Entre páginas – Queda de gigantes

“Achou incrível que eles conseguissem ficar tão alegres em meio a uma carnificina daquelas. Que criaturas estranhas eram os homens.” Sabe quando você já tem um livro há anos na sua coleção, te julgando da estante e esperando aquele momento especial em que você finalmente irá iniciar essa leitura? Esse é o caso de Queda de gigantes, do autor Ken Follett, conhecido por seus romances … Continuar lendo Entre páginas – Queda de gigantes

Leggendo gli italiani – A amiga genial

“(…) você é minha amiga genial, precisa se tornar a melhor de todos, homens e mulheres.” Desde que A amiga genial, de Elena Ferrante, ganhou as prateleiras brasileiras, em 2015, eu vinha ensaiando a sua leitura. Já havia, inclusive, começado a lê-lo há alguns anos, mas, por alguma razão desconhecida, não havia conseguido me conectar direito com a obra e resolvi tentar em uma oportunidade … Continuar lendo Leggendo gli italiani – A amiga genial

Entre páginas – Corte de Asas e Ruína

“Mas isso é guerra. Não temos o luxo de ter boas ideias, apenas de escolher entre ideias ruins.” Depois da montanha russa de emoções que foi a leitura de Corte de Névoa e Fúria, chegamos ao último volume desse arco da série iniciada com Corte de Espinhos e Rosas: Corte de Asas e Ruína. Me refiro a “arco”, porque este livro encerra a trilogia de … Continuar lendo Entre páginas – Corte de Asas e Ruína

Entre páginas – Corte de Névoa e Fúria

“Às pessoas que olham para as estrelas e desejam.” Depois de me surpreender bastante com Corte de Espinhos e Rosas, da Sarah J. Maas, decidi seguir na leitura de Corte de Névoa e Fúria (Court of Mist and Fury – ACOMAF), o segundo livro da série… E que leitura de tirar o fôlego, meus senhores! A história sem dúvida deu uma guinada neste volume, com … Continuar lendo Entre páginas – Corte de Névoa e Fúria

Entre páginas – 84, Charing Cross Road

“It is the loveliest old shop straight out of Dickens, you would go absolutely out of your mind over it.” Já faz um certo tempo que ouvia falar de um pequeno e notável livro que pretendia ser uma espécie de bálsamo para os amantes de literatura. Contudo, a versão em português de 84, Charing Cross Road – batizada por aqui com o terrível e inapropriado … Continuar lendo Entre páginas – 84, Charing Cross Road

Entre páginas – Um corpo na biblioteca

“Oh, que coisa horrível, há um corpo na biblioteca”. É engraçado como as nossas leituras às vezes são cíclicas… Agatha Christie foi uma das primeiras autoras que li. Minha mãe já era fã de seus romances policiais muito antes de eu nascer e me lembro, desde pequena, de insistir com ela para que me deixasse ler aqueles livros de capa colorida que ela conservava em … Continuar lendo Entre páginas – Um corpo na biblioteca

Leggendo gli italiani – Afirma Pereira

“(…) a filosofia parece só tratar da verdade, mas talvez só diga fantasias, e a literatura parece só tratar de fantasias, mas talvez diga a verdade.” Há anos que acompanho as publicações da TAG Livros, mas nunca havia sentido o ímpeto de assinar o clube, pois sabia que seria apenas mais uma forma de acumular livros não livros na estante – o que eu já … Continuar lendo Leggendo gli italiani – Afirma Pereira

E então eu li ACOTAR…

…E gostei mais do que eu esperava! “Vocês, humanos, não entendem mais o que é misericórdia?” Se você (assim como eu) está totalmente por fora do que tem bombado entre os títulos YA (Young adult, ou jovem adulto, como chamamos em terras tupiniquins), eu explico: Corte de espinhos e rosas (A Court of Thorns and Roses em inglês – ACOTAR), da autora americana Sarah J. … Continuar lendo E então eu li ACOTAR…

Entre páginas – A Dama e a Lei

“Nota do autor: (…) Esteja satisfeito, então, em primeiro lugar, em lembrar que as ações dos seres humanos não são, invariavelmente, regidas pelas leis da razão pura.” Que saudade eu estava de um bom romance novelesco vitoriano! E ninguém melhor para suprir essa lacuna do que um dos meus autores favoritos da época: Wilkie Collins! Depois de ler sua breve biografia no ano passado, fiquei … Continuar lendo Entre páginas – A Dama e a Lei

Entre páginas – Crônica de uma morte anunciada

“Nunca houve morte mais anunciada.” Este possivelmente foi o primeiro livro de Gabriel García Márquez que entrou para a minha coleção, mas foi preciso que a obra fosse tema de um curso que eu estava fazendo sobre o autor para que eu finalmente o tirasse da estante… e que bom que o fiz! Surpresa, surpresa (#sqn): Gabo está se tornando um dos meus autores preferidos … Continuar lendo Entre páginas – Crônica de uma morte anunciada