Posts com a tag:Stephen King

#LendoKing #6 – Saco de Ossos

Por , 16 de agosto de 2017 9:00

Sabe aquelas histórias de fantasmas bem assustadoras que a gente conta no escuro, antes de dormir?

Saco de Ossos, do Stephen King, é tudo isso e muito mais!

 

Capa Saco de Ossos Ponto de Leitura.inddA história de um antigo amor – um sentimento forte que o tempo e a morte não conseguem destruir. A história de uma nova paixão – um relacionamento assombrado por segredos do passado. A história de uma criança – a inocente prisioneira de um terrível fogo cruzado. São estes os ingredientes de Saco de Ossos, mais um romance com a marca inigualável do grande mestre da narrativa contemporânea, Stephen King. Mike Noonan é um romancista de sucesso que vê sua vida subitamente transformada com a morte da esposa Jo. Quatro anos já se passaram e o sentimento é o mesmo – o desânimo, a tristeza, a sensação de que nunca mais será capaz de escrever. Diante da tela branca do computador, ele vê o vazio doloroso que passou a dominar seus dias. Nem mesmo o sono lhe traz alívio. Noonan é agora atormentado por terríveis pesadelos com Sara Laughs e a casa do lago – o recanto de sonhos onde ele e Jo foram tão felizes. Voltar à pequena cidade. Esta parece ser a única saída. Mike sente que precisa enfrentar o passado e tentar reencontrar seu caminho.

 

Continue lendo '#LendoKing #6 – Saco de Ossos'»

Café Irlandês – 6 Livros para ler (JÁ) antes do filme estrear

Por , 9 de agosto de 2017 20:09

 cafe irlandes

Nada melhor que pegar um cineminha e curtir uma história envolvente.

Muitas dessas histórias são inspiradas/adaptadas à partir dos livros, e a maioria dos leitores gosta de ler SEMPRE o livro antes de ver o filme.

Para ajudar a programar as suas próximas leituras, listamos 6 livros para ler antes do filme estrear.

 

1 – Os Meninos que Enganaram os Nazistas

Os meninos que engavam os nazistas

 

Paris, 1941. O país é ocupado pelo exército nazista, e o medo invade as casas e as ruas francesas. O poder de Hitler se mostra absoluto e brutal… É durante um dos períodos mais turbulentos da História que a emocionante narrativa de Joseph e Maurice se desenrola. Irmãos judeus de 10 e 12 anos de idade, perambulam sozinhos pelas estradas, vivendo experiências surpreendentes, tentando escapar da morte e em busca da zona livre para ganhar a liberdade.

O filme já está em cartaz, mas o livro publicado pela Editora Vestígio, tem somente 288 páginas e dá tempo de ler e conferir antes nos cinemas.

 

 

2 – O Castelo de Vidro

castelo de vidro

Com ninguém menos que Brie Larson como protagonista, o filme baseado no livro de Jeannete Walls, retrata a infância da própria Walls, criada com os irmãos no seio de uma família desequilibrada, bastante pobre e nômade.

No Brasil, o livro foi lançado pela Editora Nova Fronteira. Já o filme, conta Woody Harrelson e Naomi Watts, além de Brie.

Com estreia programada para 24 de agosto, esse é um dos livros que precisam ser ‘passados na frente’, para terminar a leitura antes da estreia.

3 – A Torre Negra

O Pistoleiro

Leia nossa resenha AQUI

Continue Lendo!

#LendoKing #5 – A Dança da Morte

Por , 2 de agosto de 2017 9:00

Para a Sabrina e para a Fanny a leitura de A Dança da Morte, do Stephen King, se deu em momentos e por motivos diferentes… E o resultado dessa jornada também foi um pouquinho distinto para cada uma.

 

sabrina-capa

 

Poucos livros merecem ser chamados de fenômeno editorial, mas ‘A dança da morte’ sem dúvida é um deles. Aclamado pela crítica e pelo público, o romance é considerado uma das melhores obras de Stephen King.
Após um erro de computador no Departamento de Defesa, um milhão de contatos casuais formam uma cadeia de morte: é assim que o mundo acaba. O que surge é um árido lugar, privado de suas instituições e esvaziado de 9% da sua população. Um lugar onde sobreviventes em pânico escolhem seus lados – ou são escolhidos por eles. Onde os bons se apoiam nos ombros frágeis de Mãe Abagail, com seus 108 anos de idade, e os piores indizíveis: Randall Flagg, o homem escuro.
Valendo-se da imaginação sem limites que caracteriza sua obra , King criou uma história épica sobre o fim da civilização e a eterna batalha entre o bem e o mal. Com sua complexidade moral, seu ritmo eletrizante e suas incríveis profundidade e variedade de personagens, ‘A dança da morte’ merece um lugar entre os clássicos da literatura popular contemporânea.

 

Continue Lendo!

Desafios Literários: O que fizemos em 2016 e o que nos espera em 2017

Por , 13 de janeiro de 2017 19:50

capa

Se você perguntar para a Thais e para o Will, eles nos caracterizam como duas loucas. “Malucas” é um adjetivo que ouvimos muito deles.

Apesar de não concordarmos com a colocação, até entendemos (um pouquinho) essa posição deles. Somos 4 pessoas que se dão muito bem, com gostos similares, mas também bem diversos. Nossas listas de retrospectiva como a de 2017 (Veja AQUI) que o diga!

Então tem algumas coisas em que você sabe que pode contar ou não com um companheiro da equipe e, quando se trata de desafios literários, nós duas sabemos que temos com quem contar e nos apoiar para executar o desafio.

Tudo começou quando um piano caiu na nossa cabeça (figurativamente, claro) quando percebemos que, se lêssemos 1 livro por mês da nossa TBR (pilha dos to be read, ou seja, de leituras pendentes) levaríamos 42 anos para completá-la.

Vou repetir: Nossa TBR completa tem 42 ANOS!!!

tumblr_ojoj81H3aV1s1rwswo1_540

Isso foi no começo de 2015 e, para dar conta dessa meta longínqua, inauguramos na época o #Projetopravida. O propósito era exatamente listarmos essas obras é iniciarmos a leitura delas imediatamente.

Continue Lendo!

#LendoKing 4 – As Terras Devastadas

Por , 5 de janeiro de 2017 12:30

Terceiro volume da série A Torre Negra… E eu finalmente comecei a me encantar pela saga épica de Stephen King!

 

Atenção! Pode conter spoilers dos primeiros volumes da série: O PistoleiroA Escolha dos Três.

 

img_4911

 

Neste romance emocionante, Roland, o último Pistoleiro, se aproxima ainda mais da Torre Negra de seus sonhos e pesadelos – atravessando um deserto amaldiçoado em um mundo macabro que é uma imagem distorcida do nosso próprio mundo.

Junto com Roland estão dois daqueles que ele levou consigo para esse universo: o ex-viciado nova-iorquino Eddie Dean e Susannah, nova identidade da mulher que combina em um mesmo corpo duas personalidades distintas. À sua frente estão as extraordinárias revelações sobre quem ele é e o que o motiva em sua busca. E contra ele se perfila uma legião cada vez mais numerosa de inimigos, humanos ou não.

À medida que o ritmo da ação e aventura, da descoberta e do perigo se acelera cada vez mais, o leitor é irremediavelmente absorvido por um drama espetacular ao mesmo tempo assustador como um pesadelo… e estranhamente familiar.

 

Continue Lendo!

#LendoKing #3 – A Escolha dos Três

Por , 13 de outubro de 2016 12:37

Por Fanny Ladeira e Sabrina Inserra

Próxima parada da série A Torre Negra e do nosso desafio #LendoKing!

Se em O Pistoleiro fomos “jogados” em um universo árido – e meio estranho –, em um enredo incômodo mas, ao mesmo tempo, fascinante, em A Escolha dos Três nos deparamos com uma narrativa ainda mais ágil e intrigante.

 

a-escolha-dos-tres

 

Atenção! Pode conter spoilers de O Pistoleiro!

 

As cartas revelam aqueles que Roland deverá escolher para ajudá-lo em sua busca: O Prisioneiro, A Dama das Sombras e A Morte. Roland encontra três portas que o levam do Mundo Médio para três épocas diferentes. A primeira o transporta a 1987 e a Eddie Dean, um viciado em heroína. É O Prisioneiro, refém de seu vício. A segunda o transporta à mesma cidade, à década de 1960. A Dama das Sombras que Roland encontra é Odetta Holmes, uma ativista política cuja dupla identidade corresponde à Detta Walker, rebelde e cleptomaníaca. A terceira porta o leva a 1977, onde encontra Jack Mort, A Morte. Jack é um assassino inescrupuloso, responsável pela primeira morte de Jake. Durante seu domínio sobre Jack, o pistoleiro conseguiu evitar a morte de Jake, criando duas linhas de tempo diferentes em sua cabeça e na do menino. Ambos começam a ser dilacerados por essa dualidade, que será um dos temas principais do próximo livro.

 

Continue Lendo!

#LendoKing #2 – Carrie, a Estranha

Por , 26 de setembro de 2016 9:00

Por Fanny Ladeira e Sabrina Inserra

 

A primeira parada do nosso Desafio #LendoKing fora da série A Torre Negra é Carrie, a Estranha, o primeiro romance publicado pelo autor.

Que o King é um dos (senão “o”) maiores autores de terror da atualidade não é nenhuma surpresa… Mas ficamos bastante receosas por nos aventurar pelas páginas de Carrie justamente por este ser o seu primeiro livro – afinal, bem sabemos que a primeira obra de um autor não costuma ser tão completa quanto as demais. Porém, tivemos uma grata surpresa ao encontrar, neste livro, as características que viriam a consagrar o escritor posteriormente.

Sim, Carrie tem as suas falhas, mas ainda assim é um livro instigante e, em alguns momentos, aterrorizante.

 

img_4184

 

Carrie, a estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente.

Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos.

 

Continue Lendo!

#LendoKing #1 – O Pistoleiro

Por , 7 de julho de 2016 9:00

Se você leu o nosso post de introdução ao desafio #LendoKing sabe que a minha curiosidade em torno da obra do autor se deu paralelamente ao meu interesse pela série A Torre Negra.

Apesar de ainda ser um conceito um tanto quanto abstrato para mim, a saga épica desenvolvida por Stephen King ao longo de 22 anos, que mistura fantasia, ficção científica e terror, me deixou com a pulga atrás da orelha e com a promessa de um dia desbravar suas milhares de páginas.

Para ajudar a dar “aquele empurrãozinho”, Stephen King anunciou a adaptação do livro para as telonas, estrelada por Idris Elba e Matthew McConaughey, para 2017. Lembro de que, assim que saiu a notícia, eu e a Fanny trocamos mensagens praticamente simultâneas com a proposta: “Vamos ler ‘A Torre Negra’???” e até o Will entrou nessa com a gente!

É, esse dia finalmente chegou.

 

O Pistoleiro

 

‘O Pistoleiro’ apresenta ao leitor o fascinante personagem de Roland Deschain, último descendente do clã de Gilead, e derradeiro representante de uma linhagem de implacáveis pistoleiros desaparecida desde que o Mundo Médio onde viviam “seguiu adiante”.

Para evitar a completa destruição desse mundo já vazio e moribundo, Roland precisa alcançar a Torre Negra, eixo do qual depende todo o tempo e todo o espaço, e verdadeira obsessão para Roland, seu Cálice Sagrado, sua única razão de viver.

O Pistoleiro acredita que um misterioso personagem, a quem se refere como o homem de preto, conhece e pode revelar segredos capazes de ajudá-lo em sua busca pela Torre Negra, e por isso o persegue sem descanso. Pelo caminho, encontra pessoas que pertencem a seu ka-tet ou seja, cujo destino está irremediavelmente ligado ao seu. Entre eles estão Alice, uma mulher que Roland encontra na desolada cidade de Tull, e Jake Chambers, um menino que foi transportado para o mundo de Roland depois de morrer em circunstâncias trágicas na Nova York de 1977.

 

Continue Lendo!

Desafio Literário – #LendoKing

Por , 2 de junho de 2016 12:05

VAMOS LER KING???

 

Stephen-King

 

Quem acompanha o blog há um tempinho sabe que eu e a Fanny somos “as loucas” dos desafios literários – de clássicos a tijolões contemporâneos, passando por listas populares e estudos literários: name it, we’ll do it!

E essa atração por desafios tem um efeito no mínimo engraçado em nossas rotinas como leitoras… Toda vez que nos deparamos com uma nova lista de obras, baseada em algum critério (seja ele racional ou não) ou lemos, assistimos ou ouvimos alguma coisa referente a um autor do qual gostamos, é batata: a palavra DESAFIO começa a soar como uma sirene e lá vamos nós alinhar mais um desafio com metas por vezes absurdas, mas que nos estimulam a ampliar o nosso alcance literário e a desbravar novos gêneros e autores.

O mais recente deles começou por culpa daquela que vos escreve. Se tem um autor que sempre despertou minha curiosidade e por cujo catálogo havia apenas começado a me aventurar timidamente é o Stephen King.

Isso é ao menos estranho, se considerarmos que o autor é reconhecido por suas obras de terror psicológico e sobrenatural (com fama de deixar leitores maduros acordados durante a noite) e que eu sempre fui a maior medrosa para livros, séries e filmes levemente assustadores… Mas tudo isso mudou quando decidi virar essa página (literalmente) e desbravei as centenas de páginas de Sob a Redoma. Adorei a forma com a qual King desnudou todas as vertentes da psique humana em uma sociedade enclausurada e fiquei com uma comichãozinha para ler mais alguma coisa do autor.

 

Continue Lendo!

Café irlandês – Os 10 autores de quem mais tenho livros

Por , 12 de agosto de 2014 9:00

Irish-coffee-logo-color

 

Meu nome é Sabrina e eu sou uma acumuladora de livros.

Desde que me entendo por gente, sempre sonhei em ter uma biblioteca, recheada de livros. Não importa o gênero, o autor, ou o número de páginas: ela guardaria todas as obras que eu quisesse ler.

O tempo passou e esse sonho começou a ser colocado em prática (leia-se: comecei a trabalhar e pude finalmente “bancar” a construção dessa biblioteca).

 

Books

 

Porém, comecei a perceber que eu sofro de um mal um tanto… estranho. A mania de, ao me encantar com a leitura da obra de algum autor, querer adquirir todos os volumes já escritos por ele. Não interessa se eu li apenas um de seus livros ou metade. Gosto de saber que, ao terminar a leitura, tenho outro exemplar me esperando.

Isso me levou fazer verdadeiras coleções, que infelizmente crescem em um  ritmo muito diferente da minha capacidade de lê-las. Mas, ao mesmo tempo, estes livros se tornam uma espécie de desafio pessoal. Acredito piamente que um dia finalizarei a leitura de todos eles.

E foi pensando nesse assunto que eu cheguei ao tema do Café irlandês de hoje. Afinal, quais seriam os autores com mais livros na minha estante?

É claro que esse número varia por uma série de fatores… Alguns autores simplesmente escreveram mais livros do que outros (senão, sua participação seria bem maior…). Também existem aquelas séries com volumes infinitos, ou aqueles livros dos quais possuo mais de um exemplar (são casos raros, mas existem).

 

Confira a lista! Será que ela se parece com a sua?