Pipoca Salgada – (Des)encontro Perfeito

Por , 24 de março de 2017 8:30

Depois de muito procurar, encontramos uma comédia romântica de encher o coração.

manup

Nancy (Lake Bell) tem 34 anos de idade e leva uma vida fracassada no amor. Quando ela viaja a Londres para o aniversário de casamento de seus pais, conhece Jack (Simon Pegg), que confunde Nancy com a garota que ele está esperando para um encontro às cegas. Sem desfazer a confusão, Nancy assume a identidade da garota que Jack esperava, e passa uma ótima noite ao lado do pretendente. Mas uma hora a mentira vai ser descoberta…

Alguns anos atrás, falamos AQUI como era difícil encontrar novas comédias românticas. As única novidades era que e tivesse algum filme do final de década de 90 e começo da década de 2000 que ainda não tivéssemos vistos.

 

Continue Lendo!

Nota Musical – Review de Divide do Ed Sheeran

Por , 22 de março de 2017 8:00

ed-sheeran-divide

 

A Sabrina e a Fanny discordam em muitas (MUITAS) coisas, mas quando o assunto é Ed Sheeran elas são unânimes: Divide é um p*t$ CD BOM!

Quando o músico apareceu no Brasil há dois anos, ele ainda era apenas mais um cantor inglês que fazia canções para as menininhas. Ainda assim o seus dois shows realizados no Espaço das Américas, em São Paulo, lotaram em poucos dias – e é claro que as três mulheres desse blog estavam lá para conferir…

A Thais gostou, mas nós amamos. O show permaneceu em nossa memória durante muito tempo, e foi necessário ouvir Thinking Out Loud muitas vezes para finalmente nos cansarmos da música (isso aconteceu em meados de 2015 e até agora ainda temos que ouvir a música tocar todo dia no rádio).

Sheeran volta a o Brasil no final de maio deste ano, agora já com o status de “estrela”, tocando em estádio de futebol e tendo certeza que pelo menos uma vez na vida algum brasileiro já escutou a sua música no rádio ou na novela.

Divide, é o terceiro CD de sua carreira e, em seu novo trabalho, o cantor consolida o que conseguiu conquistar com X.

 

Continue Lendo!

Entre Páginas – Não era você que eu esperava

Por , 21 de março de 2017 8:00

Hoje é celebrado o Dia Internacional da Síndrome de Down.

E, para celebrar a data, nada melhor do que conhecer uma obra sensível e honesta, que narra a história de um pai que descobre que sua filha possui a Síndrome – e como ele migra do medo à fúria, da frustração ao amor.

Esse é o mote de Não era você que eu esperava, uma graphic novel autobiográfica escrita e ilustrada pelo francês Fabien Toulmé.

 

Não era você que eu esperavaComo lidar com uma filha com deficiência?

Nesta graphic novel autobiográfica, Fabien Toulmé fala com emoção, humor e humildade sobre um encontro inesperado de um pai com sua filha que possui Síndrome de Down.

O casal enfrenta o nascimento de uma criança especial. É como uma tempestade inesperada, um furacão. Quando a menina nasce com a síndrome, até então não diagnosticada, a vida de Fabien desmorona. Indo da fúria à rejeição, da aceitação ao amor, o autor fala sobre a descoberta de como é ser diferente.

 

Continue Lendo!

Entre Páginas – A Redoma de Vidro

Por , 20 de março de 2017 19:18

Há livros que necessitam que a leitura aconteça no momento certo. E foi isso que aconteceu comigo e A Redoma de Vidro de Sylvia Plath.

A Redoma de Vidro Resenha

Dos subúrbios de Boston para uma prestigiosa universidade para moças. Do campus para um estágio em Nova York. O mundo parecia estar se abrindo para Esther Greenwood, entre o trabalho na redação de uma revista feminina e uma intensa vida social. No entanto, um verão aparentemente promissor é o gatilho da crise que levaria a jovem do glamour da Madison Avenue a uma clinica psiquiátrica.

A narrativa é inspirada nos acontecimentos do verão de 1952, quando Silvia Plath tentou o suicídio e foi internada em uma clínica psiquiátrica.

Muitas questões de Esther retratam as preocupações de uma geração pré-revolução sexual, em que as mulheres ainda precisavam escolher se priorizavam a profissão ou a família, mas “A redoma de vidro” segue atual.

Parece que faz (e realmente faz) mais de uma década que vi Kath sentada em uma cadeira no começo de 10 Coisas Que Odeio em Você, lendo esse livro.

Na época, obviamente, eu era muito nova para entender ou linkar uma coisa a outra, mas ficou gravado na minha memoria esse primeiro contato, mesmo que superficial com o livro. Anos se passaram e nos últimos anos me peguei muitas vezes me perguntando porque ainda não havia lido esse livro, e me exigindo para fazer.

Mas de uma vez ano passado, falei para a Sabrina aqui do blog para lermos naquele momento, mas algo sempre acontecia ou tínhamos outras prioridades.

Continue Lendo!

Pipoca Salgada – A Bela e Fera é perfeito

Por , 19 de março de 2017 18:42

Revisitar um clássico pode ser perigoso, mas a versão em carne e osso de A Bela e a Fera conseguiu (THANK GOD!!) ser tudo o que deveria ser. a-bela-e-a-fera-critica-760x428

Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana.

Há várias coisas que eu tenho MUITA EXPECTATIVA, e por isso, fico MORRENDO DE MEDO.

Quando a Disney, anunciou que faria uma versão de A Bela e a Fera com atores de verdade, eu fiquei muito feliz. Afinal, de todos os contos de fadas da Disney, esse sempre foi o meu favorito de todos.

E eu não estou sozinha nisso. Toda a história de aprender a amar apesar das aparências e ser generoso com as pessoas, encantou a maioria das mulheres da minha geração. 8 a cada 10 mulheres responderam que o seu desenho favorito de princesa é a A Bela e a fera (digo mulheres, porque as meninas de hoje em dia vão ser profundamente afetadas por Frozen).

Continue Lendo!

Café Irlandês – 6 mulheres dos livros que são inesquecíveis

Por , 14 de março de 2017 12:40

cafe irlandes

O dia das mulheres foi em 8 de março, mas como todo o dia é dia de celebrar a força da natureza que é uma mulheres.

Listamos 6 exemplos de personagens femininas que fazem parte de toda a graça dos seus livros. Sem elas, esses livros poderiam ser chatos, previsíveis e até muito curtos.

 1 – Mother of Dragons – Guerra dos Tronos

Jon Snow é importante, mas já imaginou essa história sem Daenerys Targaryen?

tumblr_om36spHzKF1w2mt6co1_500

 

2 – Arya – Guerra dos Tronos

Ou sem Arya? Que rala muito nessa história exatamente por ser uma menina.

tumblr_ogun8cvVV91s5m21go4_250

3 – Éowyn de O Senhor dos Anéis

Frodo e cia conseguiram vencer muitos inimigos, mas Éowyn mostrou que às vezes é necessário uma mulher para fazer um trabalho.

tumblr_lv45cimRhT1qci0cso2_500

4 – Capitu de O Dom Casmurro

Para o bem ou para o mal, Capitu define uma história que não teria a menor graça sem ela.

tumblr_nszitlENhL1s00s8zo3_250

 

5 – Hermione, Mrs Weasley e Professora McGonagall  de Harry Potter

Tenho as minhas dúvidas (Grandes dúvidas)se Rony e Harry teriam sobrevivido sem elas.

tumblr_oled8jiquu1t2sh34o4_250 tumblr_ol6di3uk5k1vmbamko2_500                                                tumblr_ol3ab8SRDi1w5pcogo8_r1_400

 

6 – Bathsheba Everdene de Longe Deste Insensato Mundo

Nesse mundo, há muitos exemplos de mulheres fortes que ainda são levadas pela sua emoção. Bathsheba não é perfeita ou a mais centrada, mas é uma força da natureza que abala um mundo masculino e os leitores.

tumblr_o4rozfXvNe1tuwaido1_500

 

Entre Páginas – Pulso

Por , 13 de março de 2017 22:18

Julian Barnes: A diferença que um ano faz.

pulso

Pulso reúne histórias sobre amor e amizade, perda e saudade, ligadas por um ritmo comum: do corpo, do amor, do sexo, da doença e da morte. Do familiar ao extraordinário, de acontecimentos privados a fatos históricos, de encontros a desencontros de amigos ou de amantes, as histórias narradas em Pulso ressoam e possuem brilho próprio.

Lançado originalmente em 2011, Pulso apresenta 14 contos, divididos em duas partes. Na primeira reúnem-se os relatos mais ágeis, escritos praticamente à base de diálogos, sempre cortantes e surpreendentes.

Os contos de Pulso – divertidos, ousados, inventivos, iconoclastas, originais – comprovam que Julian Barnes é hoje um escritor com perfeito domínio de seu ofício, capaz de compor um livro com histórias curtas que, sutilmente ligadas entre si, possui invejável unidade de temas e tratamentos.

Há um pouco menos de 8 meses eu descobri o poder das palavras de Julian Barnes (leia AQUI)  e desde então, ele está na minha lista de prioridades. Tanto que depois do primeiro já resenhei mais dois livros de, O papagaio de Flaubert  e De Frente para o Sol.

E hoje, volto novamente para falar do quarto livro dele que leio nesse meio tempo, e como a cada leitura esse escritor inglês vai me conquistando e me fazendo perceber uma nova faceta do seu trabalho.

Continue Lendo!

Blá Blá Blá – Sou Feminista

Por , 8 de março de 2017 18:39

feminism

Pensei muito em escrever esse texto, mudei mil vezes o título e ainda tenho a impressão que posso me arrepender de declarar com todas as palavras nessa posição. Mas há alguns momentos, em que é preciso defender o que você acredita. E aqui está.

Dia das Mulheres é muito bonito, tocante e com um significado importante. Só que ao longo do dia você encontra online e pessoalmente alguns comentários que podem não ter um cunho maldoso, mas que deixa bem claro: Para que um dia só para as mulheres?

Continue Lendo!

Nota Musical – Catfish and the Bottlemen #CafenoLolla

Por , 6 de março de 2017 12:36

Com um nome estranho e ao mesmo tempo dentro dos ‘parâmetros’ para se nomear um grupo indie, Catfish é um grande representante desse ritmo no Lolla de 2017.

2015CatfishAndTheBottlemen_Press_230115-1

Quando se fala de indie rock, a presença de The Strokes no Lollapalooza, que acontece nos dias 25 e 26 desse mês, parece ser o nome certo para atrair esse público.

Sim, como os grandes dessa vertente, Strokes mesmo não entregando mais a mesma qualidade, continuam sendo os pioneiros, os principais, mas há espaço para quem está chegando, exatamente porque o público permite ( e quer) isso.

Continue lendo 'Nota Musical – Catfish and the Bottlemen #CafenoLolla'»

Pipoca Salgada – O Inesquecível Oscar de 2017 e o Ganhador do Bolão #CafenoOscar

Por , 2 de março de 2017 23:10

A festa foi pontuada de momentos políticos e quebrou alguns recordes, até os negativos.

Não vamos falar DAQUELE momento. Ele já foi comentado demais.

oscars-2017-5409-234

Continue Lendo!