deveria estar acostumado com provocações, apelidos e humilhações. Afinal, ele é um típico adolescente deslocado e tímido. Alvo perfeito para a ira dos valentões e para o desprezo das garotas. Mas sua vida muda completamente quando reage a um ataque de seu maior algoz. O golpe de sorte que derruba o valentão é gravado e vira hit na internet. João se vê finalmente admirado, respeitado e seguro. Mas tudo tem seu preço e João vai aprender qual o peso que suas escolhas podem ter não só sobre sua vida, mas sobre as vidas de todos ao seu redor.

Como eu disse no começo comecei a ler o livro e logo de cara já fui até a metade sem nem perceber. E o trunfo além da ótima escrita do autor é o ambiente em que o livro é narrado, nada além do Ensino Médio amado por uns e odiado por outros. Foi impossível não lembrar com um gosto de saudade dos meus tempos de escola, porque tudo o que o João vive no livro eu já vi pessoas vivendo, tanto as partes boas quanto as partes ruins.

O tema central do livro é o bullying e ele foi muito bem abordado pelo autor, e conseguiu que não caísse na mesmice que alguns livros caem, e transformou um livro que tinha tudo para ser simples em uma história emocionante e verdadeira. Sério, só li verdades.

Por ser o livro de estréia do Danilo senti muita firmeza na escrita, com tudo coerente e certo. E a escrita dele é tão fluida que é muito fácil você terminar o livro sem nem perceber e no mesmo dia. Só notei um errinho de continuidade que não atrapalha a história e nem nada, só fui chato e notei isso.

Adorei o livro de verdade e ele é 5 estrelas fácil. Todos os elementos nele são incríveis e me fez relembrar aquele tempo bom de colégio, onde os nossos problemas por menor que fossem se tornavam gigantes. Quero ler mais livros legais assim, ah quase ia esquecendo que o plot central do livro me lembrou bastante outro livro nacional sobre bullying e uma história real, “Diário de Classe“. Dê uma chance à esse livro, tenho certeza que vai terminar ele com uma ótima sensação.

Ficha Técnica:

Livro: Por que Indiana, João?

Autor: Danilo Leonardi

Editora: Giz Editorial

Nota: 5 estrelas